Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Primeiros editais do Promic 2021 são lançados com incentivo de R$ 2,5 milhões Primeiros editais do Promic 2021 são lançados com incentivo de R$ 2,5 milhões

Primeiros editais do Promic 2021 são lançados com incentivo de R$ 2,5 milhões

Sunday, 23 de May de 2021
Categoria:

Foram lançados três editais para fomento a projetos de organizações culturais, artistas, produtores culturais e comunidades de Londrina

Foto: Vivian Honorato

Na manhã desta sexta-feira (21), a Prefeitura de Londrina lançou três editais do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic) 2021, que correspondem a um investimento de R$ 2,5 milhões, com o objetivo de fomentar projetos de organizações culturais, artistas, produtores de cultura e comunidades de Londrina. O documento foi assinado pelo prefeito Marcelo Belinati e pelo secretário municipal de Cultura, Bernardo Pellegrini, no gabinete do prefeito.

Um dos editais lançado é destinado a organizações culturais sem fins lucrativos e pessoas jurídicas, enquanto os outros dois são voltados a pessoas físicas e coletivos culturais, que são os agrupamentos não formais.

Foto: Vivian Honorato

O prefeito Marcelo Belinati disse que o Promic é um grande instrumento de desenvolvimento econômico e social para a cidade, além de ser uma importante política pública de transformação social. “Todos estes projetos apoiados pela Prefeitura, desde a cultura popular, que chega até a ponta da comunidade e dão uma perspectiva de vida e de futuro para jovens e crianças, até os grandes festivais, que atraem milhares de pessoas para a cidade, movimentando a economia do município, são muito importante para a cidade como um todo”, enfatizou.

O prefeito destacou, ainda, que Londrina é uma cidade privilegiada, do ponto de vista cultural. “É nossa obrigação, enquanto ente público, apoiar todo o segmento cultural da nossa cidade. Neste momento de pandemia temos limitações, para proteger a saúde e a vida das pessoas, mas o nosso desejo é ampliarmos este trabalho, cada vez mais, para fortalecer uma das vocações da cidade, que é a riqueza cultural”, frisou.

Foto: Vivian Honorato

O secretário Bernardo Pellegrini disse que o Promic é o grande instrumento que a comunidade cultural de Londrina tem, para realizar os projetos culturais na cidade. “A cultura está presente em todos os segmentos, como na educação, na saúde, e na economia. O setor foi muito afetado pela pandemia, mas isso está se reconfigurando agora. Escolhemos o melhor caminho para lançar estes editais, seguindo todos os protocolos de saúde, para retomarmos a vida cultural da cidade”, afirmou.

Pellegrini disse que os proponentes do projeto terão cerca de 30 dias para apresentarem suas propostas. Na sequência, serão destinados mais 30 dias para que uma comissão de análise avalie e selecione estes projetos. “Provavelmente no final de junho estejamos com o ano desenhado e, em breve, vamos lançar mais três editais do Promic”, contou.

O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada, destacou que a política cultural de Londrina é um segmento importante e um instrumento social fundamental para melhorar a vida das pessoas. “Por isso, a Prefeitura tem feito um esforço, mesmo neste período difícil da pandemia, para garantir recursos à área, a fim de fomentar a política cultural de Londrina, que é reconhecida nacionalmente”, disse.

A vice-presidente do Conselho Municipal de Cultura, Danieli Pereira, que também esteve presente no gabinete, ressaltou que a cultura é um dos setores que mais tem sofrido, desde o início da pandemia, porque a geração de renda, tanto dos editais, quanto dos produtos, ficou suspensa. “Por isso, é muito importante para a sobrevivência do setor, dos artistas, dos grupos, dos coletivos, dos eventos, o lançamento dos editais do Promic, porque além de fomentar a cultura e a arte local, o programa também gera a sobrevivência. Isso traz um grande alívio para o setor, que pode ganhar um pouco mais de fôlego no decorrer deste ano que ainda está sendo castigado pela pandemia”, salientou.

Foto: Vivian Honorato

Entre os presentes na solenidade de lançamento do Promic 2021, estiveram o vice-prefeito, João Mendonça; os representantes do Instituto do Movimento de Estudos da Cultura Afro-Brasileira (Imecab) e organizadores da Mostra Zumbi dos Palmares, Agenor Evangelista e Vagner Nogueira; o diretor do Festival de Música de Londrina, Marco Antonio Almeida; e Bruno Guering, do Festival Kinoarte de Cinema. 

Sobre os editais – O edital de Projetos Estratégicos é um dos mais importantes para a estruturação da produção cultural da cidade, responsável pela articulação e fortalecimento dos segmentos culturais, promovendo intercâmbio e trocas de referências e processos formativos. Neste edital, somente organizações culturais sem fins lucrativos, constituídas como pessoa jurídica, podem apresentar projetos.

São cinco linhas de fomento a projetos previstas no edital: fomento aos festivais culturais da cidade; fomento a projetos estratégicos livres, que desenvolvem processos culturais importantes para toda municipalidade; Projetos Estratégicos de oficinas e atividades formativas, que também desenvolvem grandes ações culturais nesse sentido; Projetos Estratégicos para preservação da memória histórica de Londrina; e Projetos Estratégicos de memórias e organização do carnaval londrinense. Serão investidos R$ 1.360.000,00 neste edital.

O edital Bolsas Saberes, Fazeres e Identidades concederá 100 bolsas, no valor de R$ 7 mil cada, para pessoas físicas e coletivos culturais. Essa ação visa estimular a criação de produtos criativo-comunicativos para difusão digital – como vídeos, podcasts, e-books, mostras fotográficas digitais, entre outros – sobre a diversidade dos saberes, fazeres, identidades culturais e o modo como a arte e a cultura contribuem para o bem-estar social e a qualidade de vida na cidade.

O período de execução deste edital será de três meses. A ideia dele é que os artistas, produtores culturais, técnicos da cultura e comunidade registrem suas atividades, suas identidades artísticas e culturais. Com os resultados desses trabalhos, a população vai conhecer a riqueza da criação cultural em Londrina, através de uma mostra que a Secretaria de Cultura vai organizar, chamada Minha Casa, Minha Cidade – Festival de Arte Feita em Casa.

O edital Bolsas de Estudo, Pesquisa e Criação Artística e Cultural, concederá bolsas de estudo e pesquisa, também para pessoas físicas e coletivos não-formais, que resultem em criação, circulação cultural, atividades formativas e atividades de preservação da memória e do patrimônio histórico. Serão viabilizados 15 projetos de bolsas no valor de R$ 20.000,00; e cinco projetos de bolsas no valor de R$ 40.000,00, totalizando um recurso de R$ 500 mil. O período para execução dos projetos será de oito meses. O objetivo deste edital é incentivar o desenvolvimento de produtos culturais, como peças de teatro, lançamento de livros, atividades de discussão comunitária, entre outras.

Orientação – Para facilitar a participação dos artistas e das comunidades, a Secretaria de Cultura vai realizar dezenas de oficinas de orientação à elaboração de projetos, ativando o serviço de uma Incubadora de Projetos Culturais.

Os projetos resultantes de todos esses editais integrarão as atividades e agenda cultural organizada pela Secretaria Municipal de Cultura, no trabalho para que a cultura seja acessível e floresça durante todo o ano, em todas as regiões da cidade e nos distritos.

N.com