Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
4ª Semana Municipal de Justiça Restaurativa inicia hoje em Londrina 4ª Semana Municipal de Justiça Restaurativa inicia hoje em Londrina

4ª Semana Municipal de Justiça Restaurativa inicia hoje em Londrina

Tuesday, 16 de November de 2021

Ações tiveram início hoje e irão até sexta-feira (19), com atividades presenciais e outras transmitidas pela internet

Divulgação

A Secretaria Municipal de Educação (SME), o Conselho Municipal de Cultura de Paz (Compaz) e o Movimento Pela Paz e Não-Violência – Londrina Pazeando promovem, a partir de hoje, a 4ª Semana Municipal de Justiça Restaurativa.

Criada para divulgar e consolidar os princípios e ações da justiça restaurativa, a iniciativa acontece no mundo todo, sempre durante a terceira semana do mês de novembro. Em Londrina, ela teve início com a implantação da “Lei da Semana da Justiça Restaurativa”, em dezembro de 2017. Assim, durante a semana, são realizadas diversas ações, de diferentes campos de atuação, sendo a maioria voltada ao mundo do Direito. Entre os acontecimentos, haverá encontros virtuais e presenciais. Os interessados em participar podem se inscrever pela internet, clicando aqui. Muitas das ações são abertas ao público e o cronograma completo está no site do evento.

Sobre a Justiça Restaurativa, a responsável por projetos pedagógicos e eventos da Secretaria Municipal de Educação, Carla Cordeiro, contou sobre os projetos da própria pasta, citando o Programa VIDA, que atua nas escolas municipais e está ligado diretamente à Justiça Restaurativa, através dos círculos de diálogos realizados para professores, servidores, alunos e até mesmo para a comunidade escolar, ajudando muito na resolução de conflitos. A apresentação relativa ao programa acontece amanhã, às 8h.

Algumas iniciativas serão celebradas durante a semana, entre elas o projeto CORRE em Família, o qual trabalha com famílias atendidas pelo conselho tutelar. O destacado projeto, que já recebeu uma série de premiações, inclusive fora de Londrina, terá sua comemoração de um ano em eventos na quinta-feira (18) e na sexta-feira (19).

A sigla CORRE significa “Cooperação, Ressignificação, Respeito e Empatia”. Utilizando a metodologia doas círculos de diálogos, proporciona momentos de reflexão em comunidade, acolhendo e fortalecendo as famílias.

Programação

O evento de abertura foi a entrega do livro impresso do Londrina Pazeando aos autores, nessa manhã, na Unicesumar. Quem quiser conhecer o livro digital pode acessar aqui.

O livro é uma ação anual realizada pelo projeto e já está na sua 19ª edição. Nele, alunos, pais e professores contribuem para escrever uma obra voltada para a promoção da paz. O tema deste ano é “Em 2040, a Londrina que queremos é: Londrina Cidade da Paz. Como estou contribuindo para isto?”. Por meio de uma coletânea de textos e desenhos, os estudantes da Educação Básica, seus professores e responsáveis pelas crianças enviaram materiais para a seleção.

Divulgação

A intenção do projeto é pautar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), estipulados pela Organização das Nações Unidas (ONU), para os anos de 2015 a 2032. Exemplos dos ODS são a erradicação da pobreza, energia acessível e limpa e cidades e comunidades sustentáveis.

Ainda na terça-feira (16), às 14h30, será entregue uma menção honrosa à juíza da 2ª Vara da Infância e da Juventude da Comarca de Londrina, Claudia Catafesta, na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). A honraria vai homenagear o trabalho desenvolvido pela magistrada, por meio da Justiça Restaurativa.

Já às 15h, os profissionais da assistência social e acadêmicos da área poderão participar dos círculos restaurativos nos serviços de Alta Complexidade da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS). O objetivo do encontro é debater a importância dessa ferramenta nas ações desenvolvidas pela política de assistência social no município, assim como as políticas públicas do segmento e os relatos das experiências daqueles que já fizeram uso desse método. Para participar é preciso acessar o link: https://meet.google.com/sis-qoqr-hcn.

