Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
“O Risorama já virou agenda anual em Londrina”, diz Diogo Portugal após show itinerante “O Risorama já virou agenda anual em Londrina”, diz Diogo Portugal após show itinerante “O Risorama já virou agenda anual em Londrina”, diz Diogo Portugal após show itinerante

“O Risorama já virou agenda anual em Londrina”, diz Diogo Portugal após show itinerante

Wednesday, 10 de October de 2018
Categoria:
Rafael Cortez no Risorama Londrina

Em tempos em que as pessoas se veem tão divididas por ideologias distintas na política, o humor aparece como o oxigênio para aqueles que se sentem asfixiados. Os londrinenses tiveram esse momento de respiro no último fim de semana. Os dias cinco e seis de outubro aconteceu o Risorama, o mais tradicional espetáculo de humor do país. “É um festival que já tem 15 anos e era um sonho meu fazer ele itinerante”, revelou o humorista e fundador, Diogo Portugal.

No primeiro dia o Iate Clube de Londrina já estava lotado à espera de nomes como o próprio Diogo Portugal, Rafael Cortez, Jair Kobe com o seu “Guri de Uruguaiana”, Hallorino Jr., Juca Bala e Maloka. O segundo dia contou com o bom humor de Nando Viana e Rodrigo Marques – do programa a Culpa é do Cabral –, Bruna Louise, Marcus Cirillo e Rodrigo Capella.

O lugar tinha um clima leve e descontraído, quase que como um bar. Aos poucos as pessoas foram chegando e lotando todos os espaços vazios que haviam. “Eu já imaginava que seríamos bem recebidos, mas não tanto assim! O público de Londrina foi muito legal com a gente”, disse Diogo.

No camarim não era diferente! Enquanto os colegas se apresentavam no palco, os outros humoristas acompanhavam atentos à apresentação em uma TV que havia lá dentro. “Geralmente no camarim o clima é de festa. Às vezes até demais e a galera saca que a gente tá se divertindo mais que eles”, brincou ele, que afirmou rolar muita troca de informação. “Já saíram grandes projetos que surgiram no camarim do Risorama”

Com uma simpatia inegável e bom humor característico, Rafael Cortez foi uma das grandes atrações da primeira noite. “Eu acho que o Risorama foi fundamental para a consolidação do circuito da comédia Stand Up no país”, comentou Cortez.

“Participar do festival tem um status, né? Porque, você ser humorista e passar pelo Risorama é uma coisa que agrega valor”, disse ele orgulhoso, que logo precisou correr, já que era o próprio quem iria chamar o mestre de cerimônias ao palco.

Risorama como palco para novos artistas

Como Rafael Cortez já tinha nos confirmado, ao longo de toda a sua existência, o Risorama já descobriu e colaborou com a carreira de muitos comediantes. Diogo Portugal cita nomes como Danilo Gentili, Fábio Porchat, Rafinha Bastos e Marco Luque, que tiveram grandes plateias no início da carreira graças ao espetáculo.

“O Risorama hoje é quase que uma condecoração para o novos comediantes”, revelou Diogo afirmando que hoje, para fazer parte do festival, a pessoa precisa já ter uma aprovação popular ou ser uma alguém que se “intromete” muito e se destaque.

O humorista, que está na cena da comédia há 20 anos, comentou que fica sempre atento ao que surge. “Assim como um olheiro de futebol olha um novo talento que está para acontecer, eu olho os novos talento da comédia”, contou.

Sobre Londrina, ele comentou que esteve algumas vezes aqui e que sempre gostou muito. “Acho o londrinense um povo extremamente simpático e muito receptivo. Esse foi um dos motivos para essa ser a primeira cidade a receber o Risorama”, contou orgulhoso ele, que afirmou para gente que podemos esperar mais para o próximo ano.“Pra mim o Risorama já virou agenda anual. Acho que os londrinenses devem esperar todo ano o Risorama Londrina”, concluiu.