Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Museus ao redor do mundo expõem acervos culturais através da internet

Museus ao redor do mundo expõem acervos culturais através da internet

Wednesday, 13 de May de 2020
Categoria:

A iniciativa possui divulgação da Virada Cultural, ferramenta criada pela Secretaria Municipal de Cultura a fim de propagar diversas produções artísticas para os londrinenses

Como forma de atração e com a finalidade de preservar a quarentena em tempos de coronavírus, diversos museus ao redor do mundo estão concedendo, virtualmente, imagens de seus acervos culturais para o acesso gratuito do público. Os links disponibilizados, em rede, permitem a visualização de milhares de obras de artistas nacionais e internacionais. Grande parte destas exibições pode ser conferida através da agenda semanal da Virada Cultural, que é uma ação promovida pela Secretaria Municipal de Cultura (SMC), com o objetivo de proporcionar entretenimento online ao cidadão londrinense. A listagem dos vários museus disponíveis para acesso virtual está inserida no tópico “Tour pelos Museus”, dentro da própria agenda.

O secretário municipal de Cultura, Caio Julio Cesaro, explicou que esta iniciativa visa tanto a participação interativa de pessoas que já desfrutavam do hábito de frequentar museus no período antecessor à quarentena, quanto a de indivíduos que não possuíam muito contato com estes espaços. “Nós temos, sob a perspectiva de visitação, um percentual muito baixo de pessoas que vão a museus. Com isto, além de podermos continuar dando oportunidade a quem já frequenta, queremos disponibilizar inúmeros acervos artísticos para aqueles que ainda não possuem o hábito de contemplar obras de arte. É uma possibilidade fácil dos indivíduos tomarem contato com estes ambientes. Muitas pessoas pensam que museus são inacessíveis. Queremos permitir esta experiência”, disse.

Por parte do Museu Histórico de Londrina alguns projetos artísticos como a série “Coleção Carvalheira”, presente no setor de Imagem e Som do edifício, está parcialmente disponibilizada na internet. Ao todo seis das 208 fotografias desta coleção, que documenta o crescimento de alguns clubes de futebol regionais na década de 1940, podem ser visualizadas de modo online. Além deste, outros acervos também estão disponíveis por meio de acesso virtual, tais quais “A decadência do Café (parte 1)”; “Vídeo sobre a Coleção Rede Ferroviária”; registros do fotógrafo José Juliani; cartão postal de Armínio Kaiser; e cartão postal da família Brugin.

O Museu da Imagem e do Som (MIS), localizado em São Paulo (SP), é mais um que está oferecendo uma visita interativa para pessoas interessadas. Nele é possível encontrar algumas categorias artísticas, como áudios e discos; fotografias; iconográficos; filmes; vídeos; equipamentos; livros e catálogos; e periódicos.

O Museu Mazzaropi, de Taubaté (SP), dedicado ao ex-cineasta brasileiro Amácio Mazzaropi, também está apresentando diversas obras através da internet. Aqui o acervo é dividido por gêneros: museológico; fotográfico; bibliográfico; audiovisual; e arquivístico.

Em Brodowski (SP), o Museu Casa de Portinari disponibiliza várias exposições virtuais para o livre acesso dos internautas. Como o próprio nome já esclarece, o museu foi uma das residências onde viveu o célebre pintor Cândido Portinari. No local são encontrados obras e objetos patrimoniais do falecido artista.

Outra grande produção divulgada pela Virada Cultural e que permite a visitação online a mais de 500 museus do mundo todo diz respeito ao projeto do Google Arte e Cultura, o qual está oferecendo, gratuitamente, o acesso a variados acervos culturais ao redor do globo. Através desta iniciativa o público pode viajar por edifícios culturais famosos, conferindo obras de artistas renomados. Dentre os diversos museus disponíveis estão o Van Gogh Museum, que fica em Amsterdã, na Alemanha; o Musée d’Orsay, situado em Paris, na França; o Museo Frida Kahlo, na Cidade de México, no México; e o The Museum of Modern Art (MoMA), localizado em Nova York, nos Estados Unidos.

A Virada Cultural é uma realização da SMC, em conjunto com os Conselhos Municipais de Política Cultural e de Patrimônio Cultural, do Comitê Municipal de Economia Criativa, do SEBRAE e do APL Audiovisual de Londrina. Todas as atrações podem ser conferidas na Plataforma Londrina Cultura e pelo aplicativo de celular “Londrina Cultura”, que tem uma versão para Android. Nelas o interessado também pode acessar diversos conteúdos referentes à produção cultural local, como curtas-metragens, canais de grupos culturais e de artistas, álbuns musicais, páginas sobre espaços culturais, entre outros.

“Uma das principais estratégias para a contenção do COVID-19 é o distanciamento. A orientação é para aqueles que puderem ficar em suas casas, que fiquem. Em outro sentido disponibilizar conteúdos culturais de artistas londrinenses é um objetivo nosso. Realizar este trabalho num momento onde os espaços de cultura, como os teatros, centros culturais e museus estão fechados, devido às medidas impostas pelas autoridades, é muito importante. A Virada Cultural é, portanto, uma ferramenta com o intuito de divulgar e maximizar esta produção artística. O momento não possibilita o produtor cultural de expor seu conteúdo ao ar livre, então que se expresse de maneira adaptada por enquanto. Vale ressaltar que este é um trabalho em conjunto com diversas instituições que possuem o objetivo de disseminar cultura por Londrina”, afirmou Cesaro.

Fonte: N.Com