Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Noroeste pode ganhar rota de turismo religioso aliado ao meio ambiente Noroeste pode ganhar rota de turismo religioso aliado ao meio ambiente

Noroeste pode ganhar rota de turismo religioso aliado ao meio ambiente

Sunday, 08 de August de 2021
Categoria:

A partir de um traçado já definido, a proposta é implantar uma rota regional, aumentando o fluxo de peregrinos (pedestres e ciclistas) nas localidades por onde a trilha passa, incentivando o crescimento da economia local e promovendo o desenvolvimento humano dos envolvidos.

A região Noroeste do Paraná pode ganhar uma nova rota turística dentro do setor religioso. O Projeto Caminho dos Santuários foi apresentado ao secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), Márcio Nunes, nesta segunda-feira (02), durante agenda na região. – Curitiba, 02/08/2021 – Foto: SEDEST

A região Noroeste do Paraná pode ganhar uma nova rota de turismo religioso, aliado ao turismo rural e de natureza. O Projeto Caminho dos Santuários foi apresentado ao secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), Márcio Nunes, pelo bispo de Umuarama, Dom Frei João Mamede Filho.

Nunes também acompanhou, nesta segunda-feira (02), o Programa Permanente de Esterilização de Cães e Gatos (CastraPet), em Iretama, e a doação de 7,5 toneladas de alimentos e rações a entidades filantrópicas.

De acordo com o projeto, a partir de um traçado já definido, a proposta é implantar uma rota regional, aumentando o fluxo de peregrinos (pedestres e ciclistas) nas localidades por onde a trilha passa, incentivando o crescimento da economia local e promovendo o desenvolvimento humano dos envolvidos.

A ideia é estruturar a rota, sinalizá-la e incluí-la nas rotas de turismo religioso do Paraná. Outro objetivo é promover a conscientização para uma mudança de comportamento em relação às questões ambientais, despertando a importância de se preservar e cuidar do meio ambiente.

O secretário Márcio Nunes afirmou que há dentro da Paraná Turismo, vinculada à Sedest, um ponto de partida. “Temos um projeto dentro da Secretaria de sinalização turística e acho que podemos começar por aí, como um piloto”, afirmou.

“É uma maneira de se espiritualizar, praticar a sua fé, e também a atividade física, que traz ganhos para a saúde e qualidade de vida para a população”, disse o bispo. A ideia consiste também em aproximar o homem da natureza, com a promoção do turismo rural.

ROTA – O Caminho dos Santuários surgiu em 2019, idealizado pelo grupo Amigos que Correm, dos municípios de Umuarama e Iporã. O primeiro trajeto realizado foi em um momento de fé para a cura de um câncer em um dos integrantes do grupo, que faleceu neste ano por complicações pós-Covid-19.

O trajeto total soma 65 quilômetros, tendo como ponto de partida a Paróquia Santo Antônio, em Iporã. Ele passa também nas cidades de Cafezal do Sul, na Paróquia São José Batista, e em Perobal, na Paróquia São Pedro.

POTENCIAL – O turismo religioso é um dos segmentos mais importantes para o turismo paranaense, uma das modalidades que mais atraem visitantes e também que mais possui atrativos.

De acordo com um levantamento do Sebrae-PR, em parceria com a Paraná Turismo, em 2020, o turismo religioso foi o terceiro segmento com maior número de atrativos (299) no Estado. Destaca-se nesse contexto a região turística Terra dos Pinheirais, com 157 atrativos, 36 deles de cunho religioso.

Há outras rotas de turismo religioso no Paraná, como a Rota do Rosário, a partir de Jaguariaíva, e a Rota do Equilíbrio, em Irati. Além disso, está em estruturação o Caminho das Santas Chagas, em Borrazópolis, e a retomada das Missões Jesuítas da Vila Rica do Espírito Santo, em Fênix.

A região Noroeste do Paraná pode ganhar uma nova rota turística dentro do setor religioso. O Projeto Caminho dos Santuários foi apresentado ao secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), Márcio Nunes, nesta segunda-feira (02), durante agenda na região. – Curitiba, 02/08/2021 – Foto: SEDEST

O Estado ainda conta com alguns atrativos religiosos tombados espalhados por várias regiões turísticas:

· Santuário Senhor Bom Jesus da Pedra Fria – Rota do Rosário, em Jaguariaíva

· Capela Imaculada Conceição, em Cruzeiro do Oeste

· Capela Santa Cruz, em Maringá

· Ruínas Redução Jesuítica de Santo Inácio, em Santo Inácio

· Igreja Bom Jesus do Saivá, em Antonina

· Igreja Matriz Nossa Senhora do Pilar, em Antonina

· Igreja Matriz Nossa Senhora do Bom Sucesso, em Guaratuba

· Igrejinha de São Pedro, em Matinhos

· Igreja de São Benedito, em Morretes

· Igreja de São Sebastião do Porto de Cima, em Morretes

· Igreja N. Sra. do Pilar, em Morretes

· Capela Divino Espírito Santo, em Londrina

· Igreja do Lago, em Cascavel

· Igreja Matriz Santo Antônio, na Lapa

· Igreja Matriz de São Josafat, em Prudentópolis

Fonte: Agência de Notícias do Paraná