Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Exposição de arte Passageira 16 abre edital de convocação de artistas Exposição de arte Passageira 16 abre edital de convocação de artistas

Exposição de arte Passageira 16 abre edital de convocação de artistas

Friday, 13 de May de 2016
Categoria:

Intenção é selecionar trabalhos site specific para o Museu
de Arte de Londrina

A exposição de arte Passageira 16 abre, nesta quarta-feira
(11), seu edital de convocação de artistas. O objetivo é selecionar oito
propostas de trabalhos site specific que serão desenvolvidas para diversos
espaços do Museu de Arte de Londrina. Cada selecionado receberá R$ 2,5 mil para
a execução e montagem de sua ideia. Os recursos vêm do Programa Municipal de
Incentivo à Cultura (Promic) e o prazo para inscrição termina no dia 29 de
junho, com a exposição sendo realizada entre os dias 13 de agosto e 30 de
setembro. O edital completo e mais informações sobre o evento podem ser
consultados no site www.passageira16.com.

Segundo a diretora da Passageira 16, Louisa Savignon, a
exposição surgiu da ideia de reocupar e valorizar as formas projetadas pelo
arquiteto modernista João Batista Vilanova Artigas (1915-1985), responsável
pelo desenho do edifício ao lado de Carlos Cascaldi. “Todas as formas de
expressão e linguagens artísticas são bem-vindas. Delimitamos 11 espaços do
prédio e a comissão curadora irá selecionar oito projetos, que precisarão
informar, no ato da inscrição, o espaço desejado e como serão desenvolvidos. A
intenção é criar um diálogo entre essa variedade de obras e as formas do
museu”, explica.

A comissão de seleção é composta pelo chefe da Divisão de
Artes Plásticas da Universidade Estadual de Londrina (UEL), Danillo Villa, pelo
coordenador do curso de Design Gráfico da UEL, Rogerio Ghomes, e pela arquiteta
da Prefeitura de Londrina Fatima Savignon. às 19h da próxima terça-feira (17),
na sala de eventos (antiga sala 683) do Centro de Educação, Comunicação e Artes
(CECA), na UEL, os três participarão de palestra para apresentar o evento,
explicar a proposta artística e dirimir dúvidas sobre o edital.

O edital da Passageira 16 é aberto a artistas residentes em
Londrina e demais cidades do Brasil.

Fernando Stanku/Divulgação

Site specific

Este conceito artístico é destinado a obras criadas de
acordo com um determinado ambiente ou espaço. Seus elementos estéticos buscam o
diálogo com o meio para o qual o trabalho é elaborado. Neste sentido, o site
specific liga-se à ideia de arte ambiente, que sinaliza uma tendência de
produção contemporânea de se voltar para as características daquele espaço e
seu entorno, incorporando-os e/ou transformando-os. Nesta busca, além do
próprio espaço físico, também podem ser abordados aspectos como sua função
pública, seu estado de conservação e sua utilização social.

Artigas e Londrina

Um dos objetivos da Passageira 16 é tentar interpretar um
dos comentários feitos por Artigas quando de sua última visita à cidade, em
1983. Naquela ocasião, disse o ícone modernista sobre o tombamento histórico da
antiga rodoviária: “Eu fiquei contente, não porque fui eu que fiz. Nada a ver
com a forma feita. Depois de feita, a diaba vira as costas, esperneia por todo
lado, faz o que bem entende. Vai embora, faz seus casamentos, se esfrega com o
povo e ganha qualidade própria. E o povo se serve, como a uma caneca velha,
estende roupas. A obra artística criada, que foi produto do pensar, assume
independência.”

Além da antiga rodoviária, a parceria entre João Batista
Vilanova Artigas (1915-1985) e Carlos Cascalgi também projetou alguns dos
prédios mais importantes de Londrina, a saber: edifício Autolon (rua Minas
Gerais, 194, inaugurado em 1951), Cine Ouro Verde (rua Maranhão, 85, pronto em
1952), a Casa da Criança (praça Primeiro de Maio, 110, concluída em 1955), e
ampliação da Santa Casa (rua Senador Souza Naves, 441, finalizada em 1955),
além de outros projetos que não foram executados.

Arquivo Foto Estrela/Reprodução

Antiga rodoviária

Elemento urbano inspirador da Passageira 16, o edifício do
Museu de Arte de Londrina foi inaugurado em 4 de outubro de 1952 para ser a
quarta rodoviária da cidade. A execução do projeto assinado por Artigas e
Cascaldi tomou quatro anos devido à complexidade de suas formas, sobretudo os
arcos de concreto armado.

Porta de entrada da cidade por quatro décadas, o antigo
terminal rodoviário foi tombado pela Secretaria de Estado da Cultura, em 1974,
como o primeiro prédio de arquitetura moderna do Paraná. Em 1988, com a
inauguração da nova rodoviária, o edifício foi fechado, reabrindo apenas em
1993 para se tornar museu de arte.

Fonte: Divulgação