Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Prefeitura inicia remoção de árvores em áreas públicas Prefeitura inicia remoção de árvores em áreas públicas

Prefeitura inicia remoção de árvores em áreas públicas

Monday, 27 de May de 2019

Agora o Município tem contrato com empresa terceirizada, por meio de processo licitatório, para prestação de serviços de remoção de árvores em áreas públicas, bem como a trituração e transporte dos resíduos gerados. Na manhã de hoje, a pedido do prefeito Marcelo Belinati, o secretário da pasta, José Roberto Behrend, apresentou os serviços e equipamentos do contrato para a imprensa, na Vila Brasil, região central.

Foto: Vivian Honorato

A empresa vencedora da licitação é a Polly Verde. Ela irá receber R$ 2.305.692,00 para 18 meses de execução contratual. A estimativa da SEMA é remover, neste período, 3.600 árvores localizadas na zona urbana e distritos, já deferidas por meio de vistorias e laudos emitidos pela equipe técnica da Secretaria Municipal do Ambiente (SEMA). Para chegar nesta meta, a empresa deverá remover 200 árvores por mês.

Foto: Vivian Honorato

O cronograma do local de execução será definido pela SEMA, baseado no tempo de espera do requerimento, e também no risco que a árvore oferece. Segundo Behrend, há processos de remoção de árvores parados na fila de espera desde 2009. Ele explicou que nos quatro primeiros meses do trabalho, a equipe deverá priorizar 944 processos que estão na fila de 2009 a 2016. “Temos processos aguardando há muito tempo, alguns há 10 anos, e por conta dos riscos que isso oferece e até por uma questão de saúde pública, é fundamental que esse serviço seja realizado. Com este trabalho, o município espera dar uma dinâmica maior ao serviço e uma resposta mais rápida para a população, em relação aos pedidos de remoção”, enfatizou.

Além da área urbana, serão atendidos os distritos de Paiquerê, Irerê, Lerroville, Guaravera, São Luiz, Selva, Warta, Maravilha, Guairacá e Espírito Santo. O contrato também prevê que empresa auxilie o Município em caso de demandas emergenciais, como vendavais, que já aconteceram diversas vezes em Londrina, envolvendo a queda de árvores e galhos.

Foto: Vivian Honorato

Todos os equipamentos, veículos e equipe para a realização dos serviços serão fornecidos pela empresa contratada. Ela deverá dispor, no mínimo, dos seguintes equipamentos: dois caminhões basculantes, dois veículos para transporte de passageiros e equipamentos longos, um caminhão com carroceria de madeira, com no mínimo cinco metros de comprimento, doze motosserras à gasolina, sendo seis pequenas, quatro médias e duas grandes, além de duas motopodas à gasolina, para podas em locais de difícil alcance.

O contrato determina que seja feita a eliminação de toda parte aérea e do caule das árvores, em uma altura máxima de 10 centímetros do nível acima do solo. A empresa também deverá realizar a trituração das folhas e galhos com equipamento específico, bem como transporte dos resíduos gerados, como galhos, folhas, caule, lenha e outros.

Para fazer a solicitação de remoção de uma árvore, o cidadão deve se dirigir à sede administrativa da SEMA, no setor de Protocolos de Serviços. A Secretaria abre de segunda a sexta-feira, das 12 às 18 horas, na Rua da Natureza, 155, Jardim Piza. Após preencher um requerimento, os técnicos da SEMA fazem uma avaliação da espécie da árvore e das condições em que ela se encontra, para emitir ou não autorização para o corte. Caso a resposta seja positiva, é emitido um parecer e a processo fica aguardando a execução. Os cidadãos que não querem ficar na fila de espera também podem contratar uma empresa para fazer a remoção, mediante assinatura de um Termo de Compromisso emitido pela SEMA.

Fonte : Prefeitura de Londrina