Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
9º Festival Blues de Londrina 9º Festival Blues de Londrina

9º Festival Blues de Londrina

Monday, 10 de June de 2019

Mais uma vez a guitarra vai chorar, o piano balançar e o microfone estremecer. As luzes do palco vão mostrar o público afastando as cadeiras, pois a emoção não pode ficar sentada: quer espaço para dançar, festejar e espalhar-se pelo ambiente. Mais uma vez a voz sairá dos recantos da alma com a força capaz de marejar os olhos alheios, cantando o que se esconde nos afazeres do dia a dia. Essa é a vibe do 9º Festival Blues de Londrina, que ocorre no Bar Valentino, o evento começa no dia 14 de junho e tem continuidade no mês de agosto. Confira a programação:

9º Festival Blues de Londrina

Foto: Divulgação

14 de junho

Big James, Chicago

O jazz e o funk estão nas origens da paixão de Big James Montgomery pelo trombone. Influenciado por mestres como Fred Wesley (James Brown), J.J. Johnson e o trompetista Maynard Ferguson, Big James ganhou respeito no disputado cenário de Chicago. Valorizando os sopros e mantendo a batida para cima, Big James faz blues para dançar.

8 de agosto

Blues Etílicos, Rio de Janeiro

Formada em 1985, a banda Blues Etílicos desbravou o caminho para as novas gerações, misturando o suingue nacional com a visceralidade do rock e a contundência do blues. Em quase 35 anos de estrada, abriu shows para B.B. King, Buddy Guy e segue como um dos nomes mais importantes do blues nacional. Uma noite para ficar na história.

Luciano Leães Convida Fernando Noronha,  Porto Alegre

Se alguém consegue fazer uma fusão da música de New Orleans com o balanço brasileiro, é o pianista gaúcho Luciano Leães. Conhecido pelo groove e a facilidade de improviso, Leães volta ao Festival Blues de Londrina para receber um amigo talentoso: o guitarrista Fernando Noronha. Não dá para perder.

Fernando Noronha,  Porto Alegre

Com uma carreira internacional consolidada em turnês pela Europa, Estados Unidos e Canadá, o guitarrista gaúcho Fernando Noronha tem influência direta do blues texano, mas também funde as raízes africanas com a música brasileira. Essa mistura única levou Fernando Noronha a trabalhar com B.B. King, Chuck Berry e Buddy Guy.

9 de agosto

Fred Sunwalk, São Paulo

Natural de Ribeirão Preto (SP), Fred Sunwalk traz referências de Jimi Hendrix, Buddy Guy e B.B. King. Protagonista de apresentações vigorosas, ele não dá sossego à sua Stratocaster, trazendo a força do rock para o blues. Suas composições, geralmente em inglês, costumam fundir referências em um estilo jovem e marcante.

Deitra Farr,  Chicago

Considerada uma das grandes cantoras de Chicago (EUA), Deitra Farr é daquelas vozes que emocionam logo de cara. Com um feeling apuradíssimo, retrata no canto as turbulências sentimentais de suas canções. Deitra Farr fez uma apresentação impressionante no 2º Festival Blues de Londrina, em 2012. Quem viu, não esquece.

10 de agosto

Boobi Rae,  Louisiana

Uma das vozes mais promissoras do R&B, Bobbi Rae faz musicoterapia em comunidades carentes e sua postura ativista abraça outras formas de expressão, como a poesia. Natural da Louisiana (EUA), ela se aproxima do Neo Soul de Amy Winehouse e Joss Stone. Bobbi Rae é uma artista cujas palavras fazem a força de sua música.

Jennifer Rocha, São Paulo

Ela estudou violino, teclado, teoria musical e canto coral. Mas se destacou mesmo com a voz, em 2018, ao participar do The Voice Brasil (Rede Globo), de onde saiu carregando elogios pela técnica apurada. Com um repertório aberto ao pop, jazz e R&B, esta ativista LGBT faz da música uma saborosa forma de reflexão.