Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Londrina ganha Unidade Móvel de Oftalmologia que vai atender 6 mil pacientes Londrina ganha Unidade Móvel de Oftalmologia que vai atender 6 mil pacientes

Londrina ganha Unidade Móvel de Oftalmologia que vai atender 6 mil pacientes

Sunday, 08 de August de 2021
Categoria:

Ação pioneira vai atender os pacientes que estão na fila do Sistema Único de Saúde até novembro; carreta é totalmente equipada e está localizada no Boulevard Shopping

Foto: Vivian Honorato / NCom

Na manhã desta sexta-feira (6), o município de Londrina foi contemplado com o programa “Saúde Visual na Estrada”, unidade móvel de atendimento que beneficiará até seis mil pacientes que estão na fila do Sistema Único de Saúde (SUS) à espera de consultas e procedimentos oftalmológicos.

A inciativa é resultado de uma união entre a ONG Renovation e o Hospital de Olhos de Londrina (Hoftalon), parceiro da Prefeitura de Londrina, que fará os atendimentos na unidade móvel, totalmente equipada. A carreta está localizada no Boulevard Shopping Londrina, na Avenida Theodoro Victorelli, 150, e permanecerá na cidade por três meses, até novembro.

Os atendimentos na unidade móvel são exclusivamente para os pacientes que estão na fila do SUS. Serão realizados atendimentos e diagnósticos em glaucoma, retina, catarata e refração, todos com muita segurança, seguindo rigidamente todos os protocolos. Os atendimentos iniciam hoje (6) e serão realizados até o dia 6 de novembro, de segunda à sexta, das 8h30 às 18h30, pela equipe de profissionais do Hospital de Olhos.

Foto: Vivian Honorato / NCom

Segundo o proprietário e fundador do Hoftalon, Nobuaqui Hasegawa, este é um projeto pioneiro, cujo objetivo principal é agilizar e reduzir a fila do SUS, e que deverá ser exemplo para o Brasil e para o mundo. “Esta unidade vai atender, exclusivamente, as pessoas que estão previamente cadastradas na fila da Prefeitura. Aqui, os pacientes passarão por exames completos, com exceção dos cardiológicos, laboratoriais e de medição de lentes, que deverão ser feitos na sede da Hoftalon. No caso de catarata, a cirurgia é feita em pouco tempo após a consulta. Quando é glaucoma, o paciente é encaminhado para laboratório especifico do Hospital, lembrando que o Hoftalon distribui colírio de glaucoma, gratuitamente, para cerca de 4 mil pessoas, há anos”, contou.

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, disse que é um orgulho para a cidade de Londrina contar com uma instituição com o Hoftalon, referência para todo o Brasil, e que consegue trazer, para o município, parceiros internacionais, para bem atender a população. “Essa unidade vai ajudar a diminuir a fila de espera do SUS e, paralelamente, vamos investir recursos da Prefeitura para realização de novos mutirões, junto ao Hospital de Olhos, para que consigamos atender o maior número de pessoas ainda neste ano, em especial para realizar cirurgias de catarata”, afirmou.

De acordo com Machado, a pandemia trouxe dificuldades em relação às consultas eletivas. “Estávamos mantendo uma rotina de mutirões, especialmente em oftalmologia, que acabaram tendo que ser suspensos com a pandemia. Agora, como os indicadores começaram a melhorar, nós já estamos retomando o planejamento para intensificar esses mutirões e, consequentemente, diminuir essa fila de espera por atendimentos”, destacou.

O Hoftalon é uma instituição referência regional de alta complexidade oftalmológica no norte do Paraná. Apenas em 2020, realizou mais de 100 mil atendimentos, sendo que mais da metade foram de pacientes do SUS.

Sobre o projeto – O programa “Unidades Móveis de Saúde” foi criado pela Mercedes-Benz do Brasil em parceria com a Instituição Financeira de Desenvolvimento Alemão DEG, que ofereceu 4,5 milhões de euros do Programa develoPPP.de do Ministério para Cooperação e Desenvolvimento da Alemanha (BMZ) para fabricar  unidades móveis de saúde, sendo uma delas dedicada para levar saúde visual para as estradas de todo o Brasil.  A ONG Renovatio foi contemplada pela fabricante de caminhões e ônibus para ser uma das organizações que fazem parte do projeto e é a responsável pelo programa chegar à cidade.

N.com