Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Renda extra: oficina de crochê para mulheres Renda extra: oficina de crochê para mulheres

Renda extra: oficina de crochê para mulheres

Friday, 23 de April de 2021
Categoria:

Participantes aprenderão como fazer o acabamento em crochê para tapetes; oficina pretende estimular as mulheres a desenvolverem atividades que podem gerar uma renda extra

Nesta quinta-feira (22), a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM), por meio do Centro de Oficinas para Mulheres (COM), abriu as inscrições para a oficina de Artesanato Solidário: bico em crochê para tapetes. Foram disponibilizadas 15 vagas paras as mulheres com mais de 18 anos. As inscrições podem ser realizadas por meio do telefone (43) 99945-0056, de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h.

O objetivo é ensinar as participantes a desenvolverem o acabamento nos tapetes, que também é conhecido como bico, bainha, barrado ou barradinho em crochê. Para isso, as inscritas receberão barbantes de duas cores diferentes e uma agulha específica para esse artesanato. O material deverá ser retirado na sede da Secretaria da Mulher, após as instruções repassadas pela equipe técnica da Prefeitura de Londrina.

A aula será ministrada pela artesã voluntária, Tânia Cordeiro, que gravará o conteúdo didático. A gravação será encaminhada para o Whatsapp das inscritas, na próxima quinta-feira (29), a partir das 14 horas. Assim, as alunas poderão assistir os ensinamentos quantas vezes for necessário. Segundo a psicóloga da SMPM, Lisneia Rampazzo, com o material a ser entregue gratuitamente pela SMPM, as participantes conseguirão fazer dois tapetes, sendo que um deles será para aprender a técnica e o segundo servirá para a doação.

“A ideia do artesanato solidária visa ensinar às interessadas a técnica do bico em crochê com duas cores. Depois que elas aprenderem, elas poderão fazer outro tapete, que será doado a uma das vítimas de violência doméstica e familiar, amparadas no Abrigo Canto de Dália. Assim, além de aprender uma técnica, que poderá gerar renda extra, a participante vai poder fazer outra mulher se sentir valorizada, pelo incentivo que recebeu através de um artesanato feito do aprendizado repassado na oficina”, explicou a psicóloga da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres.

Além de receberem o material necessário para a confecção dos dois tapetes, as inscritas conhecerão outros serviços ofertados pela Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher de Londrina. Isso porque, serão repassados vídeos informativos abordando o trabalho que a Prefeitura de Londrina vem desenvolvendo, como no Abrigo Canto de Dália. Essa é a primeira oficina realizada com o enfoque de artesanato solidário, onde quem aprende também pode retribuir ao doar algo que aprendeu ao fazer no curso. “É um trabalho manual que a mulher aprende a fazer e que ela pode utilizar como um ponta-pé inicial para buscar uma renda extra, além de retribuir o aprendizado”, finalizou Rampazzo.

Essa oficina faz parte de um dos três eixos de trabalho da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, que aborda ações em prol da prevenção e enfrentamento à violência; a capacitação para o trabalho e inclusão produtiva e a formação cidadã. A pasta cuida do acolhimento institucional para mulheres em situação de violência doméstica, realiza o atendimento às vítimas de violência doméstica e oferta a formação e a capacitação de mulheres para a geração de renda e oficinas educativas. “No Centro de Oficinas para Mulher, nós temos como foco prioritário as mulheres acima de 18 anos, que estão em situação de vulnerabilidade social ou excluídas do mercado formal de trabalho, porque a pretensão é ajudarmos elas a saírem dessa situação por meio da geração de renda, das atividades educativas e da sua inserção no mundo do trabalho”, explicou a secretária da pasta, Liange Doy Fernandes.

N.com/Imagem de Hebi B. por Pixabay