Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias

Mulheres do projeto Coro Cênico fazem apresentação no saguão da Prefeitura

quinta, 29 de junho de 2023
Categoria

Músicas brasileiras compõem o repertório que será cantado por mulheres atendidas pelo Centro de Oficinas da SMPM; projeto também atende outras secretarias municipais

Nesta sexta-feira (30), às 15h, a sede da Prefeitura de Londrina receberá uma atração especial para animar com música o ambiente do prédio público municipal. O projeto de oficinas “Coro Cênico”, patrocinado pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic), fará uma apresentação de vozes com um grupo de cerca de 10 mulheres. Elas participaram de atividades no Centro de Oficinas para Mulheres (COM), em aulas ocorridas entre abril e junho deste ano.

O repertório de amanhã reunirá várias canções brasileiras, incluindo “Maracangalha” (Dorival Caymmi), “Cajuína” (Caetano Veloso), “Minha Ciranda” (Capiba) e “Sebastiana” (Jackson do Pandeiro), entre outras.

O evento encerra a segunda turma do projeto “Coro Cênico” realizado no COM, que contou com 15 mulheres frequentando 12 encontros, durante três meses. Em 2022, uma outra turma, também de 15 pessoas do COM, foi atendida nas atividades, nesse mesmo molde.

Quem estiver circulando pela Prefeitura amanhã, além de assistir a apresentação também poderá passar pela Feira Arte Mulher, que está ocorrendo desde ontem (28), em frente à entrada principal da sede, reunindo expositoras divulgando e comercializando produtos diversos.

A iniciativa do “Coro Cênico” está inserida no Programa Fábrica – Rede Popular de Cultura, da Secretaria Municipal de Cultura, com apoio do Promic no programa de bolsas criativas. Cerca de 200 pessoas participaram das oficinas dessa segunda edição, atendendo diferentes espaços municipais, totalizando mil espectadores, aproximadamente.

As ações abrem oportunidade para pessoas interessadas em aprender técnica vocal, por meio de abordagens que mesclam música, brincadeiras e jogos musicais, teatrais, elementos cênicos, expressões e senso de improviso. O objetivo é proporcionar momentos agradáveis de aprendizado, convivência e estímulo à criatividade, resultando em benefícios para o bem-estar, autoestima e autoconfiança.

As aulas trabalham canções tradicionais da música popular brasileira, como cirandas, sambas, baiões, forrós e canções caipiras e sertanejas, entre músicas já conhecidas e músicas novas.

Para Gabriela Catai, professora de canto que conduz as aulas do projeto Coro Cênico, o resultado das oficinas com as mulheres atendidas pelo COM tem sido muito positivo, gerando retornos reveladores das alunas participantes. “Venho recebendo relatos muito bonitos e emocionados, diariamente, apontando como a prática de canto e canto coletivo ajudam a transformar a realidade das pessoas. Essa proposta de trabalhar, além da voz, a potência de expressão, movimentos cênicos, coloca as alunas em uma dimensão extracotidiana, e elas estão se sentindo mais fortes e capazes, há uma troca e interações muito benéficas. Teve quem disse que as aulas ajudaram na comunicação com clientes, outra que contou ter mudado sua postura e estar mais confiante, e ainda uma aluna que tinha vontade de cantar, mas achava que não era capaz e o projeto a motivou. Então, está sendo bonito e engrandecedor mostrar que a prática artística é libertadora, e o convívio social trabalhado nas oficinas é tão proveitoso”, contou.

Catai disse que a proposta do Coro Cênico é fazer intercâmbio com diferentes secretarias municipais, a fim de levar o trabalho para mais pessoas e perfis diferentes de público. “Estamos encerrando essa etapa do projeto e já submetendo ele novamente ao Promic para tentar dar continuidade e ampliar o alcance na próxima edição. O Coro Cênico tem parceria com a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, e secretarias municipais de Educação, Assistência Social e Idoso. Temos em andamento ainda turmas no CRAS B Oeste e outra no Centro de Convivência do Idoso (CCI) da região leste. Antes, tivemos uma turma também no CCI Norte. Se houver a continuidade, pensamos em atender essas secretarias parceiras e também outros espaços, inclusive com a ideia de levar o trabalho para a área rural, que carece de ações assim e tem menos acesso aos bens culturais”, relatou.

A coordenadora do Centro de Oficinas para Mulheres (COM), Carina Souza, enfatizou que realizar a apresentação final do Coro Cênico em um espaço amplo de divulgação como a Prefeitura serve como incentivo às mulheres que participaram e também a outras mulheres que conhecerem o projeto. “Essa iniciativa fortaleceu as ações do COM, que mantém projetos diversos, incluindo aqueles ligados ao empreendedorismo e áreas de saúde e bem-estar, entre outras. As aulas do Coro Cênico beneficiam o processo de socialização entre as participantes, dentro da ideia geral de mulheres sempre apoiando outras mulheres”, frisou.

Souza ainda acrescentou que a apresentação do Coro Cênico no mesmo espaço em que funciona a Feira Arte Mulher traz mais visibilidade a essa atividade cultural. “A apresentação, por sua vez, incentiva um maior número de pessoas a buscar práticas que trabalham tanto a saúde física quanto mental. Há relatos das participantes de que elas têm percebido uma estruturação importante da autoconfiança, por exemplo”, citou.

Fonte: N.Com