Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Ritmos do Brasil no Palco Alma Londrina Ritmos do Brasil no Palco Alma Londrina

Ritmos do Brasil no Palco Alma Londrina

Thursday, 04 de December de 2014
Categoria:

No show de encerramento do festival, mulheres trazem a cadência do samba e ritmos da tradição afrobrasileira

Nessa semana se comemorou o dia do samba, e o Palco Alma Londrina pretende encerrar a sua edição de 2014 com um show em que os ritmos brasileiros são o destaque. Em cena, Joyce Cândido, considerada a grande revelação da música brasileira no momento, a cantora Rackelly Calliari e o som do Samba Sim, além do grupo Pisada da Jurema que mantém a tradição dos ritmos de descendência africana.

O show será realizado no próximo sábado, 6 de dezembro, na Vila Cultural Alma Brasil (Rua Mar Del Plata, 93), a partir das 16h. A entrada é grátis, mas a organização do evento informa que a lotação máxima é de 300 pessoas, portanto, a orientação é que o público chegue cedo para não ficar de fora. O pré-cadastro no site da rádio garante apenas a participação em sorteios de produtos culturais de artistas de Londrina.

O evento tem patrocínio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura e integra a programação das comemorações dos 80 anos de Londrina. A realização é da Alma – Associação Intercultural de Projetos Sociais através da Alma Londrina Rádio Web que integra o Núcleo de Comunicação Popular e Comunitária da entidade.


Joyce Cândido

Pé-vermelho de coração – A cantora Joyce Cândido é a estrela da noite. Ela tem forte ligação com Londrina, onde formou-se em música pela Universidade Estadual de Londrina. Radicada no Rio de Janeiro, tem construído uma carreira de muito sucesso e é considerada uma das grandes vozes da nova geração do samba brasileiro.

Ela lançou recentemente seu primeiro DVD intitulado “O bom e velho samba novo”, título homônimo de seu primeiro álbum. O projeto, gravado em novembro de 2013, no teatro Maison de France, no Rio, tem as participações especiais de João Bosco, Elza Soares, Toninho Gerais e Carlinhos de Jesus.  Atualmente tem contrato com a Warner Music cujo convite surgiu durante o MIDEM (Marché International du Disque et de L’édition Musicale), em Cannes, após uma de suas três apresentações no evento, que homenageou o Brasil.

Seu primeiro CD, intitulado Panapaná, foi produzido por João Vidotti e lançado em 2006. Dois anos depois, ela mudou-se para Nova York onde, durante três anos, estudou canto, dança e teatro no Broadway Dance Center. Paralelamente, Joyce passou a fazer shows pela cidade americana. Assim, seu                   trabalho ganhou destaque e reconhecimento e ela, então, recebeu o prêmio de Melhor Cantora Brasileira nos Estados Unidos, pelo Brazilian International Press Awards, em 2011, ao lado de nomes como Marcos Valle.

De volta ao Brasil, ainda em 2011, a cantora foi indicada por Chico Buarque para a Biscoito Fino, selo pelo qual gravou “Bom e Velho Samba Novo”, produzido por Alceu Maia, que já trabalhou com nomes como Diogo Nogueira e Beth Carvalho.

Do samba aos ritmos da tradição – Formado em 2003 por jovens músicos londrinenses, o grupo Samba Sim se dedica à pesquisa e divulgação do samba de raiz, seus compositores e intérpretes. O público, inicialmente formado por universitários, vem agregando pessoas das mais diversas faixas etárias, que se interessam em conhecer a produção de compositores como Assis Valente, Geraldo Pereira e Wilson Batista, bem como dançar ao som de Paulinho da Viola, Chico Buarque e Marcelo Camelo.


Grupo Samba Sim

Em 2007, o grupo foi vencedor do I Festival de Samba e Pagode do carnaval londrinense, apresentando a canção autoral “Samba 119” e o sucesso “Tristeza Pé no Chão”.  Também apresentou-se no Festival de Música de Londrina, Femucic (Maringá) e o Festival Universitário da Canção, em Ponta Grossa. O Samba Sim também tem se dedicado a homenagear grandes artistas brasileiros como Djavan, Clara Nunes, Cartola, Noel Rosa e Dorival Caymmi.
O grupo é formado por Rakelly Calliari (voz), Rafael Fuca (violão), André Gião (cavaco e guitarra), Filipe Barthem (contrabaixo), Duda de Souza e Marcelo de Siqueira (percussão).

O grupo Pisada da Jurema realiza um trabalho de releitura de ritmos populares brasileiros com foco nos estados de Pernambuco, Maranhão, Paraíba, Bahia e região sudeste. O repertório conta com músicas da tradição oral, como o coco, cacuriá, jongo, e, ritmos da religião de matriz africana, como afoxé e maracatu. A partir dessas referências também trazem composições próprias.

[video:<iframe width=”560″ height=”315″ src=”//www.youtube.com/embed/BlGuYNFzqTI” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>]

Formado em 2013 em Londrina, o grupo surge pelo interesse comum entre as integrantes: fortalecer e cultivar as identidades expressas nas manifestações histórico-culturais do povo brasileiro. O grupo é formado por Camila Rios, Carolina Sanches, Dodô Bertone, Giovana Fogaça, Júlia Marques, Maria Carolina Thomé, Nanna Souza, Satiko Tiko, Thais Hamer e Vanessa Gardim.


O Palco AlmA Londrina ainda conta com uma feirinha de produtos culturais que oferece CD’s, livros, camisetas, entre outros produtos de artistas locais. A produção do evento orienta as bandas e artistas interessados em divulgar o trabalho durante o festival, a entrem em contato com a AlmA Londrina Rádio Web pelo site, facebook ou pelo telefone 3326-2672. As pessoas cadastradas no site concorrem a diversos prêmios.

Divulgação

Mais detalhes:

Palco Alma Londrina Dia: 06/12 Horário: 16h Local: Via Cultural Alma Brasil (Rua Mar del Plata, 93) Informações: 3326-2672 Entrada franca