Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Inscrições para o Prêmio de Ciência e Tecnologia da SETI entram na reta final Inscrições para o Prêmio de Ciência e Tecnologia da SETI entram na reta final

Inscrições para o Prêmio de Ciência e Tecnologia da SETI entram na reta final

Thursday, 24 de June de 2021
Categoria:

Divulgação

As inscrições para o 34º Prêmio Paranaense de Ciência e Tecnologia encerram no dia 30 deste mês. A iniciativa é organizada e executada pela Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), e busca reconhecer e incentivar o desenvolvimento da pesquisa no Paraná, além de valorizar os profissionais e jovens talentos que, por meio de suas atividades, contribuem para o progresso do Estado.

Os interessados em fazer a inscrição devem ficar atentos ao prazo do edital (Acesse aqui). Nesta edição os candidatos poderão concorrer nas áreas de Engenharias e Ciências Biológicas. A cada ano duas áreas do conhecimento são contempladas, em sistema de rodízio. Podem concorrer ao prêmio pesquisador, pesquisador-extensionista, estudante de graduação, inventor independente e jornalista.

O julgamento dos trabalhos será feito por uma comissão composta por profissionais e pesquisadores vinculados a universidades e institutos de pesquisa de diferentes estados, exceto do Paraná, e que são referência em suas áreas de atuação. A cerimônia para anunciar os vencedores será realizada até o dia 30 de novembro. Além de certificados, os premiados também recebem uma quantia em dinheiro que varia de R$ 11 mil a R$ 34 mil, com base na categoria escolhida.

De acordo com Dener Gabriel Ferrari, premiado na categoria estudante de graduação na edição 33º do Prêmio Paranaense de Ciência e Tecnologia, o reconhecimento foi fundamental para incentivá-lo a desenvolver sua pesquisa e ingressar no programa de pós-graduação da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste).

“O prêmio teve uma importância imensa para a minha carreira. Além de confirmar a qualidade da minha pesquisa desenvolvida durante o período da graduação, também me auxiliou a ingressar no mestrado e acreditar na qualidade e reconhecimento do trabalho que está sendo desenvolvido nesta nova etapa acadêmica”, afirmou.

Para concorrer na categoria de pesquisador, é necessário estar vinculado a uma instituição de ensino superior ou de pesquisa paranaense e ter produção científica e/ou tecnológica que represente progresso para as áreas do prêmio. Já os pesquisadores extensionistas devem estar vinculados a uma instituição de ensino superior, de pesquisa e extensão do Estado e ter produção na área de extensão que contribua com a área de Ciências Biológicas ou Engenharias.

Para a categoria estudante de graduação é necessário estar matriculado em uma instituição superior sediada no Paraná e possuir produção científica, tecnológica ou de extensão nas áreas contempladas pelo edital.

Os candidatos para a categoria inventor independente, além de possuírem criação que contribua com o desenvolvimento social e econômico, também precisam ter residência no Paraná, não possuir vínculo empregatício com instituição de ensino superior ou de pesquisa, não ocupar cargo efetivo, militar ou emprego público.

A última categoria do 34º Prêmio Paranaense de Ciência e Tecnologia é jornalismo científico. O profissional que deseja se inscrever deve ter domicílio no Estado e estar há pelo menos um ano atuando como jornalista, pesquisador ou professor em um veículo de comunicação. A reportagem veiculada deve destacar a importância do conhecimento científico e tecnológico a partir de ações desenvolvidas por pesquisadores, grupos, institutos, centros de pesquisa e/ou instituições de ensino superior do Estado.

Áreas contempladas

As áreas estão em conformidade com a Tabela das Grandes Áreas de Conhecimento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), e são classificadas da seguinte forma:

Engenharias: Engenharia Civil, Engenharia de Minas, Engenharia de Materiais e Metalúrgica, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Engenharia Sanitária, Engenharia de Produção, Engenharia Nuclear, Engenharia de Transportes, Engenharia Naval e Oceânica, Engenharia Aeroespacial e Engenharia Biomédica.

Ciências Biológicas: Biologia Geral, Genética, Botânica, Zoologia, Ecologia, Morfologia, Fisiologia, Bioquímica, Biofísica, Farmacologia, Imunologia, Microbiologia e Parasitologia.

(Com informações da SETI).

Fonte: O Perobal