Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
À beira do salto, a tradição reinventada À beira do salto, a tradição reinventada

À beira do salto, a tradição reinventada

Tuesday, 06 de October de 2015
Categoria:

Ballet de Londrina homenageia os passos do Nordeste e Ballezinho mergulha na dimensão do tempo na quinta noite do Festival de Dança 2015

 Há um Nordeste brasileiro praiano, turístico e midiático, essencialmente paradisíaco. E existe outro, profundo, enraizado na indigência da sede e da fome seculares, nutrido pela exuberância da cultura popular e mantido de pé pela fé visceral. “Sem Eira Nem Beira” trata deste universo, simultaneamente real e mítico, de um Nordeste que se perpetua no coração de quem o abraçou e teve de partir.

Baseado nas memórias afetivas do diretor pernambucano Leonardo Ramos, o espetáculo é a atração desta terça-feira (6), às 20h30, no Circo Funcart, como parte da programação do Festival de Dança de Londrina. A noite será especial pelo encontro de gerações: a companhia oficial da cidade apresenta-se com os jovens talentos do Ballezinho de Londrina, que, na sequencia, levam ao palco a montagem “Dejá Vù”.

Em “Sem Eira Nem Beira”, manifestações como o frevo, o maracatu, o caboclinho, o cavalo marinho e as quadrilhas são revividas no palco por meio de uma coreografia francamente inspirada nos “brincantes” nordestinos e embalada pelos acordes do primeiro disco do excepcional Quinteto Armorial, lançado em 1974. 

Entre as influências que inspiraram o Ballet de Londrina na montagem, Ariano Suassuna destaca-se como norte, pela proposta de fusão entre referências eruditas e populares, além da luta pelo reconhecimento da cultura nordestina como acervo vivo de um patrimônio que extrapola as fronteiras regionais.

Mesmo com o mergulho na tradição rítmica e narrativa do Nordeste, o Ballet de Londrina segue estável em seu viés contemporâneo, propondo uma leitura não convencional das manifestações típicas, fiel à sua trajetória de 23 anos no cenário da dança nacional. E falando em identidade, “Sem Eira Nem Beira” também marca a estreia de Marciano Boletti, ensaiador e bailarino mais antigo do grupo, na cocriação de um espetáculo do Ballet de Londrina, ao lado de Ramos. A montagem estreou no ano passado, como extensão do Festival de Dança, na construção do Teatro Municipal. A coreografia chega, nesta edição, mais amadurecida e com novos bailarinos no elenco.

Companhia jovem – Na sequência de “Sem Eira Nem Beira”, também no Circo Funcart, o Ballezinho de Londrina apresenta “Dejá Vù”, espetáculo que trata da busca da identidade em meio às sensações da passagem do tempo, com direção e coreografia de Wagner Rosa. é a chance de acompanhar o trabalho de vinte e três bailarinos adolescentes da Escola Municipal de Dança, que sobem ao palco para concretizar um encontro de gerações que revela a paixão de uma cidade pela arte do movimento.

Divulgação

Mais detalhes:

SEM EIRA NEM BEIRA (Ballet de Londrina) + DEJÁ VÙ (Ballezinho de Londrina) Dia: 6 de outubro (terça-feira) Horário: 20h30 Local: Circo Funcart Ingressos: R$10 e R$5 (meia) Duração: 80 minutos Classificação indicativa: livre