Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Ministério da Saúde prorroga vacinação contra Influenza até 9 de junho Ministério da Saúde prorroga vacinação contra Influenza até 9 de junho Ministério da Saúde prorroga vacinação contra Influenza até 9 de junho

Ministério da Saúde prorroga vacinação contra Influenza até 9 de junho

Tuesday, 30 de May de 2017

Em Londrina, até hoje, foram aplicadas 94.548 doses nos grupos prioritários, o que corresponde a 79,80% da meta estipulada

Por determinação do Ministério da Saúde a Campanha de Vacinação contra Influenza, foi prorrogada até o dia 9 de junho. De acordo com informações disponíveis no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações até o momento o País atingiu 60.5% da meta. Em Londrina, a vacinação prossegue nas Unidades Básicas de Saúde.

Até hoje, foram aplicadas 94.548 doses da vacina no Município, o que corresponde a 79,80% da meta estipulada. A vacinação é destinada aos seguintes grupos: pessoas com 60 anos de idade ou mais; crianças com idade de seis meses a menores de cinco anos; gestantes e puérperas, no período até 45 dias após o parto; trabalhadores de saúde dos serviços públicos e privados; população privada de liberdade, incluindo adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou em condições clínicas especiais, que possuam prescrição médica; e professores de escolas públicas e privadas, que estejam em atividade.

A vacinação contra influenza contribui para a redução das complicações, das internações e dos óbitos decorrentes das infecções pelo vírus da gripe, principalmente nos grupos mais vulneráveis.  Para receber a vacina, é preciso apresentar na UBS o documento de identidade com foto e, no caso das crianças, carteira de vacinação. Para os doentes crônicos também é necessário levar a solicitação médica que conste a doença de base; os professores devem levar declaração da instituição que é vinculado e documento de identificação com foto; e as puérperas precisam levar o registro de nascimento ou declaração de nascidos vivos.

Sobre a vacina

A vacina é trivalente, ou seja, protege contra os três tipos de vírus que mais causam complicações: H1N1, H3N2 e Brisbane. Foram produzidas pelo Instituto Butantan e InstitutoButantan/Sanofi Pasteur-França e disponibilizadas pelo Ministério da Saúde.

A aplicação ocorre em dose única. Porém, em crianças com idade até oito anos, pode haver a necessidade de duas doses, com intervalo de 30 dias entre elas. A vacina contra influenza não pode ser aplicada em pessoas com histórico de alergia grave à proteína do ovo de galinha, ou qualquer componente da vacina. Caso haja necessidade, é permitida a aplicação simultânea com outras vacinas.

Texto: N.Com