Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Kireeff recebe relatório da Sanepar sobre tremores Kireeff recebe relatório da Sanepar sobre tremores

Kireeff recebe relatório da Sanepar sobre tremores

Tuesday, 26 de January de 2016
Categoria: noticia

Prefeito irá solicitar análise do documento ao Centro de
Tecnologia e Urbanismo da Universidade Estadual de Londrina.

O prefeito Alexandre Kireeff vai solicitar uma análise ao
Centro de Tecnologia e Urbanismo da Universidade Estadual de Londrina (UEL),
ligado aos estudos de hidráulica e saneamento, do relatório técnico elaborado
pela Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), referente aos tremores que
tem ocorrido na região leste de Londrina.

O documento foi entregue nesta segunda-feira (25) pelo
gerente-geral da Sanepar, Sérgio Bahls. “Essa medida é para que possamos ter
uma interpretação correta deste relatório. Nós vamos buscar a UEL para que possa
colaborar nesse processo de encaminhamento dos nossos trabalhos daqui por
diante”, frisou Kireeff. 

Segundo Sergio Bahls, o levantamento apresentado engloba
desde a contratação do projeto da nova adutora do sistema Tibagi, até a
execução da obra. Foram feitas simulações de desligamentos e quedas de energia,
e também foram instalados medidores de pressão ao longo da tubulação. “Os
testes mostraram que não há ruído na tubulação. Descartamos de vez qualquer
relação com os tremores, e estamos disponíveis caso a UEL faça um estudo mais
aprofundado e precise tirar alguma dúvida”, reforçou Bahls.

De acordo com o geólogo do professor do Departamento de
Geociências da UEL, José Paulo Pinese, o relatório do Centro de Sismologia da
Universidade de São Paulo (USP) apontou que os estrondos percebidos pelos
moradores do Jardim Califórnia são causados pelo deslocamento de alguns
milímetros de bloco de rocha, ao longo de fraturas geológicas entre 100 até 250
metros de profundidade. “O relatório confirma a possibilidade de os tremores
serem de origem natural. Ou seja, de ser fruto de movimentação de rocha em
profundidade. Isso não anula, entretanto, novos estudos sobre alguma atividade
humana que possa provocar ou acelerar os movimentos”, afirmou.

Em Londrina, continuam instalados quatro sismógrafos
portáteis, dos quais três na região do Jardim Califórnia. Os equipamentos vão
continuar registrando informações sobre os tremores e abalos sísmicos. O
relatório conclusivo deverá ser apresentado pelos Centro de Sismologia da USP
em até 30 dias.

Participaram também da entrega do relatório o
coordenador-geral da Defesa Civil, coronel Rubens Guimarães, o gerente
industrial da Sanepar, Roberto Arai, o coordenador de Produção de água, Gil
Gameiro, e a vereadora Elza Correia.

Fonte: N.Com