Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Prefeitura reforça atendimentos para casos de síndromes respiratórias

Prefeitura reforça atendimentos para casos de síndromes respiratórias

Tuesday, 04 de January de 2022

Escala médica e de enfermagem da UPA Sabará será ampliada e, a partir de quinta (6), a UBS da Vila Casoni atenderá exclusivamente pacientes com esses sintomas

Foto: Vivian Honorato

A Prefeitura de Londrina vai reforçar os atendimentos para os quadros respiratórios, devido a um aumento do número de casos deste tipo e que foi observado nos últimos dias. O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira (4), pelo secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, em coletiva de imprensa.

Foto: Vivian Honorato

A partir de terça-feira (5), a Secretaria Municipal de Saúde vai intensificar o atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Sabará, pelos próximos dias, ampliando de cinco para oito médicos. A escala de enfermagem também será reforçada no local.

Outra medida aplicada será o retorno do Centro de Triagem para pacientes com quadros respiratórios, tenda localizada em frente à UPA Sabará, para que os pacientes aguardem pelo atendimento de forma mais confortável e em ambiente arejado. A tenda deve ser montada ainda nesta terça-feira (4), caso não chova.

Foto: Vivian Honorato

Além disso, na quinta-feira (6), a partir das 13h, a Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Casoni voltará a atender, exclusivamente, os casos de síndromes respiratórias. A UBS fica na Avenida Dez de Dezembro, 580, e funciona das 7h às 19h. “Percebemos um aumento dos casos de síndromes gripais nos últimos dias. Ontem tivemos um movimento grande na UPA Sabará, por isso estamos tomando estas medidas, para prestar um melhor atendimento à população de Londrina”, ressaltou o secretário da pasta.

H3N2 – O município de Londrina registrou, até o momento, oito casos confirmados de Influenza H3N2. De acordo com o secretário Machado, os pacientes tiveram quadros leves e apenas dois necessitaram de internamento, mas tiveram alta médica em dois dias.

Os principais sintomas da H3N2 são febre alta e tosse, dores de garganta, cabeça, corpo e articulações. Variante do vírus Influenza A, a H3N2 é um dos principais responsáveis pela gripe comum e pelos resfriados. A transmissão ocorre entre as pessoas por meio de gotículas liberadas no ar quando a pessoa gripada tosse ou espirra. Assim como a Covid-19, a prevenção deve ser feita com distanciamento físico entre as pessoas, uso de máscara e higiene das mãos.

Fonte: N.Com