Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Startups de Londrina e Cornélio Procópio apresentam modelo negócio durante Campus Party 2017

Startups de Londrina e Cornélio Procópio apresentam modelo negócio durante Campus Party 2017

Monday, 30 de January de 2017
Categoria:

Maior evento de tecnologia do mundo reúne empreendedores e investidores em São Paulo nesta semana; duas empresas de Londrina estarão no espaço “Fazedores” e outras três vão competir no Like a Boss 1 Up

Startups de Londrina e Cornélio Procópio apresentam modelo negócio durante Campus Party 2017 - LondrinaTur

Fonte: AcessaSP

Cinco empreendedores de Londrina e Região vão viver a experiência de “campuseiros”, termo utilizado para designar os participantes da Campus Party. Trata-se do maior evento do mundo na área de tecnologia, ciência e cultura nerd, que já está na 10ª edição no Brasil. Todos eles são idealizadores de startups e fazem parte de projeto ancorado pelo Sebrae/PR, com o objetivo de promover o desenvolvimento sustentável do setor e angariar investidores para facilitar a viabilização dos negócios.

Para o consultor do Sebrae/PR em Londrina, Fabrício Bianchi, que coordena o trabalho junto às startups na regional norte do Paraná, a participação na Campus Party 2017 consolida a Região como uma referência nessa área. “Começamos a trabalhar nessa linha estratégica apenas em 2015 e já temos projetos que estão se destacando no cenário nacional. Isso demostra que estamos no caminho certo, contribuindo para a evolução e promoção desses negócios. Para os empreendedores, estar na Campus Party é uma oportunidade incrível. O evento pode ser considerado uma “vitrine” de exposição mundial. Lá, eles terão contato com investidores e mentores de alto nível”, afirma.

A Rais Saúde e a Eduletrando participam de um espaço chamado “Fazedores”, onde acontecerão dezenas de oficinas durante o evento todo. A intenção da Campus Party é promover a cultura maker no Brasil, mostrando aos visitantes o que significa “colocar a mão na massa”, aprendendo e se divertindo muito no processo. O “Fazedores” é dedicado para empreendedores e comunidades que hoje promovem a cultura maker no país, e convida os participantes para realização e participação em oficinas, além da exposição de seus projetos neste mesmo espaço.

Cristiano Teodoro Russo, um dos fundadores da Rais Saúde, startup que desenvolveu um sistema para agendamento e pagamento de consultas médicas via mobile, está animado com a apresentação do negócio na Campus Party. “Será muito interessante participar de um evento mundial, que está sempre nos jornais. Muitos empreendedores gostariam de estar lá e teremos essa oportunidade. Para nós foi uma surpresa”, diz.

Luiz Antonio Monteiro Junior, fundador da Eduletrando, também está entusiasmado com a participação no evento. A startup criada por ele desenvolve conteúdo interativo utilizando livros com gamificação e realidade aumentada, visando incentivar à leitura e ampliar o conhecimento das crianças. “O evento será muito bom para o networking e para a aproximação com players de mercado e startups que deram certo”, conta.

Like a Boss

Inside Places, Beija Flor e Cuke, foram selecionadas para participar do Like a Boss 1 Up, em São Paulo, que acontece durante a Campus Party. A competição faz parte de uma estratégia do Sebrae Nacional para capacitar empreendedores e contribuir para a sustentabilidade de negócios digitais no país.

Em cada fase da competição as empresas cumprem tarefas presenciais e, em ambientes virtuais. O Sebrae analisa a equipe que compõe o negócio e a função dos seus integrantes, o faturamento, a visão de futuro, o potencial de mercado, entre outros aspectos. As melhores empresas, que estão classificadas para a etapa presencial em São Paulo, vão se apresentar para uma banca de investidores.

Na linguagem típica dos games, 1 UP significa um poder extra ou uma vida a mais para o jogador. O Sebrae Nacional escolheu essa nomenclatura para mostrar que pode oferecer mais energia e força ao empreendedor, por meio da capacitação e do aumento da competitividade de suas empresas.

