Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Ouvidorias da UEL disponibilizam atendimento via whatsapp Ouvidorias da UEL disponibilizam atendimento via whatsapp

Ouvidorias da UEL disponibilizam atendimento via whatsapp

Wednesday, 04 de November de 2020

Imagem: Canva Premium

A partir desta semana as Ouvidorias da UEL, do Hospital Universitário (HU/UEL) e do Ambulatório de Especialidades do HU (AEHU), localizado no Campus, passam a atender a comunidade por meio do WhatsApp para registro de ocorrências, elogios, solicitação de informações, sugestões, reclamações e denúncias. Para facilitar a comunicação, usuários poderão acessar um formulário para encaminhar a solicitação ou reclamação.

A ferramenta funciona pelo número 43 3371-4405 (Ouvidoria da UEL); 43 3371-2706 (Ouvidoria do HU) e 43 3371-5790 (Ouvidoria do AEHU). O formulário, enviado pela ferramenta, pode ser acessado aqui – Formulário Ouvidoria.

Segundo o Ouvidor Geral da UEL, Antonio Edson Amaral, a ferramenta trará maior facilidade para o cidadão no registro de ocorrências e agilizará o retorno aos atendimentos relacionados às Ouvidorias do HU e AEHU, uma vez que o serviço de WhatsApp representa um canal de comunicação com maior alcance.

Ele explica que a maior demanda tem sido por solicitações de informações relacionadas aos serviços prestados pela Universidade. A partir da implantação do WhatsApp, a expectativa é de que ocorra maior interesse também por parte dos estudantes de graduação e de pós-graduação. O Ouvidor Geral espera também que, mais do que pedir informações e dados sobre a UEL, que a comunidade encaminhe sugestões e avalie os serviços, inclusive os de saúde, que têm grande abrangência junto à população de todo o norte do Paraná.

Repercussão – Para a Ouvidora do AEHU, Ana Maria da Cruz, a inovação vai colaborar para um retorno mais rápido e ágil junto a pacientes e acompanhantes sobre dia e horário de atendimentos das especialidades, informações sobre receitas, já que muitos pacientes são provenientes de outras cidades. “Muitas vezes eles não conseguem falar o que realmente estão precisando. Com o WhatsApp teremos agilidade no contato com residentes e docentes sobre informações solicitadas pelos pacientes, entre outros”, definiu Ana Maria.

Para a Ouvidora do HU, Maurênia Nielsen, o WhatsApp servirá para melhorar as respostas junto ao público, uma vez que médicos serão acionados para detalhar tratamentos e para responder solicitações de familiares. “Vamos ganhar agilidade e também será importante para atuar no caso de queixas e poder trabalhar com registro de fotos e de imagens”, afirmou Maurênia.

Fonte: O Perobal – https://operobal.uel.br/