Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Mostra Londrina leva crianças da rede pública ao cinema Mostra Londrina leva crianças da rede pública ao cinema

Mostra Londrina leva crianças da rede pública ao cinema

Tuesday, 25 de September de 2012
Categoria:

O Cine Lumière, no Shopping Royal Plaza, recebeu nesta
segunda-feira (24) um público especial: 280 alunos de 3ª e 4ª séries da Escola Municipal
Eugênio Brugin, do conjunto São Lourenço, zona sul de Londrina. As crianças assistiram à
animação ?Brichos?, do paranaense Paulo Munhoz, que conta a estória dos habitantes
de uma vila ameaçada de perder sua floresta para investidores terroristas
internacionais. A exibição faz parte do projeto Kinocidadão, instituído pela Kinoarte ?
realizadora da Mostra Londrina de Cinema ? para levar a sétima arte à criançada.

De terça a quinta-feira, último dia da Mostra, alunos de
outras quatro escolas ? Francisco Pereira de Almeida Júnior (Guilherme Pires),
Noêmia Alaver Garcia Malanga (Jardim Olímpico), Maria Cândida Peixoto Salles (Santa Fé) e
Carlos Zewe Coimbra (Marabá) ? vão poder ver ?Brichos? no Royal. Ao todo, o
Kinocidadão pretende atrair cerca de duas mil crianças neste ano.

Camilly Vitória, da 3ª série da ?Eugênio Brugin?, é uma das
estudantes que nunca tinha ido ao cinema antes. Ela estava com pipoca na mão e
ansiosa para o início da sessão. ?É a primeira vez que venho aqui. A sala é muito
bonita e é muito bom ver filme aqui.? Natalia Ortega, também da 3ª série, também
gostou da oportunidade. ?É legal a escola nos trazer aqui.?

Luana Franzine Silva, professora de Educação Física, aprovou
o projeto. ?Vir ao cinema assistir a um filme também é um aprendizado?, disse. Para
Maria da Glória Colonheis, supervisora da escola, a iniciativa é importante pedagógica
e culturalmente para as crianças. ?Muitas delas nunca vieram ao centro de
Londrina. Já no ônibus outras crianças conversavam que era a primeira vinda ao cinema.?

Um dos coordenadores da Mostra, Guilherme Peraro, explica
que o Kinocidadão tomou como base um projeto chamado Mapa-Piá, criado em 2003
e que durante quatro edições do festival atraiu para o cinema cerca de 15
mil crianças de escolas públicas da cidade. ?O Kinocidadão foi criado para inserir
uma parcela da população que não tem acesso aos cinemas, que se acostumou a ver
filmes apenas na televisão e DVDs e que, por dificuldades corriqueiras do dia-a-dia ou
econômicas, não assiste a filmes nenhum?, diz Peraro. ?Assim o projeto consegue dois
objetivos: primeiro, a formação de um novo público para cinema, especialmente para
filmes brasileiros; segundo, a inserção social do indivíduo excluído.?

Fonte: Tangará Comunicação