Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Quais os cuidados que devem tomar os pacientes quem tem diabetes ou câncer ao fazer um implante dentário? Quais os cuidados que devem tomar os pacientes quem tem diabetes ou câncer ao fazer um implante dentário?

Quais os cuidados que devem tomar os pacientes quem tem diabetes ou câncer ao fazer um implante dentário?

Friday, 28 de June de 2013
Categoria: noticia

Os implantes dentários são pinos de titânio que devem ser inseridos nos ossos da maxila ou da mandíbula para sustentar e fixar os dentes artificiais conhecidos como próteses. Para se inserir um implante no osso, é necessária uma cirurgia que pode ser simples ou complexa dependendo de cada caso. Dessa forma, os pacientes que têm diabetes ou câncer devem ter cuidados adicionais para se submeterem a esse tipo de procedimento.

Os diabéticos podem apresentar dificuldades no processo de cicatrização, o que pode levar a infecções e até mesmo à perda do implante. Para se submeterem a esse tipo de cirurgia, esses pacientes devem estar sob acompanhamento médico e com a doença controlada, ou seja, a glicemia sanguínea deve estar em níveis aceitáveis. Além disso, os outros exames como hemograma e coagulograma devem estar normais e a prevenção de infecções com antibióticos deve ser realizada.

Os pacientes que estão ou estiveram em tratamento para o câncer, também merecem cuidados específicos. A reabilitação bucal com implantes não é totalmente contra-indicada nesses casos, mas deve-se considerar o momento adequado para tal, já que o tratamento para o câncer é sempre a prioridade absoluta. A radioterapia e a quimioterapia, ou mesmo a própria doença, produzem efeitos no organismo que podem comprometer o sucesso do tratamento com implantes, gerar complicações, ou até mesmo colocar em risco a saúde do paciente.

Para fazer implantes dentários nestes casos, é imprescindível uma avaliação cuidadosa do Cirurgião-Dentista quanto à situação do sistema de defesa do organismo do paciente, do processo de cicatrização e coagulação sanguínea e a presença de alterações como a anemia. É indicado sempre normalizar as condições locais e sistêmicas do paciente antes de planejar o procedimento cirúrgico.

É importante saber que os pacientes que têm diabetes ou câncer precisam de cuidados muito especiais para se fazer um implante dentário. Como a evolução da doença pode variar muito de paciente para paciente e a complexidade da cirurgia de implante também varia muito em cada caso, apenas uma avaliação detalhada de um Cirurgião-Dentista capacitado vai dizer se o paciente está apto a receber este tipo de tratamento ou que tipos de cuidados devem ser tomados.