Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Dia D imuniza quase 2,5 mil contra poliomielite Dia D imuniza quase 2,5 mil contra poliomielite

Dia D imuniza quase 2,5 mil contra poliomielite

Monday, 19 de October de 2020

Ainda é possível receber a dose da vacina, pois a campanha prossegue até o final do mês; iniciativa também promoveu ações voltadas à saúde da mulher

Dia D imuniza quase 2,5 mil contra poliomielite

Foto: Gustavo Tacaki/Secretaria de Saúde

A Prefeitura de Londrina realizou uma grande mobilização no último sábado (17), o Dia D, para imunizar crianças contra poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, como parte da campanha nacional de imunização em curso, além da atualização da carteirinha vacinal de crianças e adolescentes. Somente no sábado, foram aplicadas 2.491 doses da Vacina Oral Poliomielite (VOP), em crianças de e 1 a 4 anos, público-alvo da vacinação.

Foto: Gustavo Tacaki/Secretaria de Saúde

Desde o início da campanha, que iniciou no dia 28 de setembro no Paraná, foram aplicadas 3.864 doses em Londrina, representando uma cobertura de 14,7% da meta de 26.264. O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, classifica o Dia D como uma ação positiva, haja vista que se trata de mais uma estratégia de ampliação de acesso, da Prefeitura, a fim de atingir a meta de vacinar 95% das crianças com idade entre 1 e 4 anos. “Lembrando que a vacinação continua, até o final de outubro, e reforçamos a importância da conscientização dos pais e responsáveis, para que levem seus filhos para serem imunizados. Essa é uma dose extra, independente da situação vacinal da criança”, enfatizou.

A vacina está sendo ofertada nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), exceto nas respiratórias (Jardim Guanabara/Centro, Bandeirantes/Oeste, Ouro Branco/Sul, Chefe Newton e Maria Cecília/Norte e Vila Ricardo/Leste). Para ser imunizado é necessário agendar um horário, por telefone, na UBS de referência.

A medida visa evitar aglomerações, por conta da pandemia do novo coronavírus. Confira a lista das unidades, endereços e telefones no Portal da Prefeitura (clique aqui). No ato da vacinação é necessário levar um documento da criança e é desejável que se tenha a Carteira de Vacinação em mãos.

Também é possível receber a dose na Central de Imunização, criada especificamente para essa finalidade, por meio de agendamento eletrônico no Portal da Prefeitura de Londrina (clique aqui). O local funciona no CMEI Valéria Veronesi (Supercreche), na Rua Benjamin Constant, 800, de segunda a sexta-feira, das 14 às 20 horas.

A campanha de multivacinação, que está acontecendo simultaneamente com o foco de atualizar a carteira vacinal das crianças e adolescentes de até 15 anos, também acontece nos mesmo locais. Dentro da oferta, estão vacinas como BCG, contra a tuberculose; pentavalente, que previne a difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e influenza B; rotavírus humano, contra a diarreia; pneumocócica 10, que evita a pneumonia meningite e otite; meningocócica C e ACWY,contra meningites; tríplice viral,contra o sarampo, caxumba e rubéola, vacina HPV, que evita tipos de câncer em jovens; hepatite A; febre amarela; varicela.

Foto: Gustavo Tacaki/Secretaria de Saúde

Saúde da Mulher – Também fez parte das ações do Dia D, iniciativas voltadas à saúde da mulher, incluindo a realização de exames de Citologia Oncótica (CO), avaliação clínica das mamas e agendamento de mamografia. Da oferta de 2.564 vagas para exames de CO, foram preenchidas 1.563, sendo 1.295 entre mulheres na faixa etária preconizada pelo Ministério da Saúde (MS), de 25 a 64 anos, e 268 em mulheres fora da faixa etária.

Foram solicitados 980 exames de mamografia, a maioria entre mulheres na faixa etária preconizada pelo MS (50 a 69 anos) e 169 em mulheres fora da faixa etária. Também foram feitos pedidos para a realização de 546 ultrassonografias endovaginal, 284 ultrassonografias de mama e 11 ultrassons ginecológico/pélvico.

A coordenadora de Saúde da Mulher da Secretaria Municipal de Saúde, Priscila Colmiran, avalia que o dia foi bastante produtivo, apesar do não preenchimento total das vagas e de um número expressivo de faltosas, cerca de 30%. “Do total de pacientes atingidas, tanto para CO quanto para mamografia, 83% são pacientes que se enquadram na faixa etária de maior risco, tanto para o câncer de mama quanto para câncer de colo uterino. Com isso, conseguimos atender o público-alvo para rastreio das duas doenças”, pontuou.

Priscila destacou ainda que os atendimentos realizados foram resolutivos, pois todas as usuárias foram avaliadas na integralidade de suas demandas, para as quais foram solicitados exames entre outros encaminhamentos. A coordenadora de Saúde da Mulher completou que as pacientes que não puderam comparecer no sábado, podem fazer contato com a unidade de saúde de sua referência, para fazer o agendamento, pois a oferta de agenda continua durante a semana. 

Fonte: N.Com