Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Guia da moto: dicas para quem quer começar a pilotar Guia da moto: dicas para quem quer começar a pilotar

Guia da moto: dicas para quem quer começar a pilotar

Thursday, 14 de April de 2016
Categoria:

Tipo mais fácil de pilotar, manutenção periódica, direção preventiva e mais: três especialistas desvendam todo o universo das motocicletas

Foi-se o tempo em que moto era assunto apenas de homem. Hoje em dia, elas estão deixando de vez a garupa para assumir a direção.

Segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), o número de mulheres habilitadas para conduzir motocicletas dobrou nos últimos três anos e a busca pela Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para a categoria A cresce cada vez mais.

Tendo em vista que o interesse da mulherada pelas motos aumentou, o Petrobras De Carona com Elas conversou com três experts no assunto e preparou um especial para você acertar em cheio na compra e manutenção da sua moto.

Qual moto é que elas gostam?

Muitas mulheres optam por modelos de 150 cilindradas. O consultor técnico em motos Alfredo Guedes garante que elas são mais fáceis de pilotar e são seguras. “Esse tipo de moto é muito procurado, pois além de serem práticas de dirigir, contam com detalhes femininos extras, como espaço embaixo do banco para guardar bolsas”, afirma.

é importante definir também como será o uso. Se você pretende ir ao trabalho com ela ou caso vá usar apenas aos finais de semana e para viagens, o que não faltam são indicações e modelos perfeitos para cada necessidade. Por isso, esclarecer ao vendedor quais suas vontades e prioridades é essencial para a escolha correta.

De olho na manutenção

Mauro Freitas, mecânico especializado em motocicletas, garante que alguns truques podem fazer seu veículo durar muito mais e, o melhor, sem te dar dor de cabeça. Ele lista abaixo os principais cuidados que você precisa conhecer.

  • A inspeção na moto é obrigatória e deve ser feita sempre com o motor ligado para identificar qualquer barulho estranho ou vazamentos.
  • Verificar o nível de óleo lubrificante é tarefa obrigatória. “Ele reduz o atrito entre as peças, protege e prolonga a vida útil do motor”, conta Mauro.
  • Dica fundamental, mas que muitas vezes cai no esquecimento: não deixe de ler o manual da sua moto. Lá estão todas as dicas para aumentar a vida útil e protegê-la de problemas.
  • Freio em dia é segurança no trânsito. Além de conferir regularmente as pastilhas, veja no manual qual é a quilometragem sugerida para a manutenção. A forma correta de brecar também interfere na manutenção do item. “Não aperte o manete com força, puxe-o gradualmente trabalhando com a pressão necessária para frear”, explica o mecânico.
  • Se tiver acompanhado de bagagem ou passageiro na garupa, o pneu traseiro necessita de cerca de 10% a mais de pressão.
  • Você fica atenta aos cabos de embreagem? Eles devem ser substituídos toda vez que apresentarem sinais de esgarçamento por uso.
  • A escolha de um óleo lubrificante de qualidade também é essencial.

Direção preventiva é dirigir bonito

Quem cuida do trânsito com carinho sabe da importância da direção preventiva. Frenagens corretas, posição adequada em cima da motocicleta e muita atenção ao seu redor são fundamentais para evitar acidentes. Paulo Alcântara, instrutor e professor de Auto Moto Escola, define pontos importantes:

  • Nunca dirija sem capacete. Este item é fundamental para reduzir em até 60% os riscos para condutor e passageiro no caso de imprevistos. Afivele-o sempre e verifique se tem selo de qualidade.
  • Quando você for frear, coloque o corpo para frente e o peso sobre os freios dianteiros, isso evita quedas.
  • Conduza na velocidade permitida e evite arrancadas bruscas. Os procedimentos impedem que a roda dianteira se eleve demais.
  • Sempre incline o corpo de acordo com a inclinação da moto.
  • Mantenha-se em uma distância segura de outra moto ou carro. “Manter um espaço considerável do veículo da frente e usar os dois freios ao mesmo tempo são as principais ações para uma direção defensiva”, aconselha o instrutor.
  • Use os faróis acessos ou itens reflexivos – para ser visto por automóveis – mesmo durante o dia.
  • Dar passagem pela esquerda (quando solicitada por outro veículo) e não costurar o trânsito, além de respeitar o farol amarelo, placas e sinalizações é dever do motociclista.

Fonte: De Carona com Elas