Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Idosos têm programação especial durante o mês de outubro Idosos têm programação especial durante o mês de outubro

Idosos têm programação especial durante o mês de outubro

Tuesday, 01 de October de 2019

Para celebrar o Dia Internacional das Pessoas Idosas, comemorado em 1º de outubro, e homenagear as pessoas acima de 60 anos, a Prefeitura de Londrina deu início nesta terça-feira (1º) às ações do Mês do Idoso.

A solenidade aconteceu no auditório da Unicesumar, na Avenida Santa Mônica, 450, Tijuca.  Na abertura oficial, os integrantes do coral do Sesc Londrina Cadeião cantaram músicas de MPB, que marcaram época e os idosos participantes do projeto “A rua dança a cidade” fizeram uma apresentação de hip hop. Na sequência, aconteceu o Talk Show com a apresentadora do Programa Vitrine e Revista, da TV Tarobá, Lú Oliveira, e o apresentador da mesma emissora, Vermelho.

A conversa descontraída e interativa contou com assuntos de várias áreas, como saúde, envelhecimento saudável e de direitos do consumidor e do idoso. Para isso, foram chamados para participar o presidente do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (CMDI), Dácio Villar; a médica geriatra do Ambulatório de Alzheimer da Prefeitura e professora de Medicina da PUC, Lindsey Nakakogue; a secretária municipal do Idoso, Andrea Bastos Ramondini Danelon; o coordenador do Procon-LD, Gustavo Richa; e o professor de Direito da Unicesumar Londrina, Henrique Morita.

Assistiram ao evento, 120 alunos de cursos de graduação da Unicesumar e 130 idosos usuários dos Centros de Convivência da Pessoa Idosa (CCIs) Leste, Oeste e Norte, e usuários dos grupos de convivência referenciados na cidade de Londrina. O objetivo geral das atividades é conscientizar a população sobre a importância de respeitar a pessoa idosa e valorizar sua experiência e conhecimento.

Idosos têm programação especial durante o mês de outubro

Foto: Vivian Honorato

O evento permitiu uma interação entre as diferentes gerações, tratando o envelhecimento saudável como pauta, assim como o respeito e a valorização das pessoas com mais de 60 anos. “Trouxemos diversos temas para serem debatidos, pois é preciso fazer as pessoas pensarem sobre o fato de a população estar envelhecendo muito rápido, vivendo por mais tempo e as ações que precisam ser feitas para estimularmos o envelhecimento saudável”, disse a secretária municipal da pasta.

A médica geriatra lembrou também que um envelhecimento saudável começa com uma boa preparação, que antecede essa nova fase da vida. Ela explicou que, com a rotina acelerada, geralmente, as pessoas não dão a devida atenção às medidas preventivas como, por exemplo, manter uma alimentação saudável, praticar exercícios físicos, não fumar, não exagerar no consumo de bebidas alcoólicas e aprender coisas novas.

“Cuidar da saúde antes, quando se é jovem, vai te dizer se você terá ou não um bom envelhecimento na posterioridade, sem dependências e prevenindo até mesmo a morte precoce. Por isso, é bacana falar para os jovens o que é preciso fazer para se ter um envelhecimento saudável e o que os idosos precisam continuar fazendo para manter a saúde”, explicou Lindsey.

Já o presidente do CMDI, Dácio Villar, afirmou que, no momento, a intenção do conselho é trabalhar em prol do protagonismo dos idosos. “Queremos que eles comecem a assumir o protagonismo de suas vidas, que tenham presença nos diversos espaços e se empoderem. Em Londrina, temos uma Secretaria do Idoso com extrema atuação, uma comissão especial do idoso na Câmara de Vereadores e o Conselho Municipal, ou seja, os idosos estão cercados de boas entidades, que oferecem serviços e políticas públicas. E isso é extremamente importante, porque o envelhecimento é dinâmico e acontece todos os dias”, salientou.

Quanto aos diversos órgãos e entidades que existem e atuam no Município em prol dos direitos dos idosos, o vice-presidente do Conselho Estadual dos Direitos do Idoso do Paraná (CEDI), Matheus Mokdese dos Santos, disse estar contente em ver as diversas ações que o Município executa, o que coloca Londrina na vanguarda nesta área. “O processo de envelhecimento não é fácil,  são diversos desafios que se apresentam diariamente. Por isso, saúdo a gestão de Londrina, que tem uma secretaria própria, o que é muito raro no Brasil, uma comissão na Câmara, centros de convivência e Casa Dia, além de um mês de comemorações onde se abre espaço para os jovens participarem ativamente das ações de respeito e valorização dos idosos”, frisou dos Santos.

No evento, o diretor da UniCesumar de Londrina, Carlos Henrique Vici, disse que a intenção é trazer cada vez mais a juventude e a universidade para pensarem sobre o idoso. “Queremos os idosos com qualidade de vida, que possam trazer o conhecimento e suas experiências de vida para os alunos. Porque na universidade conseguimos passar os conhecimentos técnicos, mas no conhecimento de vida, os idosos são doutores e Londrina está na vanguarda disso, através das políticas públicas do prefeito Marcelo Belinati que tem entendido isso e abre as portas da cidade para pensar as políticas para os idosos”, destacou.

Para a idosa Aiko Sato, o evento e toda a programação do mês de outubro são muito bem-vindos e esperadas pelos idosos. “É um encontro muito bom para a gente. Acho que vai trazer mais conhecimento. Estou com 80 anos e ainda faço de tudo: participo do grupo de ginástica duas vezes na semana, ensaio da dança japonesa, o Bon Odori, e faço de tudo em casa, mas sempre fui ativa, desde jovem”, disse.

Para a estudante de pedagogia da Unicesumar, Renata da Costa Bauer, a ação da Prefeitura de Londrina e da Unicesumar é de extrema importância, porque cria um momento para os mais jovens escutarem e aprenderem com os idosos. “É a oportunidade de os mais jovens ouvirem a respeito do envelhecimento saudável e mudarem a percepção que se tem do envelhecimento. Eventos como estes trazem informações importantes para todos nós”, frisou.

Mais ações que serão realizadas durante o mês de outubro estão disponíveis no endereço https://blog.londrina.pr.gov.br/?p=62408#.XZMyTJdKVDk.whatsapp e estarão elencadas na página da Secretaria Municipal do Idoso de Londrina, no www.londrina.pr.gov.br.

Fonte: N.Com