Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Procon-LD elabora dicas de segurança sobre compras on-line na Black Friday Procon-LD elabora dicas de segurança sobre compras on-line na Black Friday

Procon-LD elabora dicas de segurança sobre compras on-line na Black Friday

Thursday, 25 de November de 2021

Consumidor deve ficar atento para não cair em golpes durante a promoção que promove uma série de descontos em produtos de lojas do Brasil e do mundo

Foto: Arquivo N.com

O Núcleo Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Londrina (Procon-LD) elaborou diversas dicas de segurança para que o consumidor possa fazer boas compras pela internet e não caia em golpes durante a promoção da Black Friday. A iniciativa apresenta uma série de descontos em produtos de diversas lojas do Brasil e do mundo. As dicas estão sendo publicadas durante esta semana, nas redes sociais do Procon-LD, no Facebook e Instagram (@procon.londrina).

A Black Friday foi criada nos Estados Unidos e adotada no Brasil, com o objetivo de atrair consumidores, por meio de promoções. A intenção dos lojistas é renovar o estoque das lojas antes das vendas de Natal. “Para aproveitar as promoções especiais e descontos é necessário que o consumidor fique atento, principalmente com relação às compras pela internet, para que ele não tenha dor de cabeça”, ressaltou o diretor-executivo do Procon-LD, Thiago Mota.

Mota lembrou que, somente em 2020, o Reclame Aqui – site brasileiro de reclamações contra empresas sobre atendimento, compra, venda, produtos e serviços – registrou 9.160 reclamações de consumidores a mais do que em 2019, quando foram registradas 8.800. Dos pontos registrados, o campeão de reclamações foi relativo à propaganda enganosa, representando 27,01% das demandas. “Para evitar esse tipo de situação, a nossa dica é pesquisar sobre o histórico e reputação do fornecedor. O site Reclame Aqui pode ser uma boa alternativa para a segurança dos consumidores”, apontou.

Para não cair em armadilhas, o órgão também orienta atentar-se às possíveis alterações do preço do produto durante o processo de compra, por exemplo, ao adicionar o item ao carrinho. Observar o prazo de entrega e as regras da empresa para a troca do produto e saber qual o procedimento para uma eventual reclamação ou devolução do item, também são dicas importantes do Procon-LD.

Divulgação

Outras orientações são nunca revelar as senhas de internet e bancárias; não comprar por impulso; listar o que é necessário adquirir e definir o limite de gastos. “Também é importante comparar preços. Para isso, é possível buscar sites especializados nisso, que podem poupar tempo do consumidor. Além de achar o vendedor que está oferecendo o melhor preço, alguns destes sites ainda oferecem cupons de desconto e cashback. Nossas dicas são o Zoom e o Buscapé, dois sites já consolidados no Brasil”, informou o diretor-executivo do Procon-LD.

Outra dica é comprar apenas se o desconto for efetivo e se realmente precisar do produtos. “Se o produto estiver com 10% ou 15% de desconto pode comprar, porque se trata de um desconto real”, aponta a informação descrita no post do Procon-LD.

Outras orientações são pesquisar o custo do frete, porque ele pode fazer a diferença na decisão de compra, e considerar usar o cartão de crédito como meio para pagamento, pois essa preferência pode proteger o consumidor das fraudes da Black Friday. “Se o site que você quer comprar só aceita pagamento em boleto, desconfie, pois essa é uma forma muito comum de golpe: você paga o boleto, o site desaparece e você fica sem o seu produto e sem o seu dinheiro”, reforçou Mota.

Reclamações – Os consumidores que se sentirem lesados, podem registrar as suas reclamações no Procon. Em Londrina, ele está situado na Rua Piauí, nº 1.117, região central de Londrina. Os atendimentos à população são feitos de segunda a sexta-feira, das 9 às 15 horas, presencialmente, pelo e-mail [email protected], ou pelos telefones (43) 3372-4823, 3372-4824 e 3372-4825. O órgão também tem uma página no Facebook e Instagram (@procon.londrina), onde também é possível tirar dúvidas.

Fonte: N.Com