Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Município inicia desinfecção dos terminais de transporte contra o coronavírus Município inicia desinfecção dos terminais de transporte contra o coronavírus

Município inicia desinfecção dos terminais de transporte contra o coronavírus

Thursday, 16 de April de 2020

Medida visa higienizar superfícies e áreas de contato para reduzir possibilidade de transmissão

Município inicia desinfecção dos terminais de transporte contra o coronavírus

Foto: CMTU

A Prefeitura de Londrina iniciou, na madrugada desta quarta-feira (15), o serviço de lavagem e desinfecção dos terminais do sistema de transporte coletivo. O trabalho é realizado por meio da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) e tem como objetivo evitar a disseminação do novo coronavírus em locais com grande circulação de pessoas. A iniciativa inclui a higienização de superfícies e áreas de contato para reduzir a possibilidade de transmissão através do toque.

Juntamente com o Terminal Central, também os terminais de bairro – inclusive o do distrito de Irerê, na zona sul, e as estruturas provisórias montadas no Vivi Xavier e Milton Gavetti, na região norte – contarão com o reforço na limpeza. Além destes espaços, o plano é ampliar a higienização também para outros pontos, como o Calçadão. A resolução integra o conjunto de ações de segurança estipuladas pela administração municipal para o retorno gradual das atividades econômicas após o período de quarentena.

Município inicia desinfecção dos terminais de transporte contra o coronavírus

Foto: CMTU

De acordo com o diretor-presidente da CMTU, Marcelo Cortez, a novidade vem para complementar o serviço de limpeza já realizado diariamente nos terminais. O trabalho cotidiano nos locais de integração começou a ser intensificado no dia 17 de março, quando a Prefeitura de Londrina determinou o início da desinfecção de corrimões e seguradores nos ônibus, com panos e álcool em gel, a cada viagem completa. A medida contemplou ainda a instalação de dispensers com o líquido antisséptico nos sanitários, corredores e plataformas.

Segundo Cortez, o processo de sanitização será executado em duas modalidades: pela utilização de caminhões-pipa e por meio de pulverizadores e borrifadores costais. Enquanto a primeira visa higienizar grandes superfícies, como as pistas de rolamento dos coletivos, as demais são voltadas a grades, balcões, guarda-corpos e pontos de embarque e desembarque. O procedimento é realizado por trabalhadores equipados com roupas especiais de proteção. Já o produto aplicado tem como base o quartenário de amônia, solução desinfetante registrada na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) eficaz contra o vírus Sars-CoV-2.

Outras medidas – Além do serviço de lavagem e desinfecção dos terminais, nesta quarta-feira também começou a valer o decreto que torna obrigatório o uso de máscaras nas linhas e áreas de integração do transporte coletivo. O usuário que não respeitar a regra será impedido de acessar os veículos e recintos e, em caso de insistência, a Guarda Municipal (GM) poderá ser acionada.

Município inicia desinfecção dos terminais de transporte contra o coronavírus

Foto: CMTU

Para auxiliar passageiros de baixa renda ou pessoas que ainda não tenham tomado conhecimento da norma, a CMTU organizou postos de entrega da peça em cada terminal. No entanto, o estoque adquirido pela companhia é de 100 mil unidades. Após a distribuição de todo o material, a compra ou confecção do item será responsabilidade de cada um.

Detalhado pelo prefeito Marcelo Belinati nesta terça-feira (14), o uso indispensável do artigo faz parte das medidas de proteção da população contra o coronavírus. A atitude integra as recomendações dadas pelos médicos e especialistas do Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COESP) de Londrina, criado para atuar no gerenciamento de proteção à COVID-19 na cidade.

Fonte:  Danylo Alvares – Assessoria CMTU