Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Londrina terá Centro de Apoio ao paciente com câncer Londrina terá Centro de Apoio ao paciente com câncer

Londrina terá Centro de Apoio ao paciente com câncer

Friday, 05 de April de 2013
Categoria:

O Centro de Apoio ao Paciente com Câncer, oficialmente instalado em 4 de abril, na Associação Médica de Londrina, inicia seu trabalho com uma pesquisa para diagnosticar a epidemiologia na região. O objetivo maior do Centro é humanizar o tratamento da doença oferecendo, no futuro,  suporte aos pacientes submetidos a sessões de Quimioterapia e Radioterapia.

O Centro

A experiência pessoal de passar por um câncer e sofrer com os efeitos colaterais provocados pelo tratamento motivou o médico Celso Fernandes Junior a idealizar uma entidade que apoiasse tanto o paciente como sua família. Esta ideia foi logo compartilhada por um grupo de amigos e profissionais  da cidade,  e partir daí foi criado oficialmente o Centro de Apoio ao Paciente com Câncer. O Centro tem apoio institucional e operacional da Associação Médica de Londrina (AML), por meio do INDESE  – Instituto Nacional de Desenvolvimento da Saúde e Ecologia, mantido pela entidade.

Na assembleia de constituição, realizada na quinta-feira (04/04), além da aprovação do estatuto, os membros participaram de uma palestra com o epidemiologista Edson Duarte Moreira Junior, chefe do Laboratório de  Epidemiologia da Fundação Oswaldo Cruz, do Ministério da Saúde. Além da Fiocruz, já são apoiadores do Centro, o Instituto de Câncer de Londrina, a Sociedade Rural do Paraná e as universidades locais. A pesquisa –  que vai diagnosticar a epidemiologia na região – será o primeiro trabalho e terá início imediato, mas no futuro o Centro tem o objetivo dar suporte multidisciplinar ao paciente em  tratamento , auxiliando e orientando no combate das sequelas provocadas pela quimioterapia e radioterapia, além de apoio psicológico, espiritual, jurídico e social.

Segundo o médico Celso Fernandes Junior, ?o objetivo é amenizar o sofrimento físico e emocional desencadeados pelos tratamentos?.  Ele conta que sofreu muito com o câncer, e mesmo sendo profissional na área, muitas vezes sentiu dificuldades e momentos de grande angústia no período do tratamento. ?E como muitos pacientes chegam a retornar para uma nova internação em função da falta de suporte e acompanhamento das reações provocadas pela quimio e radioterapia, o Centro de Apoio visa contribuir também com a redução nas internações de retorno dando suporte em todas as especialidades relacionadas a doença , como estomatologia, nutrição, dermatologia, fisioterapia, ginecologia, urologia, psicologia, departamento de dor e serviços de ostomias?, explica o médico, enumerando ainda outros setores de apoio ao paciente como o setor de curativos, departamento de farmácia para fornecer medicamentos básicos e específicos oferecidos pelo governo.

A principal estratégia, segundo ele, é funcionar como um meio de prevenção e antecipação de procedimentos ? como condutas terapêuticas para evitar e amenizar náuseas,  alterações intestinais, lesões de pele, lesões de boca, inapetência, desnutrição e outras. Mas Celso Fernandes faz questão de salientar que o Centro não funcionará como hospital, não fará internações, ?ele vai orientar e auxiliar no tratamento e assim  evitar novas internações na rede hospitalar. Nosso objetivo maior é humanizar o tratamento, diminuindo assim a dor e  o sofrimento do paciente e de suas famílias?.

Fonte: Assessoria AML