Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Município propõe para Ministra a vinda da Casa da Mulher Brasileira Município propõe para Ministra a vinda da Casa da Mulher Brasileira

Município propõe para Ministra a vinda da Casa da Mulher Brasileira

Thursday, 25 de April de 2019

Com o objetivo de ampliar as políticas públicas em prol das mulheres e fortalecer as atividades que já são executadas em Londrina, a secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Nádia Moura, foi a Brasília se reunir com a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. Na reunião, foram apresentados para a ministra Damares e para a secretária nacional de Políticas para as Mulheres, tia Eron, os projetos que são executados em Londrina. “Também conversamos sobre o interesse do prefeito Marcelo Belinati em construir em Londrina uma unidade da Casa da Mulher Brasileira”, comentou.

Município propõe para Ministra a vinda da Casa da Mulher Brasileira

Foto: Divulgação

A Casa da Mulher Brasileira é um espaço que concentra serviços voltados à mulher, em especial às vitimas de violência doméstica, abusos e em situação de vulnerabilidade. Ali, elas são acolhidas e atendidas em um viés humanizado, por equipes de serviços públicos como a Delegacia da Mulher, Ministério Público, secretarias municipais e estaduais, entre outros. Já funcionam Casas em em sete cidades do país, e a intenção do Município é trazer a Casa da Mulher Brasileira para Londrina. “Estamos buscando uma pactuação com o governo federal, e fizemos a solicitação para que a ministra Damares nos auxilie, pois é de grande interesse do prefeito Marcelo que isso aconteça. Para isso, hoje me reuni também com a arquiteta responsável pelos projetos da Casa da Mulher, e convidei a ministra para que venha a Londrina conhecer as nossas atividades e forma de atuação, com o intuito de cumprir essa missão”, frisou Nádia.

Lançamento – A secretária municipal também participou, na Câmara dos Deputados, da apresentação do projeto Glória. Idealizado pela professora Cristina Castro-Lucas, da Universidade de Brasília, a iniciativa contou com envolvimento de cinco empresas das áreas social e de tecnologia. A robô Glória é uma plataforma de inteligência artificial que, por meio da interação com usuários, colhe informações relacionadas à violência contra a mulher, educa e conscientiza sobre o tema.

A expectativa é que, por meio do projeto Glória, sejam alcançadas mais de 20 milhões de pessoas. A ferramenta deve também gerar relatórios segmentados por faixa etária, local, dados socioeconômicos e padrão de ocorrências. “Estivemos no lançamento desse protótipo, e a ideia é que esse grupo que conduz o Glória consiga apoiadores e disseminadores, para atingir essa meta de 20 milhões de mulheres alcançadas em todo o país. Estamos entre os municípios elencados para receber esses totens, e agora iremos aguardar a metodologia que será feita para contarmos com mais essa ferramenta”, explicou Nádia.

Para a deputada federal Luísa Canziani, presidente da Comissão de Defesa de Direitos da Mulher da Câmara de Deputados, o projeto Glória vai contribuir para a elaboração de um levantamento mais preciso em relação aos dados sobre violências cometidas contra as mulheres. “Esse é um tema que já discutimos na comissão, de não sabermos exatamente esses dados, pois não há uma uniformização, parâmetros, ou quem o faça com clareza. E o Glória visa isso, mapear as informações ao interagir com meninas e mulheres de todo o país. Essas informações serão coletadas e analisadas, para que possamos criar políticas públicas efetivas em prol dessa população. O Paraná foi escolhido, e Londrina será uma cidades que irão receber os totens em uma ação piloto, de testes. É algo muito inovador, que foi muito bem pensado por vários talentos da UNB”, adiantou.

Luísa, que intermediou o encontro da secretária municipal com a ministra, citou que, além da secretária municipal de Londrina, participaram também participaram também a vereadora Daniele Ziober, além de lideranças de Curitiba e outras cidades do PR. “Tivemos uma reunião muito produtiva com a ministra, inclusive ela acatou várias questões e sugestões que pontuamos nesse encontro. O próximo passo será trazê-la até a cidade, para que ela conheça Londrina e nos auxilie nisso em novos projetos”, frisou.

Fonte: Prefeitura de Londrina