Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Lançamento de livros que narram “causos” de Londrina e Região Lançamento de livros que narram “causos” de Londrina e Região

Lançamento de livros que narram “causos” de Londrina e Região

Tuesday, 20 de August de 2019

Acontece no dia 23 de agosto, sexta-feira, às 14h45, no Parque Governador Ney Braga, lançamento de livros do Programa Contação de Histórias do Norte do Paraná: memórias e educação patrimonial, tendo como coordenadoras as Professoras Regina Célia Alegro e Eliane Aparecida Candoti. O Projeto contou com apoio do  Ministério da Educação, através do Programa de Extensão Universitária (ProExt), Universidade Estadual de Londrina, através do seu órgão suplementar, Museu Histórico de Londrina, e Secretaria de Educação da Prefeitura Municipal de Londrina. O lançamento será no estande 01 de História e Geografia, no Pavilhão Internacional do evento “Londrina Mais”.
O Objetivo desse Projeto foi  promover estudos e ações relativos à memória, envolvendo professores e estudantes da Educação Básica e Ensino Superior, com ações voltadas para a educação patrimonial e registro de ‘causos’ circulantes nas comunidades dos estudantes.

Lançamento de livros que narram "causos" de Londrina e Região

Fonte: Divulgação

Durante aproximadamente três anos, o projeto ofereceu cursos e mais de 150 oficinas para professores e  estudantes que foram ministrados nas Escolas Públicas Municipais. Fez parte do projeto,  visitas guiadas ao Museu Histórico de Londrina e a outros lugares de memória da cidade e,  através de ação de professores e estudantes do ensino básico, foram entrevistados nesse período, vários moradores, onde foram coletados “causos” narrados em suas comunidades, na cidade de Londrina. São esses os “causos“ que serão apresentados nesses livros.

Livro  1:
Contação de histórias no Norte do Paraná: memória e patrimônio. Organizadoras : Eliana Aparecida Candoti e Regina Célia Alegro ; Projeto gráfico e editoração Petra Maria Schauff Mendes. Londrina : UEL.

O livro traz os relatos de professores participantes do Programa sobre sua experiência de trabalho com as lembranças de moradores das comunidades locais, envolvendo os seus alunos.

Nele, além das experiências e reflexões de professores, temos escritos sobre bairros sobre os quais pouco foi publicado até agora. Como por exemplo: Conjunto Habitacional Pindorama, Califórnia, Eldorado, Nova Conquista, Ok e Kobayashi Conjunto Cafezal.

Livro 2:
Narrativas da Terra Indígena do Apucaraninha.  Organizadores : Márcia Rejaine Piotto e Payakan Gadje Uvupuru.  Projeto gráfico e editoração Petra Maria Schauff Mendes. Londrina : UEL.

Narrativas coletadas junto à comunidade Kaingang apresentadas com desenhos de estudantes das escolas do Apucaraninha.

Livro 3: Causos da terra roxa: modos de ser em Londrina. Organizadoras : Regina Célia Alegro e Eliana Aparecida Candoti ; Projeto gráfico e editoração Petra Maria Schauff Mendes. Londrina : UEL.

Exemplo de alguns “causos” da cidade facilmente identificáveis: 

Na garupa da bicicleta
Coletou: Yasmim Caroline Rodrigues Soares
Escola Municipal Joaquim Vicente de Castro

Isso aconteceu com o tio do meu avô. E o meu avô me contou. Naquela época, meu avô tinha oito anos e morava num sítio próximo ao Posto Formigão. Um tio morava com sua família. Ele tinha uma namorada que residia próximo à Usina Três Bocas. Pegando a estrada ele passava na Ponte Seca, onde hoje está o Parque das Indústrias. Na ponte seca, à noite, moradores viam uma porca que atravessa a estrada com os leitões. Só que ninguém via essa porca de dia, só de noite.
Um dia, o tio voltava da casa da namorada à noite, pedalando. Ele tinha ido de bicicleta. E na descida da Ponte Seca ele teve que pedalar a bicicleta, pois ela estava pesada, parecia que tinha alguém na sua garupa. Pedalou tanto que entrou com bicicleta e tudo dentro de casa. A bisavó ficou muito assustada com o barulhão e o tio do meu avô só falava que tinha alguém na garupa da sua bicicleta. Era uma assombração!

História de pescador
Coletou: Rhuan
Escola Municipal  Profª Maria Irene Vicentini Theodoro

Minha avó e minha mãe contaram esse causo sobre o meu avô. Um dia ele chegou do trabalho e falou para minha avó que iria pescar no Rio Tibagi. Pegou o barco, as varas e as minhocas, sua carroça, chamou o irmão e um amigo e foram pescar. Chegando à beira do rio, armaram a barraca pegaram as traias e começaram a pescaria. À noite veio um vento muito forte, muitos trovões e relâmpagos. E um aguaceiro pesado! Os morcegos ficavam voando ao redor da barraca. Ele e seus companheiros ficaram tão assustados que saíram correndo pelo meio do mato. Na correria o amigo do meu avô caiu. O vô se voltou para trás para ajudá-lo a se levantar. Então, eles viram uma mula sem cabeça no meio daquele temporal. Eles, apavorados, disseram que nunca correram tanto na vida.

Segundo Candoti, os livros serão distribuídos nas Escolas da Rede Municipal de Ensino e para a Escola Estadual participante do Projeto que é o Marcelino Champagnat e Bibliotecas. Esse material produzido a partir de professores e alunos irá compor acervo de pesquisa e trabalho junto às salas de aula. São os próprios alunos produzindo conhecimento.