Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Centro de Oficinas para Mulheres oferece aulas de yoga

Centro de Oficinas para Mulheres oferece aulas de yoga

Tuesday, 18 de February de 2020
Categoria:

As atividades acontecerão a partir desta terça-feira (18) e integram a lista de atividades físicas promovidas pelo local

Data Início: Wednesday, 19 de February de 2020 às 15:00
Data Término: Wednesday, 19 de February de 2020 às 21:00

A Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM), por meio do Centro de Oficinas para Mulheres (antiga Casa da Mulher), irá promover, a partir desta terça-feira (18), às 8h30, aulas de yoga com a professora, Camila Tabosa. As atividade são gratuitas e destinadas a mulheres acima de 18 anos. O Centro de Oficinas está localizado na Rua Valparaíso, 189, esquina com a Avenida Higienópolis.

Previstas para acontecer, pelo menos, durante todo o primeiro semestre do ano, as atividades têm como objetivo oferecer uma melhora na saúde e autoestima das participantes.  Interessadas em se inscrever na oficina de amanhã (18), devem entrar em contato pelo telefone, 3378-0111. Nesta oportunidade, ao todo, 20 vagas foram disponibilizadas.

De acordo com o gerente de Ação Formativa da SMPM, Almir Moreira Júnior, as aulas de yoga compreendem uma lista de atividades físicas ofertadas pelo Centro de Oficinas, que ocorrem semanalmente no local. “Queremos sempre atender às necessidades da mulher. Às vezes elas trazem até atestados médicos para participarem das nossas atividades. Há ainda a questão social. Por meio das oficinas, elas criam um ciclo de amizade muito importante para as suas vidas”, contou.

Além de yoga, o Centro de Oficinas para Mulheres oferta, gratuitamente, aulas de pilates, atividades funcionais e dança do ventre. As oficinas acontecem em todas as quintas-feiras, às 15h, às 14h e às 10h30, respectivamente.

O local – O Centro de Oficinas para Mulheres, da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, visa propiciar programas que complementem o conhecimento técnico, melhorem a qualidade de vida e gerem fontes de renda alternativas para o público feminino.

Fonte: N.Com