Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
# Unopar tem parceria com Programa inédito de Trainee # Unopar tem parceria com Programa inédito de Trainee

# Unopar tem parceria com Programa inédito de Trainee

Wednesday, 15 de October de 2014
Categoria:

Convênio firmado com Kurica Ambiental qualifica mão de obra e ainda oferece oportunidade de emprego

Um grupo de alunos da Unopar está participando do primeiro Programa de Trainee de uma empresa londrinense. Desde agosto, oito estudantes do curso Superior de Tecnologia de Gestão Ambiental passam 8 horas por dia na Kurica Ambiental. O programa criado pela empresa em parceria com a Unopar não só oferece qualificação profissional, mas também oportunidade de emprego. De acordo com Camillo Vianna, diretor operacional da Kurica, pelo menos quatro trainees devem ser contratados.

O programa não foi criado só para qualificar mão de obra. Vianna explica que o objetivo principal é também estreitar o relacionamento com a comunidade. Quando pensamos nisso, as universidades são logicamente a nossa primeira opção, destaca. Existe uma diferença entre lidar com a questão ambiental de maneira empírica ou com conhecimento técnico; a verdade não está com nenhum dos dois lados, mas sim na união deles e é isso que buscamos também com o programa, acrescenta.

Ele conta que os resultados estão surpreendendo a todos. Os alunos chegam despertos, motivados com o trabalho. Eles têm muitas ideias, dúvidas, curiosidades e isso é positivo porque traz benefícios para todos, pondera.

A coordenadora de Recursos Humanos da Kurica, Thercia Marcondes, concorda: Eles chegaram aqui com o perfil e a postura de estudantes mas o desenvolvimento do grupo tem sido incrível e hoje nós já os vemos como funcionários.

O contrato com os Trainees, pela CLT, termina em dezembro. Até lá eles vão passar por todas as etapas operacionais da empresa: coleta de resíduos, vala, construção civil, grandes geradores, poda e ainda os setores administrativos. Aqui todo mundo precisa entender de meio ambiente, até quem faz orçamentos, notas e faturas. Se o funcionário não tem conhecimento geral da legislação e da operação do negócio, ele pode cometer vários erros, explica Vianna.

Os alunos trabalham em duplas e têm que apresentar um relatório na conclusão de cada etapa. No final eles elaboram um projeto para a empresa, podendo ser uma proposta de melhoria de serviço, a inserção de um novo produto no mercado, ou uma nova estratégia para a empresa. Os trainees têm que usar a criatividade, o potencial e a inovação visando o desenvolvimento da empresa. A experiência prática que eles adquirem é muito enriquecedora e faz toda a diferença na formação profissional deles, diz a professora Claudia Feijó, coordenadora do curso de Gestão Ambiental.

A diferença entre esta proposta e o estágio é que existe uma programação de trabalho que envolve os supervisores da empresa, com avaliação de resultados e prazos cumpridos através dos relatórios apresentados, podendo a empresa conhecer melhor o trabalho dos profissionais e decidir pela contratação deles, explica. A professora supervisiona os estudantes com visitas semanais à Kurica e também vai integrar uma banca, junto com gestores da empresa, para avaliar a apresentação final dos Trainees, no encerramento do Programa.

Experiência mudou os planos profissionais dos jovens

Nathalia Moreira, Felipe Henrique dos Santos, Junio Vinicius, Allane Lima, João Pedro Marques, Carlos Bejatto, Pamela Gaedke e Suelen Fabbri têm uma sala só pra eles no prédio onde funciona a administração da empresa, mas já se acostumaram a amassar barro e comer pó, percorrendo os diferentes setores de trabalho da empresa, localizada numa grande área na periferia da zona sul. Suelen conta que passou duas semanas andando de caminhão com a equipe da coleta de resíduos.

O dia a dia de trabalho mudou não só a rotina da garota que veio do interior paulista pra estudar; mudou também a visão profissional. Antes da Kurica eu pensava em fazer uma segunda graduação em biologia para trabalhar na área de reflorestamento mas agora quero fazer auditoria e plano de aterro sanitário, diz ela. A mesma coisa aconteceu com João Pedro Marques e Carlos Bejatto, que acabaram de se formar: Nosso plano era uma pós-graduação na área de resíduos sólidos mas já nos matriculamos em economia do meio ambiente. Percebemos que falta gente qualificada nesse mercado, indicaram.

A Kurica começou a operar em Londrina no final de 2007, tem quase 200 funcionários e é uma das únicas empresas do Brasil que opera em praticamente todas as áreas de coleta e tratamento de resíduos. Ela é responsável pela coleta do lixo de grandes geradores de Londrina e também recebe restos de poda e construção civil, além de toda a coleta de lixo de Ibiporã.

Divulgação