Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Rota das Catedrais traz imersão na história norte paranaense Rota das Catedrais traz imersão na história norte paranaense

Rota das Catedrais traz imersão na história norte paranaense

Friday, 13 de May de 2022
Categoria:

As oito igrejinhas do percurso retratam o modus vivente dos tempos da colonização

No dia 21 de maio, 1,2 mil ciclistas, de várias cidades do Brasil, irão se aventurar pelos 120 km que liga as catedrais de Londrina e Maringá. Mas percorrer a Rota das Catedrais significa muito mais do que pedalar. As paisagens, que principalmente os 90 km de estradas rurais reservam, serão únicas e recheadas de histórias. Por morros, vales, trilhas e subidas de tirar o fôlego, os participantes vão interagir com oito igrejinhas que contam muito sobre a imigração e a colonização do norte do Paraná.

Em cada uma delas haverá pontos de abastecimento justamente para que todos possam ter minutos de contemplação e consigam sentir a vivência dos lugares que refletem o passado colonial. Muitas pessoas que ainda vivem por lá carregam a recordação dos tempos áureos da cultura cafeeira, e a arquitetura dos povoados expõe a simplicidade das comunidades em busca do progresso.

Saindo da catedral de Londrina, a primeira capela ao longo do percurso da Rota das Catedrais é a Nossa Senhora de Lourdes, localizada em Colônia Lorena, em Cambé, construída há 55 anos. A segunda é a Capela Santo Antônio, construída em madeira em 1955 no patrimônio Caramuru, na divisa entre Cambé e Rolândia, e só depois reconstruída com tijolos.

A capela São João Batista, de madeira, é uma das mais belas da Rota, fica no Campinho, em Arapongas, na estrada para Sabáudia, e é uma réplica da primeira igreja matriz de Arapongas, construída em 1938. A primeira capela de Sabáudia no percurso é a Nossa Senhora do Monte Carmo, localizada no km 21 na Estrada do Bom Progresso. É a primeira ma descida dos paralelepípedos, construída em 1973.

A quinta igreja na qual os participantes da Rota passarão é a Santa Luzia que fica na Vila Vitória, também em Sabáudia, assim como a sexta igreja, a capela Santo Antônio, situada na Vila Progresso.

Por volta do km 70 está um lindo cenário rural às margens do rio Pirapó, no Vilarejo do Pau D’Alho, que divide os municípios de Sabáudia e Mandaguari, onde está localizada a Igreja Presbiteriana Paul D’Alho.

A capela Sagrada Família é a oitava igreja no percurso. A igreja atual de alvenaria construída em 1964 é um belo monumento que remonta aos tempos áureos do café na região. Está localizada na Estrada do Alegre, km 14, patrimônio Belém, e vem sendo restaurada pela comunidade local.

A largada será às 7 horas da Catedral Metropolitana de Londrina, com chegada prevista para até 17h30 na Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória, em Maringá, onde será montada uma estrutura para receber os atletas e familiares, com equipes de apoio e espaço de gastronomia e convivência.

 

SERVIÇO

Rota das Catedrais: 21 de maio de 2022 (sábado).

Local Largada/Concentração: Catedral Metropolitana de Londrina/PR

Horário Concentração: 5h30

Horário Largada: 7h

Local Chegada/Arena: Estacionamento da Catedral de Maringá/PR

Horário final para receber os participantes na Arena do Evento em Maringá: até às 17h30