Amanhã, quarta-feira (17), os professores mediadores do Programa VIDA vão apresentar as experiências que tiveram com a sua aplicação na Secretaria Municipal de Educação, a partir das 8h. O Programa surgiu no início de 2020, quando realizou mais de 25 círculos de diálogo com as crianças, alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), professores e funcionários da educação.

A sua intenção é ensinar que existem várias maneiras de se solucionar um conflito sem a utilização de violência (seja ela física, psicológica ou moral). Por isso, os participantes são estimulados a conversarem sobre o que os aborrecem, fatos ou falas que levaram a desentendimento, uma ofensa, briga ou outro tipo de conflito.

Também na quarta-feira, no período da noite (às 19h), haverá uma apresentação do projeto de extensão Restaurando Londrina, da UniFil, com participação da Profa. Dra. Cristina Rego de Oliveira como convidada. O projeto, idealizado em 2014 por docentes e alunos dos cursos de psicologia, direito e teologia da universidade, visa capacitar futuros profissionais com visão conciliadora e pacificadora, por meio da Justiça Restaurativa.

Na quinta-feira (18), pela manhã (9h) será realizado o Café com Conselho Tutelar, uma ação em comemoração ao dia do conselheiro tutelar e ao aniversário de um ano do projeto CORRE em Família.

Em seguida, às 10h, ocorrerá o debate Ministério Público – MP/PR Restaurativo, com a presença do Promotor de Justiça Willian Lira e do Assessor Mário Fischer, ambos membros do Núcleo de Prática e Incentivo à Autocomposição (Nupia) do Ministério Público do Paraná. A reunião virtual poderá ser acessada pelo link  https://meet.google.com/wbm-bqsp-sgi.

No período da noite, às 19h, será realizada uma roda de diálogo sobre liberdade religiosa, um evento presencial, aberto ao público, na Rua Belo Horizonte, 1236.

No último dia (19), pela manhã (às 9h) ocorrerá o evento presencial de comemoração do aniversário do programa CORRE, onde será contada a sua história. A celebração será na Guarda Mirim de Londrina (Rua Orestes Medeiros Pulim, 94).

Às 14h, será realizado o Clube de Leitura – Quarto de Despejo, restrito aos adolescentes em conflito com a lei e à comunidade socioeducativa.

Por fim, às 20h, o encerramento do evento será uma live mediada por Luis Claudio Galhardi, Carla Cordeiro e Andrea Militão, contando com 40 lideranças de Londrina e de outras cidades.

O que é justiça restaurativa – Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a Justiça Restaurativa é um conjunto ordenado e sistêmico de princípios, métodos, técnicas e atividades próprias, que visa à conscientização sobre os fatores relacionais, institucionais e sociais motivadores de conflitos e violência, e por meio do qual os conflitos que geram dano, concreto ou abstrato são solucionados de modo estruturado.

Trazendo para uma linguagem mais simples, ela é uma técnica de solução de conflito, que se orienta pela criatividade e sensibilidade a partir da escuta dos ofensores e das vítimas. Ou seja, busca retirar o estigma da punição e resolver os conflitos, trazendo satisfação a todas as partes.

Para o gestor administrativo do Londrina Pazeando, Luis Claudio Galhardi, a justiça restaurativa é um movimento crescente, que permeia vários grupos e instituições. Na sua visão, as ações pautadas no diálogo cresceram muito. Cada vez mais pessoas aderem à justiça restaurativa no trabalho e no modo restaurativo de resolver conflitos, que é uma construção da cultura de paz nas relações sociais. A programação da 4ª Semana Municipal de Justiça Restaurativa reflete bem isso: o fato de todos estarem juntos neste momento.

Fonte: N.Com