Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Viajar ou não com os pets? Veja as dicas Viajar ou não com os pets? Veja as dicas Viajar ou não com os pets? Veja as dicas

Viajar ou não com os pets? Veja as dicas

Friday, 18 de January de 2019
Categoria:

Se você vai viajar nas férias, pode ser difícil ajustar a logística para levar seu animal de estimação na viagem, confira essas dicas

Se você vai viajar nas férias, pode ser difícil ajustar a logística para levar seu animal de estimação na viagem. Deixar o pet em casa sozinho também não é uma opção válida. Nesses casos, o mais adequado é contar com amigos ou parentes para cuidar dele. Também existem serviços especializados e hotéis para cães. No caso de hospedar o animal em algum lugar, alguns cuidados devem ser tomados, como verificar em quais condições ele ficará e de que forma o serviço é prestado. Em alguns locais, os cães ficam em baias, o que pode ser extremamente solitário.

Mesmo quando você vai levar o animal de estimação com você, mas não é possível que ele fique no mesmo ambiente no qual você se hospedará, existem serviços de tutores para esses dias. Há, inclusive, plataformas especializadas, nas quais se pode verificar a avaliação dos cuidadores e os comentários deixados por outros usuários. Dessa forma, você fica mais seguro quanto à estadia do animal. Se essa for a opção escolhida, não esqueça de deixar a ração, a água, os brinquedos e a cama onde ele dorme com o tutor.

Foto: Divulgação

Antes de levar o pet para a viagem, é importante saber se ele sofrerá ou não muito estresse. Em geral, os gatos não são adequados para esse tipo de situação. Além do risco de fuga ser maior, eles se estressam muito mais do que os cães. Só leve, portanto, em último caso. Os cães, por sua vez, são mais fáceis de serem levados, mas também exigem alguns cuidados.

Se o cão enjoar com o balanço do carro, converse antes com o veterinário para administrar algum remédio para diminuir o enjoo durante o percurso. Alguns animais também se irritam com muitas paradas obrigatórias. Se você tiver um dispositivo para pedágio eletrônico e automático, melhor ainda. No caso de viagem de ônibus ou avião, é necessário que o veterinário tire o atestado sanitário para o cão ou o gato.

Se você for levar o animal no próprio carro, é necessária apenas a carteira de vacinação. E atenção: não deixe o pet solto no veículo. Existem equipamentos específicos para o correto transporte dos animais, e você pode levar multa e receber pontos na carteira caso não os utilize. Se seu cão adora ficar com a cabeça para fora da janela, inclusive, saiba que isso pode te custar uma multa no valor de R$ 85,13 e quatro pontos na carteira.

Fazer paradas durante a viagem também é importante, para que o cão possa fazer suas necessidades. Se você estiver em um destino com praia, também é necessário tomar alguns cuidados. Sombra e água fresca são o ideal para o cão, já que ele possui uma dificuldade maior de regular a temperatura corporal. Também escove os pelos diariamente para retirar o excesso de sujeira. O mar está liberado, mas é fundamental dar um banho quando voltar para casa e secá-lo com um secador para evitar problemas na pele.

Fonte: Divulgação