Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Prefeitura de Londrina anuncia medidas de proteção contra Coronavírus

Prefeitura de Londrina anuncia medidas de proteção contra Coronavírus

Friday, 13 de March de 2020

Para o prefeito Marcelo Belinati, que é médico, a melhor maneira de se proteger contra o novo vírus é lavando as mãos com água e sabão constantemente

Prefeitura de Londrina anuncia medidas de proteção contra Coronavírus

Foto: Emerson Dias

Na manhã desta sexta-feira (13), a Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME) e da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), anunciou medidas preventivas e protetivas para a população e, principalmente, para as crianças e os profissionais da rede municipal de ensino em relação ao Coronavírus (COVID-19), doença que causa infecções respiratórias.

Prefeitura de Londrina anuncia medidas de proteção contra Coronavírus

Foto: Emerson Dias

O prefeito Marcelo Belinati, que é médico e advogado, explicou que diversas medidas estão sendo implementadas para a prevenção do Coronavírus. Fazem parte da lista de ações prioritária da Prefeitura: a distribuição de kits de reforço de higiene para as unidades escolares; o repasse de informações oficiais para pais e responsáveis pelos alunos -por meio de grupos de conversa pelo celular-; a capacitação dos educadores e profissionais da SME para a intensificação das medidas de prevenção e orientações procedimentais quanto as maneiras de agir e onde buscar ajuda; a aquisição e posterior distribuição de materiais de proteção aos profissionais de saúde; e a aquisição de novos equipamentos para o tratamento da doença e os insumos necessários para auxiliar na retaguarda dos atendimentos.

A intenção, segundo Marcelo, é utilizar a grande potencialidade que a rede de ensino municipal tem devido aos mais de 45 mil alunos atualmente matriculados. “Através dela podemos chegar a toda população de Londrina, com as medidas adequadas, ou seja, informações sobre como lavar as mãos, como se prevenir, quais são os sintomas da gripe e o que fazer nos casos suspeitos, levando informações adequadas e evitando as publicações de fake news, que são as informações mentirosas, que acabam, confundindo e levando a problemas sérios de saúde como vimos pelo mundo”, disse o prefeito.

Prefeitura de Londrina anuncia medidas de proteção contra Coronavírus

Foto: Emerson Dias

Kits de Higiene – Ao todo, 189 unidades escolares de Londrina vão receber a partir de hoje (13) os kits de higiene de reforço. As escolas municipais, Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI), Centros de Educação Infantil filantrópicos (CEI) e instituições parceiras que atendem crianças com necessidades especiais receberão, no mínimo, 01 galão com 5 litros de álcool em gel 70%, 01 galão de 5 litros de sabonete líquido, rolos de papel toalha e fardos de papel higiênico. A quantidade de kits que serão entregues depende do tamanho de cada unidade escolar, por isso, aquelas que tiverem maior número de alunos matriculados receberão mais kits.

A entrega começou a ser feita por um caminhão e uma Kombi da Secretaria de Educação nas unidades escolares da região sul da cidade. Em um dia é possível entregar os materiais a 20 locais diferentes, por isso, a expectativa é que todas as escolas recebem os materiais de higiene até o final da próxima semana.

Lista de informações – Caberá aos diretores escolares criarem listas de transmissão com os pais, responsáveis e Associações de Pais e Mestres (APM) para o repasse de informações oficiais que serão disparadas pela Secretaria Municipal de Educação em parceria com o Núcleo de Comunicação da Prefeitura de Londrina e a Secretaria Municipal de Saúde.

A secretária municipal de Educação, Maria Tereza de Moraes, explicou que está em constante acompanhamento das informações repassadas pelos Ministérios da Educação e da Saúde, assim como pela Secretaria Municipal de Saúde. No momento, não existe a orientação para ao suspensão do calendário escolar municipal, pois se está enfatizando as medidas de higiene pessoal com os alunos. Isso porque, ela é a melhor forma de se prevenir a doença.

