Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Aspectos Geográficos Aspectos Geográficos

Aspectos Geográficos

Thursday, 03 de July de 2008
Categoria:

LOCALIZAÇÃO

Mesorregião do Norte Pioneiro Paranaense
Microrregião de Wenceslau Braz

COORDENADAS GEOGRÁFICAS

Latitude 23º 25’ 39”
Longitude 40º 43’ 17”

LIMITES

Norte Ribeirão Claro, Sul Siqueira Campos, Leste Estado de São Paulo ( Fartura ), Oeste Joaquim Távora.

ALTITUDE

550 metros

ÁREA DO MUNICÍPIO

445,85 Km2
(Fonte SEFA)

ÁREA DE INUNDAÇÃO

133,55 Km2

ÁREA DO PERÍMETRO URBANO

4,94 Km2

POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO

13.170 hab. IBGE/2007

HIDROGRAFIA

A bacia do rio Paraná abrange cerca de 80% do território do Estado e seus rios correm na direção oposta ao mar, acompanhando a declividade do seu relevo.Carlópolis encontra-se na Sub-bacia do rio Paraná, a Bacia Hidrográfica do rio Itararé, tributário do rio Paranapanema. Suas nascentes localizam-se na serra Paranapiacaba, no Estado de São Paulo. Constitui a linha divisória entre os Estados do Paraná e São Paulo desde a sua desembocadura no rio Paranapanema até o rio Bandeirantes.
O sistema hidrográfico do Município é formado por inúmeros córregos e ribeirões, entre os quais se destacam:Ribeirão do Amaral, ribeirão do Murzilos, ribeirão do Fartura, Água Monteiro, ribeirão Novo, ribeirão Jaboticabal, Água Seca, ribeirão Espírito Santo, ibeirão do Pinhal, ribeirão do Jacinto, rio Novo.
De norte a leste, o Município é banhado pela Represa da Usina de Xavantes, que forma inúmeros braços que adentram as propriedades de exploração agrícola. Dentro do atual perímetro urbano, encontram-se os ribeirões:
Jaboticabal, Fartura, Amaral e Água Seca, cujas nascentes encontram-se a aproximadamente 5 km da sede urbana.

VEGETAÇÃO

Como em quase todas as regiões de terras férteis, também Carlopolis, a vegetação nativa, deu lugar à lavoura e posteriormente à pecuária.

O Poder Público Municipal, através da Secretaria da Agricultura do Município, juntamente com a EMATER e Associação dos Produtores Rurais, tem se empenhado no trabalho de reflorestamento do Município.

No período de 15 anos, a área de reflorestamento foi acrescida em aproximadamente 43,00%.

O trabalho de recuperação de matas ciliares em toda a extensão dos córregos e ribeirões no município teve início há 12 anos.

Aos poucos, através de campanhas educativas, fornecimento de mudas e incentivos municipais, a população tem se conscientizado das necessidades de se proteger às margens dos rios e cursos d’água, para evitar o desencadeamento de erosão, o que muito pouco se vê nos dias atuais.

Com relação à arborização de vias urbanas, cerca de 56% do total, são arborizadas.

CLIMA E TEMPERATURA

O Município de Carlopolis encontra-se numa região de clima subtropical, quente úmido mesotérmico com verões quentes, com tendência à concentração de chuvas, sem estação seca definida e geadas pouco freqüentes.


O represamento do rio Paranapanema ( incluindo, é claro o rio Itararé ) criou um microclima que tem amenizado os efeitos das geadas.


Com relação às temperaturas médias, no verão superam 30ºC e durante o inverno, não ultrapassam aos 18ºC.

DENSIDADE DEMOGRÁFICA URBANA

A área urbana, considerada com 494 hectares e a população com 8.346 habitantes, resulta como densidade demográfica urbana de 16.89 habitantes por hectares.


A densidade demográfica por quadra que predomina na malha urbana, é bastante homogênea, apresentando uma média de 50 a 100 hab/ha. Ainda, dentro dessa área, algumas quadras situadas em setores periféricos possuem até 150 hab/ha, devido à dimensão dos lotes.


As maiores densidades, entre 150 e 250 hab/ha, estão nos loteamentos, alguns da COHAPAR, implantados a partir dos anos 90, onde, para obter o máximo aproveitamento da área, estes possuem dimensões mínimas.

PRINCIPAIS DISTÂNCIAS

 

CURITIBA: 364 KM

FOZ DO IGUAÇU: 730 KM

LONDRINA: 200 KM

PORTO PARANAGUÁ: 455 KM