Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Vacinação contra gripe começa pelos idosos com mais de 80 anos

Vacinação contra gripe começa pelos idosos com mais de 80 anos

Friday, 20 de March de 2020

Todos os idosos acima de 80 anos serão vacinados nas próprias residências, para evitar uma eventual exposição ao coronavírus.

Vacinação contra gripe começa pelos idosos com mais de 80 anos

Foto: Vivian Honorato

Começa na segunda-feira (23) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe (influenza) de 2020. Prevista originalmente para abril, a vacinação foi antecipada em todo país devido à pandemia do coronavírus, para reduzir o número de pessoas com doenças respiratórias. Em Londrina, os agentes de saúde irão até a residência dos idosos, os mais suscetíveis ao vírus, para evitar que eles fiquem expostos a aglomerações nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).  As  doses de vacina também serão aplicadas prioritariamente em profissionais da área de saúde.

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, esclareceu que as unidades já possuem a listagem dos pacientes que serão atendidos. “Iremos iniciar a vacina na segunda-feira (23), exclusivamente para idosos com mais de 80 anos e a estratégia irá  se estender por toda a semana, para que a gente possa cumprir a meta e vacinar 100% dessa população”, informou.

Na semana seguinte, a partir do dia 30 de março, haverá agendamento para os demais idosos, com 60 anos de idade ou mais, receberem as vacinas. “As famílias devem ligar para a UBS mais próxima de sua residência, fazer o agendamento telefônico do dia e horário, e assim iremos evitar muitas pessoas em um mesmo local. Iremos cumprir rigorosamente todos os públicos-alvos definidos pelo Ministério da Saúde, com estratégias diferenciadas, visando proteger o cidadão londrinense, o que é nossa maior missão nesse momento”, frisou o secretário de Saúde.

Profissionais da saúde – Para se protegerem contra os três subtipos de vírus da gripe, os profissionais que atuam na área da saúde também serão imunizados nesta primeira etapa. De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde do Município, Sônia Fernandes, a medida escolhida pela Prefeitura de Londrina para este público é aplicar as doses nos locais de trabalho. “Neste momento, vamos dar prioridade aos hospitais terciários, que atendem diretamente pessoas com suspeitas de quadro respiratório. Os profissionais da Atenção Básica, de Urgência e Emergência e toda nossa rede municipal de saúde, também vão receber as doses em suas unidades. Para os demais, vamos divulgar em breve como será a distribuição”, detalhou.

Fonte: N.Com