Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Município adere ao Programa Crescer Saudável Município adere ao Programa Crescer Saudável

Município adere ao Programa Crescer Saudável

Tuesday, 30 de April de 2019
Categoria:

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, aderiu ao Programa Crescer Saudável 2019-2020, do Ministério da Saúde, Governo Federal. O trabalho visa desenvolver, junto aos estados e municípios, iniciativas que contribuem para prevenção e manejo do sobrepeso e obesidade em crianças.

O foco é realizar um conjunto de ações no âmbito do Programa Saúde na Escola, já em execução em Londrina, com o objetivo de contribuir com a prevenção, controle e tratamento da obesidade infantil, para as crianças matriculadas na Educação Infantil e Ensino Fundamental I, atingindo mais de 3 mil crianças.

Segundo a coordenadora da Saúde da Criança e Aleitamento Materno da Secretaria Municipal de Saúde, Lilian Poli de Castro, as ações abrangem a vigilância nutricional, promoção da alimentação adequada e saudável, incentivo às práticas corporais e de atividade física e iniciativas voltadas para oferta de cuidados para as crianças que apresentam excesso de peso.

Município adere ao Programa Crescer Saudável

Foto: ilustrativa: N.Com

“É um trabalho intersetorial, primordialmente realizado com a Educação, em função da complexidade dos determinantes da obesidade e da influência dos ambientes no seu desenvolvimento”, explicou. Lilian enfatizou que o programa é fundamental, pois segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a obesidade é uma condição complexa, com sérias dimensões sociais e psicológicas, que afeta praticamente todos os grupos etários e socioeconômicos e ameaça sobrecarregar países desenvolvidos e em desenvolvimento.

“A obesidade infantil é um dos maiores desafios da saúde pública do século XXI. O excesso de peso entre crianças brasileiras tem alcançado prevalências preocupantes. Segundo dados do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan), em 2017 cerca de três em cada dez crianças com idade entre 5 e 9 anos apresentaram excesso de peso”, informou a coordenadora.

Lilian contou que crianças com sobrepeso têm 55% de chance de se tornarem adolescentes obesos, 80% de chance de serem adultos obesos e também são mais propensas a doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) em idade mais jovem do que as crianças que não têm excesso de peso. “Dentre essas DCNT, destacam-se a diabetes e doenças cardiovasculares, que por sua vez estão associadas a uma maior chance de morte prematura e incapacidade”, mencionou.

As causas da obesidade são complexas e estão relacionadas ao conjunto de fatores que constituem o modo de vida das populações modernas, caracterizado por um consumo excessivo de alimentos ultraprocessados, que usualmente apresentam altos teores de açúcar, gordura e sódio, juntamente com uma prática reduzida de atividade física. Entre as estratégias mais efetivas para prevenção e controle da obesidade infantil encontram-se o monitoramento do estado nutricional, ações de promoção da alimentação saudável e de práticas corporais e atividade física na escola.

Fonte: Prefeitura de Londrina