Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Sustentabilidade, com inovação e tecnologia, é uma forte tendência para a construção civil Sustentabilidade, com inovação e tecnologia, é uma forte tendência para a construção civil

Sustentabilidade, com inovação e tecnologia, é uma forte tendência para a construção civil

Monday, 28 de March de 2011
Categoria:

O Brasil é um país bastante rico em recursos naturais e, atualmente, vive um momento de grande atividade no setor da construção civil. Esse cenário tem feito com que algumas das empresas ligadas à cadeia produtiva ainda não estejam totalmente preocupadas com a questão da sustentabilidade. 

Entretanto, análises de tendências, apresentadas durante a Feira do Empreendedor 2011 ? Paraná, evento de empreendedorismo realizado pelo Sebrae/PR de 17 a 20 de março passado, em Curitiba, indicam a adaptação do setor aos meios sustentáveis de produção como uma das fortes tendências para os próximos anos.

A sustentabilidade ambiental no setor, de acordo com a coordenadora estadual da Construção Civil e consultora do Sebrae/PR, Carla Werkhauser, está relacionada a iniciativas de implantação e desenvolvimento de sistemas produtivos ambientalmente responsáveis.

?Um estudo encomendado pelo Sebrae/PR aponta que ainda há resistência dos segmentos produtivos da construção civil na utilização de materiais ou implantação de processos ambientalmente responsáveis, pois o custo ainda é  elevado.? 

Greenbuildings

Conforme esclarece Carla Werkhauser, esse tipo de edificação requer um investimento inicial maior. ?Os chamados greenbuildings possuem alta tecnologia e eficiência térmica e energética, mas, por enquanto, não ultrapassam 200 unidades no País devido ao custo da obra. Por outro lado, as tecnologias verdes já começam a atrair clientes e a tendência é que a sustentabilidade na construção civil terá o mesmo nível e importância que a qualidade e a produtividade?, afirma.

O Sebrae/PR, explica a coordenadora estadual da Construção Civil, contratou a Cortex Intelligence, empresa com sede no Rio de Janeiro, para monitorar informações e índices que têm reflexos no setor. Foram analisadas seis variáveis que indicam algumas das principais tendências para a cadeia da construção civil. 

Tendências

?A venda de pré-fabricados é tendência do mercado. Até mesmo paredes de casas se tornarão insumos e poderão ser entregues com um caminhão, acelerando o processo produtivo. Além disto, observamos a utilização do bagaço de cana de açúcar, garrafas pet e pneus como matérias-prima da construção civil e a proibição da utilização de materiais prejudiciais à saúde, como o amianto, o chumbo e o beneficiamento do mármore a seco?, esclareceu a coordenadora estadual do Sebrae/PR, durante palestra na Feira do Empreendedor 2011 ? Paraná. 

Segundo Carla Werkhauser, a utilização eficaz de materiais e tecnologias com bons resultados quanto à sustentabilidade será uma realidade e uma demanda efetiva por parte dos consumidores que hoje estão na faixa dos 16 anos. ?Hoje, o consumidor já sinaliza a demanda por espaços funcionais e flexíveis, e como tendência, o mercado aponta para a   valorização da criatividade e diferenciação em edifícios desenvolvidos para públicos específicos, como jovens casais e a terceira idade.? 

Na busca pela qualidade de vida, acrescentou a coordenadora estadual, moradias que incorporem diversas funções, tais como morar, trabalhar e se divertir, terão público cativo. 

Outra realidade destacada por Carla Werkhauser diz respeito à integração entre universidades e o setor produtivo no desenvolvimento de novas soluções para a construção civil. ?Esta integração será facilitada por leis governamentais mais claras e eficientes de produção e transferência de tecnologia?, antecipou a coordenadora estadual.

Fonte: Assessoria Sebrae/PR