Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Prefeitura fechará novamente bares e espaços públicos Prefeitura fechará novamente bares e espaços públicos

Prefeitura fechará novamente bares e espaços públicos

Thursday, 10 de September de 2020

A medida vale por 14 dias, a partir da próxima sexta-feira, e tem por objetivo o combate à pandemia pelo novo coronavírus

Prefeitura fechará novamente bares e espaços públicos

Foto: Emerson Dias

Em transmissão ao vivo, realizada nesta quarta-feira (9), o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, anunciou que a Prefeitura implementará medidas de restrição ao funcionamento de bares e espaços públicos como parques e praças, para combater o novo coronavírus.  Participaram os secretários municipais de Saúde, Felippe Machado, e da Defesa Social Pedro Ramos. Também serão multadas as pessoas que forem flagradas sem máscaras de proteção.

A partir da próxima sexta-feira (11), ficam vedados a abertura e o funcionamento dos bares de Londrina por 14 dias corridos. A restrição também se aplica a espaços públicos como parques, praças, lagos, pistas de caminhada, ciclovias e academias ao ar livre. Além disso, durante o período também fica proibida a realização de comemorações, festas, eventos, partidas esportivas e outras atividades similares, em local aberto ou fechado, em quaisquer espaços públicos ou privados. Poderão ser realizadas reuniões familiares, desde que respeitado o limite máximo de dez pessoas.

O descumprimento das determinações acarretará multa de R$ 10 mil, que será elevada para R$ 20 mil em caso de reincidência e R$ 30 mil na terceira ocasião. As medidas não incluem restaurantes, lanchonetes, bancos, igrejas e lojas, entre outros estabelecimentos, que poderão permanecer abertos, desde que sigam as medidas restritivas e de segurança que já estão em vigor.

Permanece a exigência do uso de máscaras de proteção para todas as pessoas que estejam no transporte coletivo ou em espaços públicos, com multa prevista de R$ 300 para quem descumprir esta regra. O decreto não prevê primeiro a orientação ou notificação, como vinha acontecendo.

Números – As restrições vêm em resposta ao aumento do número de infecções e mortes por Covid-19 no município. No último mês, Londrina saltou de 3.750 casos confirmados da doença para 7.172. Deste total, 6.334 pacientes recuperaram sua saúde e 200 casos evoluíram para óbito. Marcelo frisou que para superar a pandemia é necessário que a população se conscientize e faça a sua parte.

Prefeitura fechará novamente bares e espaços públicos

Foto: Emerson Dias

O prefeito salientou que em Londrina foram tomadas todas as medidas possíveis para o enfrentamento desta pandemia. “Temos uma boa quantidade de profissionais de saúde, medicamentos, equipamentos de proteção e quase 90 leitos de UTI livres. Porém, se parte da população continuar a agir como se não houvesse pandemia, essa infraestrutura não vai suportar a demanda. As pessoas precisam entender que esse não é o momento para atividades como festas, baladas, churrascos e jogos de futebol. Quem vai a esses eventos está colocando em risco não só a sua saúde mas também a vida de seus amigos, familiares e outras pessoas”, frisou.

Além das restrições ao funcionamento de bares e áreas de lazer, a Prefeitura intensificará as ações de fiscalização de estabelecimentos comerciais e espaços públicos. O Município contará com uma força-tarefa, formada por agentes da Guarda Municipal, que será responsável por assegurar o cumprimento das medidas de controle à pandemia. O trabalho será feito em áreas de alto risco de contágio como praças, parques e locais onde houve registro de festas e aglomerações.

Marcelo ressaltou ainda que o grupo etário com o maior número de infecções por Covid-19 são os jovens de 20 a 39 anos, sendo que 44% dos casos estão nessa faixa etária. “Metade dos contaminados confirmados são jovens, esse número cresce muito, se somarmos os assintomáticos. Festas, baladas, jogos de futebol, churrascos e bares são lugares onde se reúnem todos sem mascara. Aí os jovens pegam o vírus, voltam pra casa, passam pra pais e avós, que infelizmente podem ter problemas sérios e até morrer, porque são mais frágeis para a Covid-19. Por isso, precisamos mais do que tudo, que as pessoas tenham consciência do seu papel nesta pandemia e colaborem para diminuir os índices de contágio”, ressaltou o prefeito.

Fonte: N.Com