Startups de Londrina e Cornélio Procópio apresentam modelo negócio durante Campus Party 2017 - LondrinaTur

O coordenador do Sebrae Nacional de Startups,  Marcio Marques Brito, explica que a plataforma da competição contribui com a formação de um banco de dados sobre as startups brasileiras. “Durante as seis etapas da competição, conseguimos reunir informações importantes, como diagnóstico de maturidade e potencial de internacionalização dessas empresas, por exemplo”, relata Brito.

Na opinião do coordenador, o maior benefício do Like Boss para as empresas, é a oportunidade de apresentar a sua ideia. “Eles poderão fazer conexões e se aproximar de investidores ligados a aceleradores e incubadoras. Além disso, a empresa vencedora irá ganhar um jantar com quatro empresários de sucesso”, acrescenta Marcio Brito.

Destaque

Participam da competição 48 empreendedores que já estão inscritos em algum projeto de startup promovido pelo Sebrae em 16 estados brasileiros. O Paraná possui sete startups nesta edição do Like a Boss, sendo que três delas são da região de Londrina.

Para o consultor do Sebrae/PR em Londrina, Fabrício Bianchi, no cenário paranaense, Londrina  é um destaque no setor de startups. “Somamos quase 50% das empresas selecionadas, o que comprova a efetividade do nosso trabalho. Vale ressaltar que das 792 atendidas pelo Sebrae PR, 244 estão na região de Londrina. E entre as 150 startups formalizadas, 63 estão na região de Londrina. Em pouco tempo, alcançamos resultados surpreendentes. Isso é motivo de orgulho para nós e reflete nossa preocupação em transformar projetos de startups em negócios de alto impacto”, afirma Bianchi.

A Beija Flor é uma startup de Cornélio Procópio que presta serviços de gestão para as micro e pequenas empresas com baixo custo e uma gama de diferenciais. A empresa está entre as selecionados pelo Sebrae Nacional para concorrer ao Like a Boss e, Carlos dos Santos, o proprietário da startup, acredita que a competição é uma boa forma de divulgar o produto, lançado no final do ano passado. “Teremos a chance de divulgar nosso produto nacionalmente e até internacionalmente, além de chamar a atenção dos investidores”, relata.

Gabriel Henriquez, idealizador do Cuke, também foi selecionado para fazer parte do Like a Boss.  A plataforma é dirigida para profissionais de vendas diretas ou empreendedores individuais com o propósito aumentar o resultado financeiro. A ferramenta integra as informações de clientes, vendas, produtos, compras e estoque, facilitando os controles. Hoje, o Cuke tem 7 mil usuários em mais de 90 países e já registrou 54 mil downloads.

Henriquez também aposta na competição para apresentar seu produto e aumentar o universo de usuários. “O Like a Boss será uma ótima oportunidade para a exposição do modelo de negócio. Além disso, podemos conhecer mentores que vão trazer novas ideias e inovação para a plataforma, e teremos acesso a uma rede de potenciais investidores que podem contribuir com a aceleração do negócio”, destaca.

Utilizando o design em três dimensões e em 360º e óculos de Realidade Virtual, Inside Place, mais uma startup londrinense que participa do Like a Boss, recria espaços que podem levar as pessoas a um tour virtual por lugares que não necessariamente existem fisicamente ou que estejam distantes, como uma vinícola na França, por exemplo. “O evento será uma oportunidade para levar a solução para clientes finais e apresentá-la para prováveis investidores, que poderão alavancar o negócio”, finaliza Luis.

Campus Party

A Campus Party é a maior experiência tecnológica do mundo que une jovens geeks (gíria que caracteriza jovens intelectuais ligados em tecnologia, computador e internet) em torno de um festival de inovação, criatividade, ciências, empreendedorismo e universo digital e acontece no Brasil desde 2008. Ao longo do evento, palestras, debates e oficinas fazem da Campus Party uma experiência única. Neste período, o local se transforma no principal ponto de encontro das mais importantes comunidades digitais do país. São momentos em que é possível interagir, compartilhar conhecimento, produzir novidades e, por meio de seus palcos, acompanhar as principais tendências do segmento de tecnologia da informação (TI).

A Campus Party acontece de 31 de janeiro a 5 de fevereiro, no Anhembi, em São Paulo.

Fonte: Divulgação