Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Iluminação renovada dá novo tom a ruas, avenidas e praças públicas

Iluminação renovada dá novo tom a ruas, avenidas e praças públicas

quinta, 28 de dezembro de 2023
Categoria

Tecnologia LED vai iluminar toda a cidade com mais luz e menos custo

Londrina está ficando com as noites mais iluminadas por meio das novas instalações em LED viabilizadas pela Prefeitura, via Londrina Iluminação (LI), que trazem mais vida e segurança às áreas públicas. A cidade avança no serviço de manutenção da iluminação pública, garantindo mais de 99% das luminárias das ruas, avenidas e praças em perfeitas condições de funcionamento.

O parque de iluminação pública de Londrina tem 65 mil pontos de luz. Para dar conta de toda essa demanda, a Prefeitura conta com a Londrina Iluminação. Há 9 anos, quando a companhia foi criada, eram cerca de 55 mil pontos existentes e um total aproximado de 7 mil destes com defeitos. Eram basicamente lâmpadas apagadas e lâmpadas acesas durante o dia. Hoje esse número foi reduzido significativamente para apenas 293 casos, o que representa apenas 0,4% de todo o parque.

A substituição das luminárias antigas, de vapor de mercúrio e de vapor de sódio, é outra atividade importante abraçada pela Prefeitura que segue a todo vapor, inclusive na sede dos distritos e patrimônios rurais, que já estão com as novas luzes. A Londrina Iluminação já contabiliza mais de 80% de toda a cidade com a nova iluminação. Todo o perímetro urbano de Londrina, incluindo os trechos da BR-369, terá LED até o final de junho de 2024.

Iluminação em viadutos – Outra atividade da LI é implantar iluminação debaixo dos viadutos urbanos. O projeto, que é recente, já contemplou dois locais e este número vai aumentar. Quem também se beneficia dos serviços são os campos de futebol e as quadras poliesportivas da periferia da cidade. Até agora a LI já colocou luz em 12 campos, 3 quadras e melhorou a iluminação externa de um ginásio de esportes. O programa será intensificado em 2024.

Além do escopo básico de ação da LI, um Acordo de Cooperação Científica e Tecnológica, por outro lado, foi firmado com a Universidade Estadual de Londrina. O convênio prevê a completa modernização da iluminação pública do campus e, principalmente, a implantação de um laboratório de iluminação pública “a céu aberto” no local. “O trabalho vai render bons frutos, tanto para a Londrina Iluminação quanto para a universidade, que terá todos os 291 pontos de iluminação pública do campus modernizados”, destaca o presidente da companhia londrinense, Claudio Tedeschi.

“Olho Vivo Rural” – Outra seara da Londrina Iluminação é a zona rural. Uma das propostas inovadoras em gestação na companhia e na Guarda Municipal de Londrina é a implantação de sistema de segurança, intitulado “Olho Vivo Rural”, em pontos estratégicos de vias rurais, através de postes inteligentes alimentados por energia renovável fotovoltaica, providos de câmeras de segurança com captação de imagens em tempo real, conectadas à rede de monitoramento de segurança pública através de satélite, além de sensores climáticos, pluviométricos e sísmicos. Os estudos estão adiantados e a expectativa é iniciar a execução já em 2024.

LED na PR-445 – Por outro lado, há ainda um projeto de modernização e implantação de iluminação pública em um trecho de 21 quilômetros entre Londrina e Cambé, na Rodovia Celso Garcia Cid (PR-445), também atrai o interesse da LI. Um plano nesse sentido já foi entregue ao governador Carlos Massa Ratinho Júnior. A proposta é intensificar a iluminação no local com a utilização de luminárias LED, reduzindo o consumo de energia e principalmente melhorando a qualidade da iluminação no trecho entre os KM-65 e o KM-87, perímetro urbano das duas cidades. “A proposta já está em análise no Departamento de Estradas de Rodagem (DER), que estuda os projetos técnicos. A ideia é começar a instalar no próximo ano”, emenda Tedeschi.

Dentre tantos projetos, alguns em execução e outros em estudos, tem ainda a iluminação decorativa de monumentos públicos e vias de trânsito urbano, a decoração de Natal na cidade e nos distritos; a criação do “Museu da Luz”, para abrir as portas do Parque de Operações da companhia para visitações escolares dos alunos da rede pública municipal; a implantação de luminárias fotovoltaicas (energia solar) em áreas que ainda carecem de rede elétrica de baixa tensão; o projeto para a execução de serviços de manutenção de próprios públicos (incluindo unidades básicas de saúde, escolas municipais e demais instalações da Prefeitura) e a implantação de luminárias em ruas e avenidas, já que este serviço ainda não pode ser realizado pela companhia, que, por enquanto, só pode fazer a manutenção e modernização dos pontos existentes.

Telegestão – Também há um trabalho efetivo para a execução de um plano de telegestão do sistema de iluminação pública. Através de equipamentos específicos, de alta tecnologia, que serão instalados nas luminárias dos postes, será possível o controle e monitoramento das mesmas de forma remota e em tempo real, conforme salienta o presidente da LI. A tecnologia de telegestão permitirá realizar atuações diretas na luminária, como ligar, desligar e dimerizar (graduar) a luz.

Para realizar o projeto, a Londrina Iluminação conta com um aporte de R$ 8.280.184,00, sendo que a maior parte, no valor de R$ 5.869.440,00, é financiada, a fundo perdido, pela “Financiadora de Estudos e Projetos” (Finep), vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, uma empresa pública de fomento à ciência, tecnologia e inovação em empresas, universidades e institutos tecnológicos.

Fonte: N.Com