Foto: Emerson Dias

“Estamos pedindo para as crianças lavarem mais as mãos, pois a ideia é criar um senso de urgência. Repassaremos informações pela lista de transmissão diretamente aos pais dos alunos, para que, caso a criança apresente os sintomas, fique em casa, pois as faltas serão revistas e também evitaremos a dispersão de boatos e dúvidas, porque os pais poderão tirá-las diretamente com os diretores escolares”, ressaltou Moraes.

Capacitação dos profissionais – Para sanar dúvidas e repassar orientações, os profissionais da Secretaria de Saúde darão palestras e oficinas para os educadores. Eles serão informados sobre a importância da higienização mais frequente dos ambientes e da importância ao incentivo de lavar as mãos, não levá-las aos olhos, nariz e boca, como espirrar ou tossir corretamente para propagar o mínimo possível de gotículas de salina nos diversos ambientes, entre outras ações.

Vacinação – seguindo as orientações do Ministério da Saúde, a Campanha de Vacinação contra a Gripe será antecipada para o dia 23 de março. A partir de então, poderão se imunizar os profissionais da saúde, os idosos e, na sequência, os professores e profissionais das forças de segurança e salvamento, seguidos das crianças de 6 meses a 6 anos, doentes crônicos, grávidas, população indígena e condições especiais.

Novos equipamentos – A aquisição de mais equipamentos respiratórios e oxímetros para o tratamento de pacientes contaminados pelo Coronavírus, assim como de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os trabalhadores da saúde estão sendo adquiridos pela Secretaria Municipal de Saúde. Se necessário, mais produtos poderão ser adquiridos em cerca de 10 dias, ou seja, um tempo muito menor do que o dispendido com o processo licitatório convencional, que leva meses.

Foto: Emerson Dias

Isso só foi possível porque, desde o início da administração do prefeito Marcelo Belinati, foi implementada uma nova gestão pública em que as secretarias registram os preços dos insumos, materiais e equipamentos que elas podem vir a necessitar durante o ano, nas Atas de Registro de Preços. Elas ajudarão no fornecimento de todos os produtos que forem necessários para o combate à doença (sabonete líquido, álcool em gel 70%, lenços de papel, máscaras, óculos, aventais, luvas, etc). “Estamos criando uma rede de proteção que vai desde a prevenção ao diagnóstico e o tratamento, trabalhando como retaguarda das instituições de saúde que são referências no tratamento do Coronavírus”, completou o prefeito.

Para o secretário de Saúde, a retaguarda de insumos não é uma preocupação devido a todo o planejamento elaborado em conjunto com as diversas entidades de saúde. “Desde quando começamos a observar o aumento dos casos de Coronavírus no mundo, já era esperado que isso chegaria ao Brasil e nós tivemos tempo de nos planejar e adequar. Nós nos antecipamos com insumos, equipamentos e EPIs para os nossos profissionais para prestarem o atendimento adequado”, disse Machado.

Em Londrina, o Hospital Universitário foi escolhido para ser o hospital de referência no atendimento aos infectados pelo Coronavírus. Mas aqueles que estiverem com os sintomas da gripe podem procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência e informar imediatamente os sintomas.

Foto: Emerson Dias

Como se proteger – As dicas para se proteger contra o Coronavírus são simples de serem colocadas em prática. Uma delas é limpar com frequência os fômites, que são objetos ou substâncias capazes de absorver, reter e transportar organismos contagiantes ou infecciosos. Entre estes estão as maçanetas de portas, corrimãos de escadas, botão de elevador, ônibus de transporte coletivo, mesas, teclados, sapatos, celulares e telefones compartilhados, entre outros.

Outra dica importante é que ao tossir e espirrar, deve-se cobrir a boca e o nariz com um lenço descartável e lavar as mãos com água e sabão. Na falta de um lenço descartável, pode ser usado o antebraço; nunca as mãos.

Números da doença – Em Londrina, nenhum caso do Coronavírus foi confirmado até o momento. Ao todo, foram notificados 12 casos suspeitos de COVID-19. Três pessoas tiveram o resultado negativo para essa doença e outros nove casos são suspeitos. No Paraná, foram confirmados seis casos positivos da doença, sendo cinco deles em Curitiba e um em Cianorte.

Fonte: N.Com