Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Londrina briga por vagas na Seleção Brasileira de Taekwondo Londrina briga por vagas na Seleção Brasileira de Taekwondo

Londrina briga por vagas na Seleção Brasileira de Taekwondo

Thursday, 30 de January de 2020
Categoria:

A disputa será realizada no Grand Slam de Taekwondo 2020

Londrina briga por vagas na Seleção Brasileira de Taekwondo

Foto: Divulgação

A delegação londrinense embarca na próxima semana para Vitória, no Espírito Santo, para a disputa do Grand Slam de Taekwondo 2020. A competição será realizada entre os dias 6 e 9 de fevereiro e garante a formação da Seleção Brasileira de 2020. Serão ao todo 19 atletas de Londrina, já classificados para essa seletiva, em busca da vaga.

A equipe contará com nomes de peso. João Pedro Chaves, que foi por cinco anos consecutivos titular da Seleção Brasileira adulta; João Miguel Neto, reserva Olímpico de 2016; Vinicius Brunini, campeão Pan Americano em 2015; Bruno Martins Cardoso, vice-campeão mundial escolar em 2019; Gabriel Oliveira, campeão do Chile Open de 2019. A delegação ainda conta com a comissão técnica de Flávio Alves e Diogo Freire.

O técnico Flávio Alves confirmou a boa expectativa para a competição. “Neste Grand Slam participam os melhores do ano de 2019 de cada categoria, de Londrina classificamos quase 20 atletas. A preparação veio ao longo de 2019 e com os resultados nos campeonatos nacionais. A expectativa é colocar quatro atletas na Seleção. Temos reais chances de fazer isso acontecer. A Prefeitura, por meio da Fundação de Esportes de Londrina (FEL), e o Instituto Paranaense de Esporte e Cultura (IPEC) fizeram as suas partes durante 2019 custeando eventos e agora vamos com toda a força pra bons resultados”, avaliou.

Para o técnico Diogo Freire, os lutadores de taekwondo estão bem preparados. “Fico muito grato em ver que o trabalho está sendo reconhecido e que os atletas estão conseguindo reproduzir o que fazem no treino na hora da competição. É claro que alguns são mais experientes, na hora da luta isso faz um pouco de diferença. Entretanto, todos estão preparados, todos tiveram a mesma carga e intensidade de treino, claro que alguns possuem sua individualidade, mas todos estão bem focados. Eu acredito muito que esse ano vai ser histórico para a gente, vamos bater o recorde de integrantes na seleção”, afirmou.

A equipe conta com o patrocínio da Prefeitura de Londrina, através Fundação de Esportes de Londrina (FEL), por meio do Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (FEIPE). E também do Instituto Paranaense de Esporte e Cultura, Esporte Paraná e CVC Cambé e Colégio Ética. “Agradeço o presidente do IPEC, Vagner Lopes, e ao da FEL, Fernando Madureira, pelo FEIPE, que dá um oxigênio para os atletas se manterem na pegada e com os sonhos olímpicos vivos”, concluiu Flávio.

Fonte: N.Com