Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Para se sair bem na redação do ENEM Para se sair bem na redação do ENEM

Para se sair bem na redação do ENEM

Tuesday, 23 de July de 2019
Categoria:

Para não fugir do tema e correr o risco de zerar na redação do ENEM, é fundamental que você desenvolva seu texto “dentro dos limites do tema definido pela proposta”, como explica a Cartilha do Participante do ENEM.

Isso significa que, ao ler a proposta de redação, você não só precisa entender exatamente qual é o tema, de caráter mais amplo e abrangente, mas especialmente o recorte sugerido pela banca, ou seja, sob qual perspectiva, mais restrita e específica, aquele tema deve ser analisado.

Vamos ver como isso funciona na prática, observando duas propostas do ENEM que apresentam o mesmo tema, mas com recortes, indicados pela banca, muito diferentes:

ENEM 2011 – Viver em rede no século 21: os limites entre o público e o privado

ENEM 2018 – Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet

Em ambas as propostas, o tema (amplo e abrangente) é o mesmo: a relação do usuário com a internet. Contudo, os recortes – os “limites do tema definido pela proposta” – são bem distintos. Enquanto no ENEM 2011 a banca pedia que se discutisse a forma como o usuário lida com a identificação do que é público e do que é privado nessa relação; no

ENEM 2018, a proposta era analisar como na internet, a partir do controle de dados, o comportamento do usuário é manipulado.

Para começar a se sair bem na redação do ENEM, portanto, é necessário que você leia com atenção a proposta, ajustando o foco do seu texto para os “limites” do tema definido. Se houver dúvidas, recorra aos textos motivadores para encontrar pistas sobre o caminho a seguir.

Veja, por exemplo, no ENEM 2011. Eram três os textos motivadores. O primeiro –

Liberdade sem fio – trazia declaração da ONU considerando o acesso à rede um direito fundamental do ser humano, assim como saúde, moradia e educação.

O segundo texto – A internet tem ouvidos e memória –, mostrava que estar nas redes sociais faz parte da socialização do indivíduo de nossa época e que isso é benéfico para a disseminação das ideias; advertia, no entanto, para os riscos e consequências do compartilhamento de informações, pois tudo se torna público na internet.

O terceiro texto, uma tirinha, trazia um personagem que discursava contra o monitoramento constante das câmeras de segurança, hoje presentes em cada vez mais lugares. Mas quem o monitorava, de acordo com o último quadrinho, também era monitorado, sugerindo que está cada vez mais difícil manter a privacidade.

Assim, observando as pistas dos textos motivadores, seria possível estruturar a redação com a seguinte linha de raciocínio: a internet já faz parte da vida em sociedade, até como um direito assegurado; permite amplo acesso às informações, facilita a comunicação e aproxima as pessoas via redes sociais; porém, como tudo é compartilhado, necessário ter cuidado e saber lidar com os limites entre o público e o privado.

Para o correto entendimento da proposta de redação, portanto, leia com bastante atenção o que é pedido pela banca; identifique qual é o tema (mais amplo) e qual é o recorte do tema (mais específico), e confirme essa identificação pelas pistas encontradas nos textos motivadores.

No mais, ajuste o foco e escreva sua redação, sem risco de fugir do tema!

Veja os outros posts desta série no Blog Infinito de Palavras:

Para se sair bem na redação do ENEM (2): Desenvolva o tipo de texto pedido

Para se sair bem na redação do ENEM (3): Atenda os critérios de avaliação

Para se sair bem na redação do ENEM (4): Faça revisão do texto

Para se sair bem na redação do ENEM (5): É bom saber!