Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Novo padrão visual dos táxis de Londrina Novo padrão visual dos táxis de Londrina

Novo padrão visual dos táxis de Londrina

Tuesday, 30 de July de 2019

Após se reunir com representantes dos taxistas de Londrina, o prefeito Marcelo Belinati decidiu atender a uma antiga demanda da classe, referente à identificação dos veículos. Atualmente, os táxis regulamentados em Londrina são plotados na cor vermelha, com faixas de cor branca nas laterais. Visando diminuir os custos para essa adequação, o prefeito autorizou a mudança na padronização dos táxis da cidade, que passarão a ter o branco como cor predominante, sendo as duas faixas laterais mais números de identificação em vermelho. “Temos um momento diferente no transporte de passageiros, com a entrada de aplicativos online, então, nada mais justo que a operação dos taxistas também tenha custos menores e fique ainda mais ágil”, afirmou o prefeito.

Novo padrão visual dos táxis de Londrina

Foto: Divulgação

Com essa medida, não será mais necessário que o taxista providencie a alteração da cor do veículo, a chamada plotagem. Segundo Marcelo, a mudança para esse estilo mais moderno será gradativa, e acata o pedido dos taxistas, valorosos profissionais.

Para que a nova identificação e padronização dos táxis seja implementada, a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) está finalizando a elaboração de novo ato executivo. A expectativa é que o documento seja publicado ainda esta semana, oferecendo um prazo de dois anos para que os taxistas adequem seus veículos às novas cores.

Além da alteração visual dos táxis, também foi apresentada proposta da Prefeitura em relação às tarifas cobradas aos taxistas. Diante da aprovação da maior parte dos profissionais, o material será desenvolvido e convertido em projeto de lei, e na sequência encaminhado à Câmara Municipal para apreciação.

Para o presidente do Sindicato dos Taxistas de Londrina, Carlos Fernandes de Almeida, a decisão do prefeito irá beneficiar os 384 taxistas regulamentados em Londrina. “Ele foi muito receptivo, entendeu o nosso pedido, e agradecemos a ele e também à CMTU. Agora, aguardamos a publicação dessa normativa, para que toda a frota comece a se adequar ao novo padrão”, comentou.

Almeida explicou que a demanda foi votada em assembleia da classe, sobre a alteração da identificação dos táxis de Londrina, e foi aprovada por 95% dos votantes. “Em média, vai de 1.500 a 1.600 reais o custo para aderir à atual regulamentação, somente com o serviço de plotagem. Mas temos ainda as taxas com o Detran, referentes à alteração no veículo, sem contar que são, em média, dois dias de veículo sem uso, parado para fazer a plotagem. Tudo isso somado gera muitos custos ao taxista, algo na ordem de dois mil reais”, detalhou.

Para o presidente do STL, a mudança no padrão dos veículos mais a redução nas taxas cobradas aos taxistas são medidas que contribuem para o bom andamento da profissão em Londrina. “Vamos aguardar esse encaminhamento para debater esse tema com os vereadores. As propostas da CMTU foram muito bem recebidas pela classe, mas ainda dependem da aprovação do Legislativo, e vamos acompanhar com eles isso. Sobre o encontro com o prefeito, considero que foi uma reunião muito boa, positiva, onde conquistamos um ótimo resultado. São ajustes necessários, esses que o prefeito propôs, para manter a profissão ativa dentro da atual concorrência e situação da economia como um todo”, frisou.

Fonte: Prefeitura de Londrina