Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Mulheres Fazem, Mulheres Vendem: Conheça! Mulheres Fazem, Mulheres Vendem: Conheça!

Mulheres Fazem, Mulheres Vendem: Conheça!

Friday, 16 de July de 2021
Categoria:

Portal é voltado à divulgação de produtos e serviços oferecidos por mulheres, e tem apoio da Prefeitura de Londrina

Nesta sexta-feira (16), foi lançado o site Mulheres Fazem, Mulheres Vendem (MFMV), especializado na divulgação de produtos e serviços oferecidos por mulheres. O portal www.mulheresvendem.net produz materiais de divulgação personalizados, para que as participantes compartilhem com seus contatos e em suas redes sociais, e também faz a divulgação dos negócios dessas mulheres.

Divulgação

O MFMV é uma iniciativa dos projetos de extensão Safety e Mulheres Construindo Democracia, da Universidade Estadual de Londrina (UEL), em cooperação com a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, Secretaria Municipal de Assistência Social, Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres e outras entidades.

O objetivo é contribuir para a ampliação da visibilidade de produtos e serviços oferecidos por mulheres, especialmente daquelas que foram mais afetadas pela pandemia da Covid-19. O projeto também visa incentivar que o público em geral valorize o trabalho das mulheres e estimule a economia de suas comunidades.

Reprodução do site

O site inicia suas atividades com um portfólio de nove negócios de mulheres que são produtoras ou revendedoras de artesanatos e cosméticos, e que participaram do projeto-piloto da iniciativa. A partir de agora, a iniciativa está aberta para incorporar novas parceiras que atuem em diversos ramos de atividade para geração de renda. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail [email protected].

 

Divulgação

Uma das responsáveis pelo projeto, a professora Silvana Mariano, da Universidade Estadual de Londrina, contou que o site foi motivado pelo contexto da pandemia da Covid-19, que afetou negativamente a vida de muitas mulheres, proporcionando insegurança financeira e diminuindo os rendimentos delas. Segundo Mariano, setores da economia que empregavam mulheres em maior número, como serviços, vestuário e trabalho doméstico, foram fortemente afetados, e deixaram contingentes enormes de mulheres sem renda. “Muitas mulheres que confeccionam e vendem produtos artesanais, e que antes atuavam nas feiras promovidas em espaços públicos, se viram sem locais e oportunidades de venda. Com isso, o site surge como um mecanismo para que elas possam divulgar e vender seus produtos, de forma segura, no cenário da pandemia”, salientou.

A secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Liange Doy Fernandes, disse que iniciativas como essas reforçam, cada vez mais, os programas de geração de renda, principalmente porque atendem o público feminino em vulnerabilidade social e econômica. Segundo ela, as mulheres que participam da iniciativa são atendidas pela Secretaria. “O site Mulheres Fazem, Mulheres Vendem irá proporcionar, às mulheres atendidas por nossa secretaria, melhoria em seus rendimentos e consequentemente uma maior autonomia em suas vidas”, frisou.

N.com