Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Londrina lança campanha de vacinação contra o sarampo para pessoas de 5 a 59 anos Londrina lança campanha de vacinação contra o sarampo para pessoas de 5 a 59 anos

Londrina lança campanha de vacinação contra o sarampo para pessoas de 5 a 59 anos

Tuesday, 11 de February de 2020

Todas as Unidades Básicas de Saúde, da área urbana e rural, têm a vacina; a cidade já registrou um caso suspeito este ano, em investigação

Londrina lança campanha de vacinação contra o sarampo para pessoas de 5 a 59 anos

Foto: Vivian Honorato

Após mais de 20 anos sem registros do sarampo, Londrina teve oito casos confirmados da doença, no segundo semestre de 2019. Para evitar novos casos de sarampo na cidade e proteger toda a população, a Prefeitura de Londrina aderiu à Campanha Nacional de Vacinação Contra o Sarampo. Lançada nesta segunda-feira (10), com a presença do secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, e da diretora de Vigilância em Saúde, Sônia Fernandes, na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim Tókio, a campanha abrange todas as pessoas com idade de 5 a 59 anos.

Londrina lança campanha de vacinação contra o sarampo para pessoas de 5 a 59 anos

Foto: Vivian Honorato

Dentro dessa faixa etária, os jovens com 20 a 29 anos deverão tomar uma dose extra, mesmo que estejam com as vacinas em dia. Já os demais grupos terão seu histórico de vacinação analisado e, se necessário, vão receber a dose que falta.

A paciente Beatriz Padilha, de 25 anos, aproveitou sua ida até a UBS do Tókio pela manhã, e garantiu a dose da vacina. “Tenho certeza de que é muito importante essa vacinação para a nossa faixa etária, porque o jovem precisa se prevenir contra essa doença tão contagiosa e perigosa. E como sou mãe de um bebê de dois meses, por ser vacinada protejo a mim e a ele também”, ressaltou.

No lançamento, o secretário municipal de Saúde adiantou que a vacinação contra o sarampo terá o Dia D no sábado (15), com previsão de encerramento em 13 de março. Para o sábado (15), as UBSs que ficam na zona urbana abrirão exclusivamente para aplicar as vacinas, no horário das 8 às 14 horas.

Londrina lança campanha de vacinação contra o sarampo para pessoas de 5 a 59 anos

Foto: Vivian Honorato

Machado frisou que toda a população com idade de 5 a 59 anos deve procurar a UBS mais próxima de sua residência, especialmente os jovens que irão receber dose extra. “O Paraná adotou uma estratégia diferenciada em relação aos demais estados, em especial para o público de 20 a 29 anos. Essas pessoas devem receber a dose da vacina contra o sarampo, mesmo que sua carteira esteja com o esquema vacinal completo. Temos cerca de 100 mil doses da vacina e, conforme atingirmos a meta, que é de 95% do público, teremos apoio do governo do Estado com envio de mais vacinas”, complementou.

De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde do Município, a oferta da dose extra para público de 20 a 29 anos se deve ao fato de que é nesta faixa etária que se concentra a maioria dos casos positivos de sarampo no Paraná. “Para as pessoas nas demais idades, será feita a verificação e, se necessário, poderá ser fornecida a vacina ou não. De 5 a 19 anos, são necessárias duas doses de vacina. Se o paciente não tiver as duas, vamos complementar o esquema. E de 30 a 59 anos, é preciso apenas uma dose. Lembrando que para a faixa etária de 50 a 59 anos a vacina está sendo oferecida somente pela campanha, ou seja, terminando a campanha no dia 13 de março para essa faixa etária não será mais aplicada a vacina contra sarampo”, destacou.

Fernandes explicou que, como está programada a campanha de vacinação contra a gripe logo na sequência, a expectativa é que a vacinação contra o sarampo não seja prorrogada. Dessa forma, é necessário que a comunidade compareça nas unidades de saúde dentro do prazo previsto, e faça sua imunização. “Nos últimos anos, normalmente ficamos abaixo da meta de vacinação. Isso em uma sequência ruim não só de Londrina, mas outros municípios e para o Brasil como um todo. Por não termos atingido a cobertura mínima das vacinas, doenças como o sarampo estão voltando, e sendo novamente uma preocupação”, reforçou.

Londrina lança campanha de vacinação contra o sarampo para pessoas de 5 a 59 anos

Foto: Vivian Honorato

Sobre a doença – Em 2020, Londrina já registrou uma suspeita de sarampo, de paciente mulher com 45 anos, sem registro prévio de vacina tríplice viral, e que ainda está sob investigação. “É um caso que muito provavelmente será confirmado, por ter vínculo com o irmão que reside em Curitiba, e teve quadro de sarampo confirmado”, detalhou a diretora de Vigilância em Saúde.

Com sintomas como febre alta, forte indisposição e dores pelo corpo, o sarampo também causa vermelhidão nos olhos, como conjuntivite, e manchas vermelhas em todo o corpo (exantema). “A princípio os sintomas podem ser confundidos com outras doenças, como a dengue. Por isso a orientação é sempre procurar a UBS para o diagnóstico correto”, frisou Fernandes.

Fonte: N.Com