Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
ADA – Associação Defensora de Animais Londrina ADA – Associação Defensora de Animais Londrina ADA – Associação Defensora de Animais Londrina

ADA – Associação Defensora de Animais Londrina

Tuesday, 21 de July de 2015
Categoria: ,

Um pouco da nossa história 

            A ADA – Associação Defensora dos Animais é uma ONG que tem como objetivo o resgate e proteção de animais abandonados em situação de risco.
A fundadora da ADA é a empresaria Cristiane Moraes de Souza, conhecida como Anne Moraes. Tudo começou quando a Anne, em novembro de 2012, resgatou a Santoura, uma cadela que precisou de socorro e encontrou cuidados e proteção no seio da família da Anne.
Depois desse resgate, a Anne, juntamente com sua Irma Viviane Chaiben, decidiu que iria trabalhar de forma mais incisiva na proteção dos animais, pois percebeu que na região de Londrina pouco se fazia para resgatar e proteger os animais abandonados.
Em quatro anos os números cresceram espantosamente, pois, o n[umero de abandono de animais aumenta exponencialmente e as políticas públicas nunca são implantadas a tempo de fazer diferença.
Atualmente  a ADA possui abrigados quase 600 animais em sua SEDE na Warta (que é ALUGADA em razão de que ainda não houve condições financeiras, nem tampouco apoio para construção de um local apropriado que possa abrigar e  manter esses animais).
Nesta chácara que é a sede da ADA a Anne, com a ajuda de alguns poucos funcionários, alimenta e trata de todos os animais várias vezes ao dia, por esta razão ela teve que deixar seu emprego pois precisa se dedicar apenas aos cuidados para com os animais que são trazidos, diariamente, nas condições mais precárias, doentes,  atropelados e maltratados.
A ADA presta diversos tipos de serviços, entre eles, resgate, assistência, abrigo e tratamento para animais domésticos portadores de zoonoses transmissíveis para humanos e cães de grande porte que possam representar ameaça à integridade física de pessoas e, após a recuperação total do animal (se ocorrer) encaminha para doação responsável.
Aos poucos o trabalho da ADA virou referência em Londrina, principalmente por conta
da divulgação, inicialmente, através das redes sociais e, posteriormente, com o envolvimento da imprensa local. 

Muitos animais já passaram pela ADA: 

•Ano 2012: passaram pela ADA 220 animais;
•Ano 2013: passaram pela ADA 1059 animais;
•Ano 2014: passaram pela ADA  877  animais;
•Ano 2015 passaram pela ADA 976 animas;
•Ano 2016 passaram pela ADA 367 animais;
•Atualmente a ADA possui mais de 565 animais abrigados, sendo que 139 estão doentes/em tratamento;
• Um número de aproximadamente 15 animais são adotados por mês;
•Até hoje 758 animais morreram, pois mesmo com todos os atendimentos não resistiram;  

Nossas metas e objetivos 

Existem quatro pontos essenciais a abordar:
1)    os animais domésticos não são coisas e sim seres sencientes que fazem parte do organismo social, assim, ao representarem risco para a população devem ser objeto de resgate, tratamento e abrigo;
2)    a administração pública possui obrigação de proteger a saúde humana e, para tanto, deve promover políticas que evitem a propagação de doenças através dos animais domésticos;
3)      A ONG ADA presta relevantes serviços à comunidade londrinense na medida em que colabora para a manutenção da saúde pública no município de Londrina ao resgatar animais de grande porte que representam sérios riscos à integridade física e animais vetores de doença que ameaçam a saúde da população;
4)    O Poder Público municipal reconhece os relevantes serviços prestados, tanto que reconheceu a ADA de utilidade pública através da lei municipal Lei Municipal 12.284, de 01-06-2015).
A ADA, em que pese realize sua função social e auxilie nas Políticas Públicas voltadas para a saúde, até o momento subsiste sem qualquer subsídio dos entes públicos.
A meta principal e prioritária da ONG ADA é o cuidado para com a vida dos animais abandonados através de alimentação, abrigo, higiene e controles de zoonoses. Porém, em que pese a ADA limite-se ao resgate de animais domésticos, não há que se olvidar que o resgate, tratamento e abrigo dos animais em questão é medida essencial para evitar e erradicar as doenças que podem ser transmitidas dos animais para os seres humanos.
As doenças mais comuns transmissíveis por animais domésticos, e que a ADA ajuda a prevenir, são: raiva, leishmaniose, micoses, DAG (doença de arranhadura do gato), sarna sarcóptica, criptococose, brucelose, lepstospirose, bicho geográfico, dipylidium canino, doença de Lyme, criptococose, entre outras.
Ademais, a ADA também recolhe cães de grande porte que representam risco à integridade física de crianças e adultos como pitbulls, rotweillers, boxers, etc, que constantemente são abandonados justamente por suas características violentas.
O treinamento e reintegração de tais animais à comunidade através de adoções é imprescindível para a manutenção da saúde pública.
Por fim e não menos importante tais medidas prevenirão acidentes de trânsito que são potencializados pelo trânsito de animais abandonados. 

