Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Londrina recebe visita da equipe de fitoterapia de Jandaia do Sul Londrina recebe visita da equipe de fitoterapia de Jandaia do Sul

Londrina recebe visita da equipe de fitoterapia de Jandaia do Sul

Friday, 22 de July de 2011
Categoria:

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Programa Municipal de Fitoterapia, recebeu na Prefeitura de Londrina, representantes da Secretaria Municipal de Saúde de Jandaia do Sul (PR). A visita teve o objetivo de conhecer a experiência de Londrina, em fitoterapia, e depois aplicar o programa em Jandaia do Sul.

A farmacêutica Hiromi e a enfermeira Edileuza Nardi, coordenadoras do programa em Jandaia do Sul, foram recebidas pela enfermeira e gerente de logística de projetos especiais da Secretaria de Saúde de Londrina, Sonia Hutul, e, também, coordenadora administrativa do Programa Municipal de Fitoterapia.

O município de Londrina participou em junho deste ano do 1º Encontro de Práticas Integrativas e Complementares de Medianeira, que teve o mesmo objetivo da recepção às visitantes de hoje: apresentar o programa de fitoterapia desenvolvido na cidade e dar consultoria.

Ela citou também o convite feito pelo prefeito de Joinville, Carlito Merss, para que participem e apresentem a experiência da cidade no Encontro Municipal de Plantas Medicinais e Fitoterápicas (Fito Joinville). O evento será realizado nos dias 30 de setembro e 1º de outubro deste ano.

Sonia credita esses convites ao bom funcionamento do programa em Londrina, realizado desde agosto de 2003. ?O programa atende a política nacional de práticas integrativas e complementares nos SUS, com fornecimento de medicamentos fitoterápicos e chás (plantas in natura)?, explicou a gerente.

O programa oferece tratamento terapêutico complementar à cesta básica de medicamentos. ?O que possibilita uma maior abrangência de patologias e agravos antes não tratados?, destacou Sonia. A coordenadoria técnica do programa de fitoterapia é feita pelo médico Rui Diniz.

Hoje, o programa atende 36 Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade, além da Maternidade Municipal, Clínicas Odontológicas, Sistemas de Internação Domiciliar e os Centros de Atenção Psicossocial de Londrina (CAPS). ?O que totaliza uma abrangência de 300 mil pessoas a um custo médio de R$ 16 mil mensais?, afirmou Sonia.

Ela informou que são fornecidos aos pacientes 32 fitoterápicos manipulados e seis chás (plantas in natura), de acordo com cada patologia. ?Os medicamentos, que apresentam menos efeito colateral, podem tratar os sintomas da TPM, menopausa, depressão, dores articulares?, disse. ?Há ainda os imunomoduladores, que aumentam a resistência do paciente, os que aumentam o leite materno, expectorantes, entre outros?, completou a gerente.

Fonte: N.com