Uma geladeira mais organizada garante maior economia

segunda-feira, 3 de abril de 2017 Além disso, a organização do espaço garante alimentos mais bem conservados

Muitas pessoas não sabem, mas uma geladeira bem organizada é responsável por uma economia significativa de energia elétrica em uma residência. Além disso, a organização do espaço interno do refrigerador garante alimentos mais bem conservados por um longo período.

A organização permite ainda praticidade para os usuários, já que é mais fácil localizar de forma mais rápida aquilo que se busca dentro do aparelho, evitando que ela fique aberta por mais tempo e, consequentemente, gastando menos energia.

Conservação dos alimentos

Conservar alimentos não é apenas importante para economia de energia elétrica, mas também para garantir que produtos saudáveis sejam consumidos por todos os integrantes de uma família. Dessa forma, devemos seguir algumas recomendações para garantir a total conservação de produtos armazenados em uma geladeira.

Seguindo essa sugestão, peixes, carnes e aves, que não serão consumidos de forma imediata, devem ser armazenados no freezer da geladeira duplex, por exemplo. Nesse caso, esse tipo de refrigerador é a melhor escolha, pois assim não será necessário ter outro eletrodoméstico para o armazenamento de carnes por um longo período.

Produtos que possuem prazo de validade curto, como manteiga, queijos e requeijão, devem ser guardadas em um compartimento fechado, que fica abaixo do freezer, onde a temperatura é mais estável, garantindo a conservação dos produtos. Em relação ao leite, receitas feitas com creme de leite, entre outros à base desse item devem ser armazenados nas prateleiras superiores do refrigerador.

Refeições prontas e carnes cruas que não estão congeladas precisam estar embaladas ou em recipientes fechados. O ideal é guardá-las nas prateleiras intermediárias da geladeira duplex; já as frutas e legumes sempre na gaveta feita para este fim. Procure embalá-los em filme plástico para otimizar a conservação. As bebidas devem ficar na porta do refrigerador, que é o lugar que sofre mais oscilações de temperatura.

Economia de energia

Ao comprar um novo equipamento, o consumidor precisa estar atento aos selos e etiquetas de eficiência energética, que são obrigatórios em aparelhos eletrônicos. Trata-se de uma exigência dos órgãos de defesa do consumidor e, também, de agências reguladoras do governo federal. O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) realiza testes para saber quais são os produtos que mais consomem energia elétrica.

No caso das geladeiras, o comprador deve ficar atento, pois elas podem ser classificadas recebendo um selo de “A” a “E”, sendo que “A”, “B”, “C” e “D” são mais econômicas; já o selo com letra “E” é o que mais gasta energia elétrica. As geladeiras com sistema Frost Free também são consideradas mais econômicas, pois não há necessidade de descongelamento total do refrigerador. Assim, não é preciso desligar a geladeira da tomada e depois religá-la. Essa atitude gera aumento no consumo de energia.

Fonte: Divulgação