Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
A reabertura do comércio em Londrina pós-isolamento

A reabertura do comércio em Londrina pós-isolamento

Wednesday, 29 de April de 2020

Várias secretarias acompanharam de perto a volta das atividades, após um mês de isolamento. O foco foi reforçar orientações aos londrinenses

A reabertura do comércio na Londrina pós-isolamento

Foto: Emerson Dias

Logo no início do primeiro dia de reabertura do comércio, após um mês de isolamento total por conta da pandemia do coronavírus, várias equipes da prefeitura identificaram grande fluxo de pessoas na região central de Londrina. A missão dada à Guarda foi de prestar atendimento orientativo, não havendo, neste primeiro momento, ordem para confecção de termos de constatação. Todo trabalho desenvolvido hoje irá basear as novas estratégias a partir da quarta-feira, na volta do feriado.

Viaturas da Guarda reproduziram, durante todo dia, um áudio informativo para que as pessoas evitassem aglomerações e continuassem tomando medidas profiláticas como lavar as mãos e usar álcool em gel. Também foi bastante repetida a obrigatoriedade do uso de máscaras nas ruas, em estabelecimentos públicos e comerciais.

A reabertura do comércio na Londrina pós-isolamento

Foto: Emerson Dias

A secretaria de Defesa Social, Pedro Ramos, avaliou o primeiro dia do retorno das atividades. “Nós entendemos que o movimento foi dentro do esperado, já que era natural que, depois de muito tempo em isolamento, as pessoas saíssem para procurar os serviços. Houve várias denúncias, que acabaram como objetos de orientação. O comércio está se adaptando às novas regras e a população se ajustando na forma de ser atendida. explicou o coronel.

Para o secretário de Planejamento, Marcelo Canhada, a situação do primeiro dia com algumas aglomerações não é a ideal. “Para que possamos continuar com o comércio e outras atividades abertas, precisamos da colaboração da sociedade como um todo. Os empresários precisam cumprir rigorosamente as determinações do decreto municipal, que estão em consonância com médicos e especialistas da área de infectologia, e as pessoas devem permanecer em casa, e só saírem por problemas sérios ou para comprar algo realmente essencial”.

Canhada fez questão de frisar as medidas obrigatórias neste momento: uso de máscara de tecido, evitar aglomerações de pessoas, ocupação de clientes de no máximo 50% da área de atendimento, distanciamento de dois metros entre as pessoas, oferta de álcool gel e desinfetar os ambientes e superfícies que serão tocadas. “É importante também evitar horários de lotação de ônibus”, ele lembrou. A preocupação do secretário é que seja necessário decretar novamente o isolamento social.  “Londrina tem a oportunidade de dar exemplo pro país, de mostrar que somos um povo ordeiro, cumpridor de leis e responsável. Se fizermos nossa parte direitinho vamos poder voltar com nossas atividades, nosso trabalho, ganhando nosso pão e impedindo que a doença se alastre e que Londrina tenha muitas vítimas fatais. E é isso que todos queremos”, completou.

Fonte: N.Com