Menu LondrinaTur, portal de Londrina e norte do Paraná
Guias
Entenda a importância da fisioterapia durante a gestação Entenda a importância da fisioterapia durante a gestação

Entenda a importância da fisioterapia durante a gestação

Friday, 15 de January de 2021
Categoria:

Conheça todos os benefícios que um tratamento fisioterápico pode oferecer durante a gravidez

O corpo da mulher passa por mudanças constantes durante uma gestação, e isso vai além do crescimento da barriga e de alterações hormonais. Toda a estrutura física, incluindo a coluna e até os membros, começa a se adaptar para sustentar o feto em desenvolvimento, ao mesmo tempo que também se prepara para o parto.

Enquanto essas mudanças são naturais e essenciais, é claro que também existe a sua parcela de consequências. O aumento do volume do abdômen resulta em uma série de alterações, como mudanças no padrão respiratório, no eixo gravitacional e até mesmo na musculatura estabilizadora, causando dores nas costas e um desconforto constante ao se sentar, deitar, etc.

Não parando por aí, também há um aumento de pressão na região pélvica, o que leva a outros problemas como incontinência urinária e constipação. A boa notícia é que existem métodos para controlar todos esses sintomas e ainda ajudar o corpo a ficar mais preparado para um parto natural – tudo isso graças à fisioterapia.

A chamada fisioterapia pélvica é recomendada não só para as mulheres que desejam fazer um parto natural, mas também para quem for realizar uma cesárea, pois é um tratamento que garante benefícios, tanto no período de gestação, como no pós-parto.

Graças às técnicas utilizadas, os músculos da região pélvica são fortalecidos, resolvendo o problema da incontinência urinária, mas também reduzindo o desconforto lombar e melhorando a respiração no geral. Também é de grande ajuda para aquelas que temem a famosa episiotomia, aquele corte na região do períneo em partos naturais. A fisioterapia deixa o corpo mais preparado para a saída do bebê, então, muitas vezes, o parto é mais tranquilo e a episiotomia é dispensável.

Os benefícios pós-parto incluem menos flacidez na região do períneo, músculos abdominais mais fortalecidos e até uma melhora significativa na atividade sexual, evitando possíveis dores na região genital que costumam acontecer em outras circunstâncias.

A prática de exercícios em casa também é de grande ajuda, mas é importante sempre consultar um profissional qualificado antecipadamente e não realizar nada por conta própria. A faculdade de fisioterapia prepara todos os profissionais da área para lidar com qualquer tipo de paciente e situação, então eles são mais que qualificados para orientar gestantes e oferecer um tratamento adequado para a situação de cada uma.

Este é um tratamento contínuo, então o ideal é realizá-lo até onde for possível (que seria algumas semanas antes do parto, mas pode variar de gestante para gestante) e começar o quanto antes. Dessa forma, tanto a gestação, quanto o período de recuperação pós-parto, serão muito mais fáceis de lidar.

Divulgação