A ONG ADA conta com local adequado para abrigo dos animais abandonados que se encontram doentes ou de grande porte que representam riscos à sociedade, e também com parcerias com  profissionais habilitados para o devido tratamento das referidas doenças a fim de minimizar o risco que elas representam para os seres humanos, assim, necessita de ajuda
para continuar a desenvolver seu trabalho.
O objetivo primordial da ADA é evitar o aumento de animais abandonados nas ruas de londrina, dar assistência (alimentação, cuidados veterinários, além de carinho e conforto) através do recolhimento, castração solidária e da adoção dos animais por pessoas conscientizadas sobre a guarda responsável. Para isso é necessário que haja implementação de políticas públicas da cidade de Londrina, apoio dos profissionais veterinários, empresários e de toda a população.
Atingir as metas e objetivos da ADA não beneficia somente os os animais, mas também a população, visto que os animais abandonados podem disseminar doenças. 

           Além disso a ADA investe em:
I – defender os direitos e legítimos interesses de seus associados e direito dos animais, principalmente os animais domésticos abandonados;
II – colaborar com entidades públicas e privadas constituídas para o combate ao abuso e maus tratos contra os animais e a repressão aos crimes cometidos contra os animais;
III – prover cuidados aos animais, resgatando animais feridos e levando-os a médicos veterinários conveniados para o devido tratamento, inclusive em atenção a políticas preventiva de saúde pública, desde que, considerando-se a estrutura atual da ADA no momento solicitado, encontrem-se disponíveis os recursos físicos e/ou financeiros necessários para que tais ações sejam empreendidas e executadas. 

Atualmente o principal trabalho é recuperar animais atropelados, doentes e/ou maltratados, castrá-los, vaciná-los, vermifugá-los e chipá-los para em seguida colocá-los para adoção responsável. 

            Mensalmente são chipados aproximadamente15 animais, mas a intenção é chegar a 500 animais mês.
A ADA castra em media 50 animais mês mas tem a intenção de castrar 100% de seus animais.
Objetiva, ainda, prevenir o surgimento de doenças com tratamento eficaz dos animais, para tanto, é necessário que quando o animal chegar à ADA passe por check-up com médico veterinário  e realização hemograma para verificar doenças preexistente. Dessa maneira o animal pode receber o tratamento mesmo antes que a doença se manifeste, controlando eventuais surtos no local. 

Hoje a ADA conta com três ambientes separados para manter os animais:

Local de isolamento onde ficam os casos mais graves de doenças transmissíveis.
Local de internamento onde ficam os casos que precisam de cuidados mas não exijam cuidados de isolamento.
Local onde os animais aguardam adoção. 

Atividades 

•       Criação de galpão com infra-instrutora para abrigar cães e gatos.
•        Recrutamento de cuidadores (voluntários e remunerados).
•      Disponibilização de treinamento para os cuidadores.
•    Campanhas de adoção dos animais. 

Metodologia de resgate e encaminhamento para adoção 

          Hoje os animais chegam à ADA muitas vezes sem solicitação. São deixados na porta da ONG, principalmente após reportagens sobre sua atividade.
Entretanto, caso haja notícia de animais em situar de risco, a ADA faz o possível para resgatá-los e proporcionar os cuidados necessários.
As adoções, no momento, são realizadas através de contatos pela página do
facebook. 

Custos e despesas 

            O orçamento da ADA é quase totalmente derivado de doações solicitadas através das redes sociais Facebook e Instagram (através da página da ADA em tais redes) via das quais é divulgado o trabalho que a ADA faz com os animais resgatados.  Entretanto, infelizmente, as doações  não  são suficientes para cobrir os custos que são imensos, como se demonstrará abaixo:

Custos com Manutenção
Salários R$ 10.500,00
Encargos Sociais (INSS/FGTS) R$ 1.200,00
Aluguel R$ 2.500,00
Água / Luz / Telefone R$ 1.600,00
Transporte Funcionários R$ 1.500,00
Produtos de Limpeza R$ 4.000,00
Caçamba de lixo R$ 950,00
Honorário Contábil R$ 250,00

Honorário Veterinário R$ 3.500,00
Acordo Trabalhista R$ 880,00
Moto táxi / Coleta R$ 3.300,00
Combustível R$ 550,00
Medicamentos R$ 6.150,00
Laboratório / Exames R$ 1.800,00
Manutenção e Reformas R$ 10.000,00
Empréstimo R$ 2.750,00 

TOTAL R$ 51.430,00

De segunda a sexta, das 9 às 16 horasSábado e domingo, das 9 às 15 horas

Endereço

Rua Murilo Alvarenga, 502 - Conjunto Vivi Xavier, Londrina - PR - CEP: 86.082-135